Grécia cumpre compromissos de Bruxelas e abre caminho para alívio da dívida

Bruxelas anunciou, esta quarta-feira, que a Grécia empreendeu as ações necessárias para cumprir os compromissos de reformas assumidos. O Eurogrupo decide, esta sexta-feira, em relação à implementação de medidas de alívio da dívida grega.

Em comunicado, a Comissão Europeia esclarece que atualizou as conclusões da segunda missão de supervisão reforçada à Grécia, detalhando “o progresso na implementação dos compromissos políticos desde a publicação do relatório em 27 de fevereiro”, que reportava “um número de reformas ainda pendentes”.

“Tendo em conta os desenvolvimentos desde então, a atualização de hoje concluiu que a Grécia já empreendeu as ações necessárias para cumprir todos os compromissos específicos de reformas esperados para o final de 2018″, nota o executivo comunitário.

Destaca-se ainda que esta versão revista das conclusões da segunda missão de supervisão reforçada àquele país servirá de base para o Eurogrupo debater sobre “a primeira tranche de medidas de alívio da dívida“.

Os ministros das Finanças da zona euro decidiram a 11 de março adiar para a reunião informal de sexta-feira, em Bucareste, a decisão sobre a implementação de medidas de alívio da dívida da Grécia.

Inicialmente, a Comissão Europeia esperava que a Grécia colocasse em prática as 16 reformas setoriais, acordadas com os seus credores, até 11 de março, de modo a desembolsar uma verba de mil milhões de euros para aliviar a dívida do país.

Na atualização desta quarta-feira, o executivo comunitário especifica que o Governo grego providenciou “atualizações importantes nas medidas para apoiar a resolução para o crédito malparado e a estabilidade do setor bancário” e adotou uma legislação para assegurar a proteção das residências principais. Estas eram as duas reformas por cumprir que mais preocupavam Bruxelas.

“O relatório nota que as autoridades gregas devem continuar a assegurar a implementação contínua das reformas acordadas, conforme os compromissos assumidos no Eurogrupo de junho de 2018″, concluiu o comunicado da Comissão.

A Grécia, o país europeu mais atingido pela crise económica e financeira, foi o primeiro e último a pedir assistência financeira — e o único “reincidente”. A conclusão do seu terceiro programa assinalou também o fim do ciclo de resgates a países do euro iniciado em 2010, e que abrangeu igualmente Portugal (2011-2014), Irlanda, Espanha e Chipre.

Face às características únicas da tripla assistência prestada ao país e às fragilidades que a sua economia ainda revelava, a Grécia foi e será alvo de uma “vigilância pós-programa reforçada”. O país terá missões de três em três meses, para garantir que Atenas prossegue para uma “política orçamental prudente“.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vá de férias para uma ilha paradisíaca (e volte com um cão adotado)

Na ilha de Providenciales, no arquipélago das Ilhas Turcas e Caicos, nas Caraíbas, há cães a brincar pelo areal, prontos para serem adotados por turistas. A iniciativa pretende combater o abandono destes animais. São os turistas …

"TONY" é o documentário português mais visto de sempre

O filme documental "TONY", de Jorge Pelicano, que conta a vida do cantor Tony Carreira, é o documentário português mais visto de sempre em Portugal, de acordo com números do Instituto do Cinema e do …

Há milhões de abelhas a morrer no Brasil (e isso é um aviso)

A morte em massa de abelhas devido aos químicos agrícolas já é há muito tempo uma preocupação no Brasil, onde, entre 1990 e 2016, o uso de pesticidas aumentou 770%, de acordo com a FAO, …

Brexit. Holandeses preparam festa na praia para se despedirem do Reino Unido

Milhares de holandeses pretendem despedir-se do Reino Unido na praia, degustando pratos europeus, uma ideia criada nas redes sociais este fim de semana e que tem conquistado o interesse generalizado. De acordo com a agência Lusa, …

Bolsonaro usa vídeo de caça a baleias na Dinamarca para criticar Noruega

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, usou um vídeo de caça à baleia para atacar a Noruega, país que suspendeu os apoios à preservação da Amazónia, mas as imagens utilizadas são das Ilhas Faroé, da Dinamarca. "Vejam …

Rússia cria comissão para investigar "ingerência estrangeira" na política interna

Criação de uma comissão para investigar a "ingerência estrangeira" na política interna da Rússia acontece depois de várias manifestações contra Putin, que Moscovo diz mostrarem envolvimento ocidental. A câmara baixa do parlamento russo anunciou esta segunda-feira …

Novo planeta gigante detetado a orbitar estrela que dista 63,4 anos-luz da Terra

O novo planeta tem uma massa cerca de três mil vezes maior do que a da Terra e orbita a sua estrela a uma distância quase três vezes superior à que separa o Sol do …

Inaugurada em Lisboa clínica dentária gratuita para jovens até os 18 anos

A Santa Casa da Misericórdia abriu esta terça-feira, em Lisboa, uma clínica de saúde oral, com consultas grátis para todas as crianças e jovens até os 18 anos, que vivam ou estudem dentro do concelho. O …

Família mais rica do mundo enriquece a quatro milhões de dólares por hora

Desde o último boletim de riqueza que a Bloomberg publicou, em junho do ano passado, no seu ranking das famílias mais ricas do mundo, a fortuna dos Walton cresceu 39 mil milhões de dólares, para …

Espanha. PSOE rejeita proposta "inviável" do Podemos para coligação

O Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) rejeitou nesta terça-feira a proposta do Unidas Podemos para uma coligação fovernamental, que considera "inviável", e convidou a plataforma de esquerda a encontrar "outras fórmulas" que facilitem a governabilidade …