Graça Freitas de regresso após três semanas de isolamento (e deixa um último apelo antes do Natal)

Tiago Petinga / Lusa

A Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas

Graça Freitas, diretora-geral da Saúde, está de volta ao trabalho e às conferências de imprensa, depois de 20 dias em isolamento. Esta terça-feira, deixou um último apelo para o Natal e disse que vai aguardar pela sua vez para tomar a vacina.

No seu regresso, Graça Freitas aproveitou para deixar um último apelo aos portugueses antes do Natal: o apelo foi para que estejam juntas “o mínimo de pessoas” possível e que se cumpram as regras de higienização e distanciamento.

Afetos devem ser transmitidos, mantendo a distância física“, referiu a diretora-geral da Saúde. “Nesta época festiva, que o convívio seja entre co-habitantes ou núcleos familiares diferentes terá grande relevo”, sublinhou, citada pelo Público.

Apesar do aviso, Graça Freitas recusou definir um número máximo de pessoas. “O Governo não deu indicação do número de pessoas [que se podem juntar], mas o que damos é a indicação que, independentemente desse número, deve ser restrito ao núcleo mais chegado de amizade ou família”.

As regras devem ser mantidas: “sala arejada, superfícies limpas, distância física, manter a máscara colocada quando não estiverem a comer ou beber, higienizar frequentemente as mãos e não devem partilhar objetos”, elencou.

Em relação ao seu contágio, Graça Freitas disse ter sido uma “privilegiada, por tido conhecimento a tempo” da possibilidade de estar infetada. Assim que soube, isolou-se e impediu a transmissão da doença. “Felizmente, não transmiti a doença a ninguém“. A responsável teve apenas sintomas ligeiros, “prostração ligeira e tosse”.

Na mesma conferência de imprensa, a responsável disse ainda que irá esperar tranquilamente pela sua vez para tomar a vacina contra a covid-19. De qualquer forma, quando chegar a sua vez, terá “todo o gosto em ser vacinada”, mas não para já, uma vez que não faz parte dos profissionais de saúde que serão vacinados na primeira fase, nem está em nenhum dos grupos de risco.

Quanto ao facto de apenas 50% a 60% dos portugueses quererem ser vacinados mal seja possível, Graça Freitas lembrou que “é uma situação que se coloca a nível mundial e que os países têm de ir estudando, monitorizando a perceção que as pessoas têm do valor da vacina”.

“À medida que as vacinas vão sendo dadas e que as pessoas percebem a sua segurança e eficácia, o número [dos que querem tomá-las] tende a subir. E Portugal é um dos países que tem, desde sempre, uma elevadíssima confiança na vacinação“, frisou.

A diretora-geral da Saúde apelou à confiança na vacina. “Temos de aproveitar esta oportunidade de controlar o vírus e melhorar as nossas vidas. É com essa esperança que vos desejo a todos um Natal feliz e com saúde.”

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PAN quer proibir animais de companhia acorrentados e em varandas

O PAN quer proibir os donos de animais de companhia de os acorrentarem permanentemente ou os colocarem em varandas por largos períodos de tempo, através de um projeto de lei entregue hoje na Assembleia da …

IGAI abre processo ao protesto do Movimento Zero. Manifestante fez a saudação fascista

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) anunciou, esta terça-feira, que abriu um processo administrativo à manifestação dos elementos das forças de segurança que pertencem ao Movimento Zero, tendo pedido informações à Polícia de Segurança Pública …

Iniciativa Liberal garante que sardinhada de S. João é um “jantar como outro qualquer”

O evento foi divulgado ontem no Facebook mas acabou por ser retirado ao fim da tarde da página do partido para não gerar “más interpretações”. Ao contrário do “Arraial Liberal”, que se realizou em Lisboa, …

Membros do comando saudita que assassinou Khashoggi foram treinados nos EUA

Os quatro membros do comando que matou o jornalista saudita Jamal Khashoggi, em 2018, terão recebido formação paramilitar nos Estados Unidos. O jornal norte-americano The New York Times noticiou, na terça-feira, que quatro membros do comando …

Homem de etnia cigana morre após polícia pressionar joelho no seu pescoço. Caso já é comparado ao de Floyd

O caso ocorreu na República Checa. Um homem de etnia cigana morreu depois de um polícia ter pressionado o joelho sobre o seu pescoço durante vários minutos. A vítima, Stanislav, de 40 anos, viria a …

Relatório dos Sistemas de Saúde arrasa gestão da pandemia

O Relatório de Primavera 2021, do Observatório Português dos Sistemas de Saúde, critica a gestão da pandemia em Portugal, salientando que "não estamos a aprender ainda, com a experiência da pandemia, aquilo que seria necessário …

Líderes independentistas catalães já começaram a sair da prisão

Os nove líderes independentistas catalães que receberam o indulto do Governo espanhol começaram, esta quarta-feira, a sair das prisões onde se encontravam. A ex-presidente do parlamento regional Carme Forcadell foi a primeira a abandonar o estabelecimento …

Afinal, Bruxelas não vai restringir conteúdos britânicos na TV e no streaming

A Comissão Europeia desmentiu o facto de estar a ser preparada uma alteração legislativa para restringir a difusão de conteúdos audiovisuais produzidos no Reino Unido na programação das estações televisivas ou nas plataformas de streaming …

Altice culpa ANACOM e Governo por despedimento colectivo (e ameaça deixar Portugal)

A Altice anunciou o despedimento colectivo de quase 300 trabalhadores depois das saídas de cerca de mil funcionários por mútuo acordo. Mas admite que continua a ter colaboradores "dispensáveis" e deixa o alerta de que …

PCP encerra jornadas parlamentares com sete páginas de críticas ao Governo

Sete páginas do discurso de encerramento das jornadas parlamentares do líder parlamentar do Partido Comunista Português (PCP), João Oliveira, foram dedicadas às queixas contra o Governo e o PS. As jornadas parlamentares do PCP terminaram com …