Greve dos motoristas desconvocada após princípio de acordo

Carlos Barroso / Lusa

O Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) anunciou este sábado a desconvocação da greve ao trabalho extraordinário, fins-de-semana e feriados que se deveria prolongar até dia 22 de setembro.

O presidente do SNMMP, Francisco São Bento, revelou existir um “acordo de princípio” com a Antram que permitiu a desconvocação da greve, cujo início esteve previsto para as 00h00 deste sábado.

Também o advogado da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram), João Salvador, confirmou haver “um princípio de acordo”, no final de uma reunião no Ministério das Infraestruturas, em Lisboa, que começou perto da meia-noite de sexta-feira.

Francisco São Bento referiu que o acordo permite negociar todas as reivindicações defendidas pelo sindicato, elogiando o “bom senso” em chegar-se a este entendimento. “Os portugueses ficaram a saber a realidade destes trabalhadores, pelos quais há mais de duas décadas nada tinha sido feito. Quero agradecer a todos os motoristas que estiveram sempre de pedra e cal a lutar pelos seus direitos”, disse.

O presidente do SNMMP referiu que receberam a garantia de que todo o trabalho efetuado pelos profissionais vai ser remunerado, entrando agora num caminho de negociação.

“Podemos considerar que não chegou a haver greve. O acordo de princípio que atingimos hoje é bastante claro e a preocupação principal é garantir que todo o trabalho efetuado pelos trabalhadores tem de ser remunerado. Isso está firmado, por isso temos tudo para continuar as negociações num bom clima de paz social”, frisou.

Francisco São Bento explicou que as negociações vão começar em breve, ainda no mês de setembro, referindo que o Governo fez um papel de mediador no processo.

“Ninguém tem um conflito sozinho. Hoje existiu um entendimento e penso que estamos num bom caminho para conseguirmos um bom contrato coletivo de trabalho, digno para estes trabalhadores”, defendeu, assegurando que estão reunidas as condições para se negociar num clima de paz social.

Já João Salvador, advogado da Antram, esclareceu que o acordo entre as partes cria uma base negocial que é “rigorosamente a mesma que já foi determinada e assinada com a Fectrans e o Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM)”.

“O acordo foi assinado há momentos e permite desconvocar a greve que estava marcada. Existiu uma viragem do sindicato, de uma lógica mais virada para o conflito para uma lógica mais institucional e de negociação, e que permitiu assinar um entendimento de princípio nas mesmas bases com que foi feito com outros sindicatos”, sublinhou.

Acompanhado do presidente da Antram, Gustavo Paulo Duarte, o advogado considerou que esta foi uma “vitória comum”. “Esta é uma vitória comum que lança as bases para uma reconciliação no sector, que há muito era necessária. Vamos começar a trabalhar nessa reconciliação. As primeiras reuniões vão decorrer e acreditamos que bem antes do final do ano tudo esteja concluído”, declarou.

“Começou o tempo do diálogo”

O ministro das Infraestruturas disse que “o tempo da greve terminou e começou o tempo do diálogo”. “O país está cansado destas greves, não temos dúvidas de que os motoristas também, as empresas também. Foram quatro pré-avisos de greve em pouco mais de quatro meses”, afirmou Pedro Nuno Santos após a reunião.

O ministro declarou que este foi “o culminar de um trabalho com muitos meses”, depois de um acordo entre a Antram e a Fectrans – Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações, e de um acordo entre a Antram e o Sindicato Independente de Motoristas de Mercadorias (SIMM).

“Nunca desistimos de promover a via do diálogo como uma via de resolução do conflito”, referiu o governante, destacando que “estão criadas todas as condições para que o SNMMP e a Antram possam trabalhar em conjunto” e em diálogo, que “é a via correta para se resolver estes conflitos”.

Para Pedro Nuno Santos, “os motoristas hoje têm a possibilidade de, pela via do diálogo, tentarem melhorar a sua condição e as empresas, no quadro daquilo que também é esta negociação, preservarem a sua competitividade”.

Segundo o ministro, o texto assinado é semelhante ao que a Antram assinou com Fectrans e SIMM, pelo que há todas as condições para resolver o problema.

Depois de uma greve em abril e outra em agosto, por melhores condições remuneratórias, os motoristas de matérias perigosas tinham previsto iniciar este sábado uma nova greve que deveria terminar no dia 22.

 

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Criada tecnologia que traduz pensamentos diretamente em texto

Uma equipa de investigadores diz ter criado um sistema capaz de traduzir sinais cerebrais diretamente em texto escrito. Este é um passo promissor para que no futuro seja possível escrever num computador apenas com o …

Desaparecimentos, mistérios e lendas. O Triângulo do Alasca pode ser mais perigoso do que o das Bermudas

Milhares de pessoas desaparecem todos os anos no estado norte-americano do Alasca, fazendo lembrar as histórias do Triângulo das Bermudas, onde aviões e navios desapareceram sem deixar rastro. De acordo com a revista The Atlantic, três …

Descobertas sete novas aranhas-pavão. E uma parece um quadro de Van Gogh

Foram encontradas sete novas espécies de aranha do género Maratus. E há uma que se destaca por se parecer com "A Noite Estrelada", famoso quadro de Vincent Van Gogh. Nos últimos anos, as aranhas-pavão (do género Maratus) …

Estado de emergência no México suspende produção de cerveja Corona

Nem toda a publicidade é boa publicidade. Que o diga a cerveja mexicana Corona que, em tempos de pandemia, partilha o nome com o vírus de que já ninguém quer ouvir falar. Segundo o jornal The …

Gás natural pode transformar Moçambique no "Qatar de África" (se os jihadistas deixarem)

A descoberta de gás natural em Moçambique é vista como uma grande esperança para o país que, à boleia dos avultados investimentos que está a receber de grandes multinacionais, sonha tornar-se no "Qatar de África". …

Afinal, os 1.000 ventiladores doados por Elon Musk podem não ser completamente inúteis

Elon Musk, CEO da Tesla, doou mil ventiladores do tipo errado a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Agora, afinal, os ventiladores vão poder ser usados em casos de …

Cientistas preveem quatro grandes furacões no Atlântico em 2020

Cientistas da Universidade Estadual do Colorado, nos Estados Unidos, preveem que se formem quatro grandes furacões no Oceano Atlântico em 2020. De acordo com os especialistas, estes quatro furacões serão de categoria 3 a 5 na …

Neymar doa 870 mil euros para luta contra a pandemia no Brasil

O futebolista internacional brasileiro Neymar doou cerca de 870 mil euros para a luta contra a pandemia covid-19 no seu país, revelou esta sexta-feira o canal SBT. Segundo a estação de televisão brasileira, o contributo de …

França confiscou quatro milhões de máscaras destinadas a Espanha e Itália

As autoridades francesas apreenderam quatro milhão de máscaras que uma empresa sueca transportava da China para a Espanha e Itália no início do mês. A disputa diplomática foi revelada na quarta-feira pela revista francês L'Express. Segundo …

Sobe para 52 o número de elementos da PSP infetados

Subiu esta sexta-feira para 52 o número de elementos da PSP infetados com covid-19, revelou esta força de segurança, dando conta que está a ser assegurado apoio psicológico a todos os polícias com 30 profissionais. Em …