A grávida mais velha do mundo quer ter gémeos (mas os médicos opõem-se)

A maternidade tardia na China parece ter-se tornado na última esperança de sustento na velhice para muitos casais, que chegam mesmo a arriscar a sua saúde depois dos 60 anos.

Zhang Heng perdeu o filho de 34 anos num acidente de viação e a sua vontade de viver. O desgosto, aliado à perspetiva de sobreviver sem a ajuda financeira do filho, levou esta chinesa e o marido à adoção, plano que acabou por falhar.

Sem esperança no futuro, a mulher, de 67 anos, viajou juntamente com o marido até Taiwan e investiu 200 mil yuan, aproximadamente 25.300 euros, num tratamento de fertilização in vitro. A esperança transformou-se em gémeos, mas o futuro acabaria por traí-la: Zhang foi diagnosticada com com hipertensão gestacional e aconselhada a interromper a gravidez.

Segundo a Visão, o caso foi notificado às autoridades de saúde. Zhang ficou perplexa: “Porque me tratam como uma criminosa? Eu não estou a infringir a lei, até porque não há nenhuma lei na China que proíba as pessoas idosas de terem filhos.”

De um lado, um casal ansioso por ter estes filhos; do outro, uma comunidade médica relutante em fazer o acompanhamento pré-natal da gravidez e do parto, devido aos riscos elevados de complicação para a saúde da mãe e dos bebés. Com 11 semanas e meia de gravidez, Zhang Heng é a gestante mais velha da China.

Ao South China Morning Post, a mulher confessou não entender a razão pela qual estão a bloquear a solução encontrada pelo casal, de quem “ninguém quis saber quando ficaram sem o filho”.

Não sou rica, estou preparada para ter uma criança a meu cargo e acredito que posso viver até aos 85 anos e ver essa criança crescer e tornar-se adulta.” Se isso não acontecer, “o meu sobrinho, que tem 40 anos, pode ajudar a criá-la, porque ter um filho é tudo para mim”, disse.

De acordo com a lei do país, desde 2016, os casais podem ter direito a serem pais duas vezes. Mas, neste cenário, como fica a situação de todos aqueles que perderam o seu único descendente?

Além da experiência traumática, perder um filho significa também chegar à fase final da vida e receber um subsídio estatal mensal de 340 yuans, o equivalente a pouco mais de 43 euros, um verdadeiro pesadelo para muitos casais que tentam evitá-lo, fazendo tudo o que estiver ao seu alcance para sobreviver.

Na China Moderna, mulheres mais velhas que arriscam a sua saúde em prol de uma vida e de uma velhice mais digna começa a ser uma cenário cada vez mais normal. Resta saber como será a vida dos filhos nascidos, que, nesta história, foram os únicos a não dar a sua opinião.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. “Resta saber como será a vida dos filhos nascidos, que, nesta história, foram os únicos a não dar a sua opinião.” Frase interessante, mesmo politicamente correcta, quer dizer que as outras crianças são consultadas para se saber se querem nascer?!

    • Caro José Antunes,
      Se as ditas crianças puderem um dia dar a sua opinião sobre a frase em causa, certamente nela encontrarão apenas um apontamento de humor – sem qualquer pretensão de ser nem politicamente correcto nem o seu contrário.

Descobertas filmagens inéditas de um centro de espionagem da II Guerra Mundial

Foi descoberta uma rara filmagem da instalação militar secreta Bletchley Park, no Reino Unido. Este centro de espionagem atuou durante a II Guerra Mundial e foi responsável por decifrar códigos alemães durante o período nazi. O …

Montezemolo revelou o sonho que Ayrton Senna não cumpriu

O antigo presidente da equipa da Ferrari, Luca di Montezemolo, revelou que o seu maior arrependimento foi não ter conseguido levar Ayrto Senna para a equipa. Em 1994, Ayrton Senna morreu de forma trágica quando perdeu o …

Friends: atores já terminaram as gravações do episódio especial

Ainda antes de os talk shows serem suspensos devido à COVID-19, Matt LeBlanc foi um dos convidados do The Kelly Clarkson Show, onde confirmou que as gravações do episódio especial de FRIENDS estavam concluídas. O programa …

YouTube remove vídeos com teoria da conspiração que liga covid-19 ao 5G

A onda de teorias falsas que ligam a pandemia da COVID-19 ao 5G levou a uma série de incidentes, incluindo ameaças a funcionários de operadoras e ataques a antenas de telecomunicações. Agora, o YouTube está …

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …