Greve na CP paralisa circulação de comboios na segunda-feira

A CP informou, esta sexta-feira, não prever a circulação de comboios na próxima segunda devido à greve marcada e por não terem sido definidos serviços mínimos, admitindo também perturbações no domingo e na terça.

“A CP informa que, por motivo de greve convocada por diversas organizações sindicais não se prevê circulação de comboios no dia 19 de fevereiro. Não foram definidos serviços mínimos pelo Tribunal Arbitral nomeado pelo Conselho Económico e Social”, referiu a empresa, em comunicado, no qual informa ainda sobre “perturbações e supressões na circulação ferroviária, nos dias 18 e 20 de fevereiro”.

Para domingo, a CP admite a possibilidade de atrasos e supressões em todos os serviços, “com particular incidência a partir do final da tarde e noite”, enquanto na segunda-feira “não se prevê circulação de comboios a nível nacional, em todos os serviços”.

Na terça-feira, nas primeiras horas da madrugada e manhã, “poderão ainda ocorrer atrasos e supressões, prevendo-se a regularização gradual da circulação até ao final da manhã”, segundo a CP, que referiu que não serão disponibilizados transportes alternativos.

A CP indicou haver reembolso ou alteração de data da viagem para quem tenha comprado bilhetes para comboios dos serviços Alfa Pendular, Intercidades e Regional que não se realizem.

Esta semana, a FECTRANS — Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações divulgou manter-se marcada a greve dos trabalhadores da CP para exigir a “diminuição das desigualdades salariais, aumentadas com a última proposta de regulamento de carreiras apresentada e implementada pela administração da empresa”.

No início do mês foi anunciado o pré-aviso de greve apresentado pelos sindicatos não subscritores do recente acordo de regulamento de carreiras na empresa.

De acordo com a informação do Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário (SNTSF), “a greve tem como objetivo a negociação efetiva de um regulamento de carreiras que dignifique e valorize os trabalhadores da CP – Comboios de Portugal, EPE, com baixos salários, reduzindo de forma efetiva as desigualdades salariais existentes, em vez de as aumentar enormemente”.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Um mau serviço prestado, uma empresa pública muito deficitária, um cancro na economia nacional… e ainda fazem greve ! Devem pensar que estão mal pagos, ou que o Costa lhes vai encher os bolsos com medo do PCP e da CGTP.
    Por mim podiam fechar definitivamente.

  2. em greve andam sempre (sempre com atrasos)
    nao sei porque fazem greve, andam sempre atrasados
    ainda estou para perceber como é que entre 4 estaçoes conseguem atrasar.
    se tivessem que pagar grandes indiminizaçoes aos passageiros por cada atraso, ja tinham fechado portas
    será que depois no fim do mes ainda temos mais uma viagem? é que pagamos e nao viajamos.

RESPONDER

Tribunal rejeita providência cautelar requerida pela Ordem dos Enfermeiros contra ministério

O Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa rejeitou a providência cautelar pedida pela Ordem dos Enfermeiros (OE) contra o Ministério da Saúde no processo de sindicância à OE, anunciou esta segunda-feira o Governo. Em comunicado, o …

Paraísos fiscais. Portugal transferiu 672 milhões em 2018

Os bancos a operar em Portugal transferiram 672 milhões de euros no ano passado para territórios que constavam das listas de offshores problemáticos da União Europeia. Em 2018, os bancos a operar em Portugal transferiram 672 …

Discurso da Rainha. Entre crime, saúde e imigração, o Brexit foi destaque

Várias propostas de lei relacionadas com o Brexit destacam-se no programa do governo britânico para os próximos meses apresentado esta segunda-feira pela rainha Isabel II no parlamento, o qual inclui a implementação de um eventual …

Conservadores polacos vencem legislativas com maioria absoluta

Os conservadores nacionalistas no poder na Polónia venceram as eleições legislativas com 45,16% dos votos, de acordo com os resultados oficiais que se referem à contagem de 82,79% das circunscrições. O partido conservador eurocético Lei e …

Ambulâncias rejeitadas no Hospital de Setúbal por sobrelotação das urgências

Ambulâncias que chegavam ao Hospital de São Bernardo, em Setúbal, durante a tarde de domingo, foram encaminhadas para outros hospitais. As urgências do centro hospitalar estavam sobrelotadas. Entre as 12h e as 16h30 deste domingo, o …

Professores regressam à greve ao trabalho extraordinário

A paralisação poderá comprometer as avaliações intercalares dos alunos, alertam os sindicatos que pedem o cumprimento do horário de 35 horas semanais. A greve dos professores ao trabalho extraordinário regressa esta segunda-feira às escolas, sem data …

Caos na Síria. Bombardeamentos turcos levam à fuga de centenas de militantes do Daesh presos

Cerca de 800 militantes do Daesh fugiram neste domingo da prisão de Ain Issa, de acordo com a administração autónoma curda, que acusa a Turquia de ter dado “cobertura aérea” para que a fuga fosse …

Supremo Tribunal espanhol reativa mandado de detenção europeu contra Puigdemont

Um juiz do Supremo Tribunal de Justiça espanhol, Pablo Llarena, aceitou o pedido do Ministério Público e reativou o mandado de detenção europeu para a extradição de Carles Puigdemont. O ex-Presidente do governo regional da Catalunha …

A partir de agora, os saldos têm mesmo que ser saldos

Já estão em vigor as alterações à lei relativa aos saldos e promoções. As novas normas definem que um produto vendido em saldo ou promoção não pode ter um preço mais alto do que o …

Marcelo Rebelo de Sousa critica "instrumentalização do medo" pelo poder

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje haver demasiados poderes com medo que o medo acabe, considerando a "instrumentalização do medo" para acorrentar os outros como um problema na ordem do dia. “Há …