A grávida mais velha do mundo quer ter gémeos (mas os médicos opõem-se)

A maternidade tardia na China parece ter-se tornado na última esperança de sustento na velhice para muitos casais, que chegam mesmo a arriscar a sua saúde depois dos 60 anos.

Zhang Heng perdeu o filho de 34 anos num acidente de viação e a sua vontade de viver. O desgosto, aliado à perspetiva de sobreviver sem a ajuda financeira do filho, levou esta chinesa e o marido à adoção, plano que acabou por falhar.

Sem esperança no futuro, a mulher, de 67 anos, viajou juntamente com o marido até Taiwan e investiu 200 mil yuan, aproximadamente 25.300 euros, num tratamento de fertilização in vitro. A esperança transformou-se em gémeos, mas o futuro acabaria por traí-la: Zhang foi diagnosticada com com hipertensão gestacional e aconselhada a interromper a gravidez.

Segundo a Visão, o caso foi notificado às autoridades de saúde. Zhang ficou perplexa: “Porque me tratam como uma criminosa? Eu não estou a infringir a lei, até porque não há nenhuma lei na China que proíba as pessoas idosas de terem filhos.”

De um lado, um casal ansioso por ter estes filhos; do outro, uma comunidade médica relutante em fazer o acompanhamento pré-natal da gravidez e do parto, devido aos riscos elevados de complicação para a saúde da mãe e dos bebés. Com 11 semanas e meia de gravidez, Zhang Heng é a gestante mais velha da China.

Ao South China Morning Post, a mulher confessou não entender a razão pela qual estão a bloquear a solução encontrada pelo casal, de quem “ninguém quis saber quando ficaram sem o filho”.

Não sou rica, estou preparada para ter uma criança a meu cargo e acredito que posso viver até aos 85 anos e ver essa criança crescer e tornar-se adulta.” Se isso não acontecer, “o meu sobrinho, que tem 40 anos, pode ajudar a criá-la, porque ter um filho é tudo para mim”, disse.

De acordo com a lei do país, desde 2016, os casais podem ter direito a serem pais duas vezes. Mas, neste cenário, como fica a situação de todos aqueles que perderam o seu único descendente?

Além da experiência traumática, perder um filho significa também chegar à fase final da vida e receber um subsídio estatal mensal de 340 yuans, o equivalente a pouco mais de 43 euros, um verdadeiro pesadelo para muitos casais que tentam evitá-lo, fazendo tudo o que estiver ao seu alcance para sobreviver.

Na China Moderna, mulheres mais velhas que arriscam a sua saúde em prol de uma vida e de uma velhice mais digna começa a ser uma cenário cada vez mais normal. Resta saber como será a vida dos filhos nascidos, que, nesta história, foram os únicos a não dar a sua opinião.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. “Resta saber como será a vida dos filhos nascidos, que, nesta história, foram os únicos a não dar a sua opinião.” Frase interessante, mesmo politicamente correcta, quer dizer que as outras crianças são consultadas para se saber se querem nascer?!

    • Caro José Antunes,
      Se as ditas crianças puderem um dia dar a sua opinião sobre a frase em causa, certamente nela encontrarão apenas um apontamento de humor – sem qualquer pretensão de ser nem politicamente correcto nem o seu contrário.

Responder a ZAP Cancelar resposta

Há 853 profissionais de saúde infetados. Cerco sanitário no Porto em discussão

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, revelou que existem 853 profissionais de saúde infetados com a covid-19 em Portugal. Em conferência de imprensa ao fim da manhã desta segunda-feira, depois de a …

Fazer despedimentos ou não renovar contratos são situações distintas, explica Siza Vieira

O ministro da Economia afirma que o acesso aos apoios financeiros do 'lay-off' simplificado está condicionado ao compromisso de não haver despedimentos, mas reconhece que despedimento e não renovação são situações distintas. O ministro da Economia …

Empresas denunciadas por abusos nos despedimentos e violações ao código de trabalho

A CGTP recebeu denúncias a 40 empresas em que são relatadas situações de abuso e aproveitamento laboral. Milhares de trabalhadores foram afetados em todo o país, garante a líder sindical. Isabel Camarinha, classificou como "muito negro" …

NOS Primavera Sound adiado para setembro

Devido ao estado de emergência em que o país se encontra, resultado do surto de COVID-19, a nona edição do NOS Primavera Sound foi adiada e vai acontecer de 3 a 5 setembro. “Perante este cenário …

Twitter apaga publicações de Bolsonaro que defendiam fim das medidas de contenção

O Twitter bloqueou dois vídeos publicados no perfil oficial de Jair Bolsonaro sobre a visita que fez no domingo a vários pontos de Brasília, contrariando as recomendações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS) para …

País vai entrar no "mês mais crítico" da pandemia (e medidas vão ser prolongadas)

O primeiro-ministro, António Costa, avisou esta segunda-feira que Portugal "vai entrar no mês mais crítico desta pandemia" da covid-19 e por isso é necessário que se prepare para esta fase. António Costa falava aos jornalistas na …

Bancos também dão moratória no crédito automóvel

Para além da moratória no crédito à habitação decretada pelo Governo, alguns bancos estão a alargar a moratória ao crédito de consumo, como por exemplo, à prestação do carro. Face à pandemia de covid-19, o Governo …

Justiça dos Estados Unidos investiga senadores por delitos financeiros

Vários senadores norte-americanos estão a ser investigados por terem vendido ações depois de terem recebido briefings sobre a pandemia de covid-19. De acordo com a CNN, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos começou a investigar …

MAI aconselha que se circule com comprovativo de deslocação

Este domingo, o Ministério da Administração Interna (MAI) aconselhou os automobilistas a circular com comprovativos de deslocação. Além de fazer um apelo aos automobilistas para que circulem apenas quando for absolutamente imperioso, o Ministério da Administração …

Casos de covid-19 sobem 7,5% em Portugal. Há 140 mortos

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-geral da Saúde, há 6.408 casos de covid-19 em Portugal - mais 446 do que no domingo. Mortes sobem de 119 para 140 e o número de recuperados mantém-se …