Grupo de humor põe portugueses nos Estados Unidos a rir de si mesmos

 

Os Portuguese Kids, o primeiro grupo de humor que brinca com as características da comunidade portuguesa nos Estados Unidos, deu cerca de 100 espetáculos no último ano e conta com mais de cinco milhões de visualizações no YouTube.

“Os portugueses, sobretudo os da comunidade, têm dificuldade em rir de si próprios e é isso que tentamos mudar”, explica à agência Lusa Jason Casimiro, um dos quatro elementos do grupo.

Casimiro diz que os portugueses “são emigrantes com imenso valor, trabalharam muito para ter uma vida confortável e esse dia a dia muito duro tornou difícil que consigam relaxar e gozar um bom momento”.

Antes de Derrick Melo, Brian Martins, Alberto Sardinha e Jason Casimiro nenhum humorista se tinha debruçado sobre as características do milhão e meio de pessoas que constituem a comunidade portuguesa no país.

As particularidades da comunidade são fáceis de identificar: falam uma mistura de inglês e português, são conservadores, muito trabalhadores e forretas.

“Capturá-las em piadas novas e que não ofendam é que é difícil”, diz Casimiro.

O humorista diz que “representar alguém como ignorante ou estúpido é fácil, mas seria uma mentira e um insulto”.

“Há uma linha muito ténue que não queremos atravessar. O que estamos a fazer é celebrar a comunidade”, acrescenta.

Os humoristas são filhos de emigrantes açorianos e cresceram no mesmo bairro de Fall River, em Massachusetts, onde receberam uma educação portuguesa.

foto: YT/Portuguese Kids

foto: YT/Portuguese Kids

Nas letras das suas músicas, falam do nome de celebridades lusodescendentes, fazem referências a Queijo da Ilha e a chouriço e é visível que são, como os seus pais e avós, orgulhosos da sua origem.

“Se não fôssemos tão orgulhosos não nos deixavam fazer estas piadas”, explica Derrick Melo.

Apesar do foco comunitário, usam referências pop para conseguir visibilidade.

O seu vídeo mais popular no YouTube, onde são seguidos por mais de 14.300 utilizadores, é uma paródia do sucesso “I am sexy and I know it“, dos LMFAO.

Todos os meses, o grupo faz entre 10 a 12 espectáculos em vários estados norte-americanos, como Califórnia, Geórgia, Rhode Island, Nova Jérsia, Florida ou Connecticut.

Fora do país, já actuaram no Canadá e nas Bermudas. No próximo ano, planeiam ir à Austrália e à África do Sul.

No final das actuações, há sempre muitos jovens que falam com os elementos do grupo.

“Dizem-nos: ‘Era o meu pai que estava em palco’; ou: ‘A minha avó fazia a mesma coisa.’ E agradecem-nos por reacender essas memórias”, conta Derrick Melo.

/Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …