Greve dos Motoristas. Patrões vão exigir 70% de serviços mínimos

Tiago Petinga / Lusa

A Antram e o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas vão reunir-se esta quarta-feira para definir os serviços mínimos na greve de 12 de agosto.

O Expresso avança esta terça-feira que a Antram – Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários vai propor para a greve dos motoristas de matérias perigosas serviços mínimos de 70%.

De acordo com o matutino, esta proposta será comunicada na quarta-feira de manhã, numa reunião com os sindicatos que avançaram com o pré-aviso de greve para 12 de agosto, e que contará com a presença de representantes do Governo.

A reunião está agendada para as 10h na Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho (DGERT) e tem como principal objetivo chegar a um acordo sobre os serviços mínimos que serão decretados caso a greve, por tempo indeterminado, se concretize. Caso não haja acordo entre sindicatos e patrões, será o Governo a fixar os serviços mínimos.

A proposta de serviços mínimos do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) abrange 25% da atividade normal de distribuição no território nacional, salvaguardando, por exemplo, a entrega de combustíveis aos portos e aeroportos, hospitais, lares de idosos, entre outros pontos de consumo.

No entanto, segundo apurou o Expresso, a Antram levará à reunião desta quarta-feira uma proposta mais ambiciosa, que prevê que 70% dos motoristas de cada empresa estejam disponíveis para trabalhar, de forma a que a empresa possa afetar o número necessário de motoristas para cumprimento de serviços mínimos.

No caso de uma determinada empresa trabalhar exclusivamente na distribuição de produtos a pontos tidos como prioritários, por exemplo, o nível de serviços mínimos pode mesmo atingir os 100%.

A abril, na greve que quase secou o país, os serviços mínimos tinham sido fixados em 40% para as zonas urbanas, mas tal acabou por se revelar insuficiente. Ao quarto dia de greve, o SNMMP e a Antram acordaram sentar-se à mesa para procurar um entendimento sobre as questões pecuniárias e não pecuniárias que separavam as partes.

A reunião desta quarta-feira acontece num momento tenso entre as relações da Antram com o SNMMP, que não aceita que as atualizações salariais se fiquem pelo pré-acordado aumento de 70 euros, para 700 euros mensais, do salário-base, a implementar em 2020.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Façam a greve de inverno e terão o todo o meu apoio cambada de gente ingrata.
    A culpa não é dos motoristas mas sim de quem está na realidade a ganhar dinheiro com isso, cavem e chegam lá.
    Só espero poder ter auxilio em caso de incêndio.
    Só espero ter auxilio e não morrer em casa, no trabalho, na estrada ou na praia.
    Pode ser que tenham uma surpresa estes motoristazecos, crianças mimadas liderados por outra criança mimada e birrenta à procura de protagonismo.
    Façam greve lutem pelos vossos direitos, mas não obriguem os portugueses a ficarem revoltados com vocês.
    Se alguém aqui perder um filho(a), companheiro(a), pai ou mãe, acreditem que isto cega, principalmente se poder ser evitado, pior ainda se foi consequência de….
    Eu se isto me acontecer limpo todos os que conseguir, em Portugal não há cumulo juridico, 1 ou 1000 é igual, 25 anos, cama, comida e roupa lavada, sporttv pra ver a bola.
    Pensem nisso.

RESPONDER

Defeito nos travões força Metro do Porto a andar devagar. Falha foi detetada há um ano

O descarrilamento de um metro na estação de Campanhã foi provocado por um defeito nos patins eletromagnéticos. A avaria afeta vários veículos da frota do Metro do Porto. No passado dia 2 de janeiro, uma falha …

Soares da Costa acusada de ajudar hotel-fantasma a "sacar" 1,2 milhões de euros ao Estado

A Soares da Costa e dois ex-responsáveis de um dos maiores grupos de construção civil portugueses estão acusados de fraude e de branqueamento de capitais num processo judicial que envolve um hotel-fantasma, que nunca foi …

Chega vai organizar angariação de fundos para a pediatria do S. João (mas hospital não sabe de nada)

O partido Chega, liderado por André Ventura, vai realizar um jantar no Mercado Ferreira Borges, no Porto, esta sexta-feira, e anunciou que parte da receita reverte para o serviço de Oncologia Pediátrica do S. João. …

Isabel dos Santos também sai da Efacec. Era "o negócio mais vulnerável" da empresária em Portugal

A Efacec anunciou, nesta sexta-feira, que Isabel dos Santos decidiu "sair da estrutura accionista" da empresa, "com efeitos definitivos". Uma decisão que surge no âmbito do "Luanda Leaks" que implica a empresária no desvio de …

Há pessoas a fingir serem funcionários da Segurança Social

A Segurança Social está a alertar para situações de fraude e roubo por pessoas que se fazem passar por funcionários que prometem prémios. Esta sexta-feira, o Instituto da Segurança Social alertou para situações de fraude e …

Já chegaram à Assembleia da República quase 600 propostas de alteração ao Orçamento

Nos serviços do Parlamento já deram entrada quase 600 propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2020. A esquerda domina a lista de mudanças. O PCP foi o partido que mais alterações colocou em cima …

Brexit já recebeu luz verde da Comissão e do Conselho Europeu

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, formalizaram esta sexta-feira o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE), faltando agora apenas a …

Isabel dos Santos esteve em Portugal, mas saiu na hora da reunião entre procuradores

No mesmo dia, Isabel dos Santos chegou e saiu de Portugal, onde esteve em Lisboa para conceder "plenos poderes" aos seus representantes legais no processo de alienação do capital do Eurobic. Isabel dos Santos esteve em …

Invencível fora de portas. Benfica é quase caso único nas grandes ligas

O Benfica é uma das três equipas das grandes ligas europeias que ainda não perdeu fora de casa para o campeonato, esta temporada. As 'águias' venceram todos os oito jogos. Jogar em casa costuma ser um …

Guterres enumera os "Quatro Cavaleiros do Apocalipse" que desestabilizam o mundo

António Guterres listou, esta quinta-feira, os "Quatro Cavaleiros do Apocalipse" que causam incerteza e instabilidade: mudança climática, desconfiança da população, tensões geopolíticas e ameaças tecnológicas. O secretário-geral da ONU identificou esta quinta-feira, numa intervenção em Davos, …