Greve dos Motoristas. Patrões vão exigir 70% de serviços mínimos

Tiago Petinga / Lusa

A Antram e o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas vão reunir-se esta quarta-feira para definir os serviços mínimos na greve de 12 de agosto.

O Expresso avança esta terça-feira que a Antram – Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários vai propor para a greve dos motoristas de matérias perigosas serviços mínimos de 70%.

De acordo com o matutino, esta proposta será comunicada na quarta-feira de manhã, numa reunião com os sindicatos que avançaram com o pré-aviso de greve para 12 de agosto, e que contará com a presença de representantes do Governo.

A reunião está agendada para as 10h na Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) e tem como principal objetivo chegar a um acordo sobre os serviços mínimos que serão decretados caso a greve, por tempo indeterminado, se concretize. Caso não haja acordo entre sindicatos e patrões, será o Governo a fixar os serviços mínimos.

A proposta de serviços mínimos do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) abrange 25% da atividade normal de distribuição no território nacional, salvaguardando, por exemplo, a entrega de combustíveis aos portos e aeroportos, hospitais, lares de idosos, entre outros pontos de consumo.

No entanto, segundo apurou o Expresso, a Antram levará à reunião desta quarta-feira uma proposta mais ambiciosa, que prevê que 70% dos motoristas de cada empresa estejam disponíveis para trabalhar, de forma a que a empresa possa afetar o número necessário de motoristas para cumprimento de serviços mínimos.

No caso de uma determinada empresa trabalhar exclusivamente na distribuição de produtos a pontos tidos como prioritários, por exemplo, o nível de serviços mínimos pode mesmo atingir os 100%.

A abril, na greve que quase secou o país, os serviços mínimos tinham sido fixados em 40% para as zonas urbanas, mas tal acabou por se revelar insuficiente. Ao quarto dia de greve, o SNMMP e a Antram acordaram sentar-se à mesa para procurar um entendimento sobre as questões pecuniárias e não pecuniárias que separavam as partes.

A reunião desta quarta-feira acontece num momento tenso entre as relações da Antram com o SNMMP, que não aceita que as atualizações salariais se fiquem pelo pré-acordado aumento de 70 euros, para 700 euros mensais, do salário-base, a implementar em 2020.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Façam a greve de inverno e terão o todo o meu apoio cambada de gente ingrata.
    A culpa não é dos motoristas mas sim de quem está na realidade a ganhar dinheiro com isso, cavem e chegam lá.
    Só espero poder ter auxilio em caso de incêndio.
    Só espero ter auxilio e não morrer em casa, no trabalho, na estrada ou na praia.
    Pode ser que tenham uma surpresa estes motoristazecos, crianças mimadas liderados por outra criança mimada e birrenta à procura de protagonismo.
    Façam greve lutem pelos vossos direitos, mas não obriguem os portugueses a ficarem revoltados com vocês.
    Se alguém aqui perder um filho(a), companheiro(a), pai ou mãe, acreditem que isto cega, principalmente se poder ser evitado, pior ainda se foi consequência de….
    Eu se isto me acontecer limpo todos os que conseguir, em Portugal não há cumulo juridico, 1 ou 1000 é igual, 25 anos, cama, comida e roupa lavada, sporttv pra ver a bola.
    Pensem nisso.

RESPONDER

Polícia do Capitólio alerta para ameaça de nova invasão já esta quinta-feira

A polícia do Capitólio, responsável pela segurança do Congresso dos Estados Unidos, alertou para a ameaça de uma milícia invadir a sede do Congresso na quinta-feira, com ligações a uma teoria de conspiração. A agência …

Oito feridos em esfaqueamento na Suécia. Polícia fala em terrorismo

Um homem esfaqueou, esta quarta-feira, um grupo de pessoas na vila de Vetlanda, na Suécia. Há pelo menos oito feridos, que foram transportados para o hospital, e as autoridades policiais suspeitam de um “ataque terrorista”. O …

China testa moeda digital nacional nas principais cidades

A mudança para a moeda digital dá aos governos mais controle sobre o seu dinheiro. É o que procura a China, onde o Executivo está a testar a eCNY, lançada em 2020, em cidades como …

TdC dá luz verde a Linha Rosa e prolongamento da Amarela do Metro do Porto

O Tribunal de Contas (TdC) deu luz verde às empreitadas de construção da Linha Rosa do Metro do Porto e de prolongamento da linha Amarela até Vila d’ Este, em Gaia, disse esta quarta-feira à …

Presidência Trump deixou democracia dos EUA ao nível do Panamá e da Roménia

Um novo recuo de direitos políticos e liberdades no final da presidência de Donald Trump deixou os Estados Unidos ao nível da Roménia e do Panamá, segundo a organização não-governamental Freedom House. No último ano da …

Na visita histórica ao Iraque, Papa vai encontrar cidades devastadas pelo Daesh

O Papa Francisco chega ao Iraque, esta sexta-feira, onde vai visitar várias cidades que foram destruídas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI). A maioria da população cristã concentra-se no norte do país. "Estamos a correr contra o …

"Esquemas ou pseudo-negócios" de youtubers. Windoh nega "burla" em cursos online

Mais de nove mil pessoas assinaram uma petição que pede à Polícia Judiciária (PJ) e à Procuradoria Geral da República (PGR) que investigue youtubers e influenciadores digitais, que define como "modernos burlões", por alegados "esquemas …

Bruxelas quer criar cartão para facilitar circulação de pessoas com deficiência na União Europeia

A Comissão Europeia propôs esta quarta-feira a criação de um Cartão Europeu de Deficiente que seja mutuamente reconhecido pelo conjunto dos Estados-membros e que facilite a livre circulação de pessoas com deficiência na União Europeia. “Pessoas …

Myanmar. Militares mataram hoje pelo menos 33 manifestantes

O número de manifestantes mortos esta quarta-feira por tiros disparados pelas forças de segurança, para dispersar protestos contra a junta militar em Myanmar, subiu para pelo menos 33, o maior número desde o golpe de …

Governo faz avaliação "negativa" das amnistias fiscais

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, disse esta quarta-feira que o Governo faz uma "avaliação negativa" das amnistias fiscais passadas - as RERT (Regime Excecional de Regularização Tributária) -, que permitiu …