Grande Colisionador de Hadrões em paragem técnica até 2021

Ars Electronica Festival / Flickr

O actual acelerador de partículas com 27km de circunferência

O maior acelerador de partículas do mundo, localizado na fronteira franco-suíça, entrou esta terça-feira numa nova paragem técnica que se prolongará até à primavera de 2021, altura em voltará a colidir protões após trabalhos de beneficiação, foi anunciado.

O Grande Colisionador de Hadrões foi desligado às 06:00 em Genebra (05:00 em Lisboa), com os operadores da sala de controlo do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN) a darem “por concluído” o segundo período (2015-2018) de funcionamento da máquina, informou em comunicado o Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP), que representa cientificamente Portugal no CERN.

Durante a paragem técnica do Grande Colisionador de Hadrões (Large Hadron Collider, LHC), os cientistas portugueses “estarão ocupados com a análise da enorme quantidade de dados recolhidos e nos melhoramentos nos detetores de que são responsáveis”, adianta o LIP. Equipas de investigadores portugueses participam em duas experiências envolvendo dois detetores de partículas do acelerador (ATLAS e CMS).

Concluído o upgrade do acelerador, que inclui a instalação de componentes mais potentes, a máquina ficará apta a colidir mais partículas subatómicas, a uma energia ligeiramente superior à atual, esperando os físicos aprofundar o conhecimento das propriedades do bosão de Higgs, partícula elementar celebrizada como a “Partícula de Deus” e descoberta em 2012 em experiências feitas com o acelerador.

Ao mesmo tempo que decorre a nova paragem técnica, continuam as obras de construção civil iniciadas em junho e que visam melhorar o desempenho do acelerador a partir de 2026, altura em que a máquina começará a produzir ainda mais colisões e mais dados, em modo de alta de luminosidade.

No acelerador, um túnel circular de 27 quilómetros, são geradas colisões de protões (que são hadrões) e iões pesados a altas energias para se compreender melhor a composição do Universo.

A máquina, que fez 10 anos em setembro, tem uma ‘esperança de vida’ até 2040. Em 2025, decisões terão de ser tomadas quanto à construção de um novo acelerador de partículas, para o qual foram desenhadas duas soluções.

Uma sugere um acelerador circular de 100 quilómetros (mais 73 quilómetros do que o perímetro do LHC) que poderá fazer colisões de protões a uma energia oito vezes mais elevada do que a do LHC e entre eletrões e positrões (antipartículas dos eletrões).

O segundo cenário aponta para a construção de um acelerador retilíneo com o comprimento inicial de 11 quilómetros (podendo chegar no final aos 50 quilómetros) para colidir eletrões e positrões.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O Lamborghini mais potente acelera dentro de água. É um iate com 4.000 cavalos

O resultado da primeira colaboração entre a a Lamborghini e os especialistas da Tecnomar é um iate de luxo, com 4.000 cavalos que recria a sensação de condução de um superdesportivo dentro de água. O mais …

Aproxima-se o lançamento do rover Perseverance

O rover Perseverance da NASA está a menos de um mês da data de lançamento prevista para 20 de julho. A missão de astrobiologia do veículo vai procurar sinais de vida microscópica passada em Marte, explorar …

Benfica 3-1 Boavista | Águias põem fim a quarentena caseira

O Benfica venceu na noite deste sábado o Boavista, naquele que foi o primeiro triunfo caseiro após a retoma da Liga. Poderá ter sido a redenção das águias? Após ter somado apenas dois triunfos, quatro desaires …

Cortina do abraço permite às famílias reencontrar os familiares num lar de São Paulo

Abraçar, tocar e até dançar. Uma cortina do abraço permite que filhos visitem seus pais residentes numa casa de repouso em São Paulo. O empresário Bruno Zani, autor da criação, pretende agora colocar a cortina …

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas com os amigos

Os golfinhos aprendem a utilizar ferramentas não só com as suas progenitoras mas também com os seus pares, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Leeds, no Reino Unido. De acordo …

Entre uma "história de recusas" e uma “opção clara” pelos interesses do grande capital

A líder do BE disse hoje que a legislatura do Partido Socialista tem sido a “história das recusas” tanto sobre um acordo no final das eleições 2019, seja na recusa dum Orçamento Suplementar para lá …

Homem morre nos Estados Unidos depois de receber mais de 50 choques taser na sua detenção

Dos agentes da polícia da cidade de Wilson, no estado norte-americano do Oklahoma, foram nesta quarta-feira acusados de homicídio em segundo grau pela morte de um homem durante a sua detenção. De acordo com o …

TESS fornece novas ideias sobre um mundo ultra-quente

Medições do TESS (Transiting Exoplanet Survey Satellite) da NASA permitiram aos astrónomos melhorar bastante a sua compreensão do ambiente bizarro de KELT-9b, um dos planetas mais quentes conhecidos. "O factor de estranheza de KELT-9b é alto," …

Bill Gates elenca quatro pilares-chave para combater a pandemia

O co-fundador da Microsoft, Bill Gates, elencou quatro pilares que a sua fundação considera essenciais para combater a pandemia de covid-19, que já matou mais de 520 mil pessoas em todo o mundo. Segundo o norte-americano, …

Tesla já vale mais do que a Toyota, Disney e Coca-Cola

As ações da Tesla chegaram esta quarta-feira a um preço recorde de 1.120 dólares por ação, levando a empresa de Elon Musk a superar a cotação de mercado de grandes empresas como a Coca-Cola ou …