Governo quer alargar ADSE para dependentes até aos 30 anos

COD Newsroom / Flickr

A medida consta da proposta do OE2016 e prevê que os filhos dependentes dos funcionários públicos possam usufruir da ADSE até aos 30 anos de idade.

O Governo vai alargar a Assistência na Doença aos Servidores do Estado (ADSE) aos filhos dos funcionários públicos até aos 30 anos, avança o Correio da Manhã.

Segundo o jornal, esta medida faz parte da proposta do Orçamento do Estado para 2016 que está a ser discutida entre hoje e amanhã.

Desta forma, os filhos dependentes de beneficiários da ADSE, que não exerçam uma atividade remunerada ou tributável, passam a poder usufruir deste sistema durante mais quatro anos do que antes estava previsto (26 anos).

Além disso, os cônjuges dos funcionários públicos também vão poder aderir à ADSE, algo que até hoje não era possível, a não ser que fossem dependentes dos titulares.

De acordo com o CM, nas contas do Orçamento para 2016, o Governo apresenta um acréscimo de 40,6 milhões de euros que são justificados com as medidas de alargamento do número de inscritos.

Em janeiro de 2016, segundo o Instituto Nacional de Estatística, o número de inscritos na ADSE era superior a 1,2 milhões.

ZAP

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

    • O próprio funcionário publico… como sempre foi… e no caso dos cônjuges não dependentes tem que descontar a mais para ter benefício…

    • Errado…
      O próprio funcionário publico… como sempre foi… e no caso dos cônjuges não dependentes tem que descontar a mais para ter benefício…

  1. Pois, uns são filhos outros enteados… Eu tenho o meu filho que fez 25 anos agora em Janeiro (pp) e formou-se este ano em engenharia electromecânica, está em casa desempregado e era para fazer um tratamento aos dentes mas já não beneficia de assistência médica da empresa (particular) do pai, onde estava agregado, porque completou 25 anos.
    Os Senhores funcionários púbicos, continuam a ter benesses, 35h de trabalho quando eu tive de trabalhar sempre 40 h e mais aquelas que fazíamos depois da hora mas que nunca contavam, agora os filhos tem direito AM até aos 30 anos. pois…
    UNS SÃO FILHOS OUTROS …SÃO ENTEADOS, para não dizer outro palavrão.
    Já o meu avô dizia … “meu filho, mudas de moleiro, mas não mudas de ladrão”.

    • Aí está o “típico dividir para reinar”…
      “Os outros têm e eu não tenho”… então tirem ou dêem cabo dos outros para ficarem igual a mim… em vez de ser lutar para ter o mesmo que os outros têm…
      Oh, povo pequenino e invejoso… é tão fácil dividir para reinar com esta “gente”… e nem dão conta disso…

  2. Que venham reformas vitalícias e quantas mais melhor para todos os servidores do Estado e seus familiares que o pobre trabalhador deste país cá está de sorriso nos lábios sempre bem disposto para manter essa máquina inoperante e corrupta bem lubrificada, isto começa-me a cheirar a métodos pouco ou nada democráticos aplicados noutros regimes nada aconselháveis que por aí ainda vão sobrevivendo à custa da força e da graxisse.

    • Como é???!!!… “…pobre trabalhador deste país cá está… para manter essa máquina inoperante e corrupta bem lubrificada…”
      Mas algum funcionário, que não o próprio funcionário publico, paga para que o funcionário publico tenha assistência da ADSE???…
      Não meu caro… é descontado do próprio salário do funcionário publico… de tal modo que a ADSE até tem Superávit…
      E já agora… antes que alguém diga mais alguma asneira… no caso dos cônjuges não dependentes tem que descontar a mais para ter benefício…

    • Como é que é???!!!…
      “…o pobre trabalhador deste país… para manter essa máquina inoperante e corrupta bem lubrificada…”
      Mas por acaso mais alguém para além do próprio funcionário publico paga pela assistência que os funcionários públicos têm da ADSE???…
      Não… é descontado do próprio salário do funcionário público… de de tal forma que a ADSE até chega ao ponto de ter superavit…
      E antes que alguém diga barbaridades… caso dos cônjuges não dependentes tem que descontar a mais para ter benefício…

  3. Os funcionários públicos descontam para a ADSE 3,5% do seu vencimento, muito acima do que é necessário para a sustentabilidade da ADSE, e que agora servem para pagar a saúde de particulares.
    Portanto se for alargado aos filhos e cônjuges, sem mais qualquer acréscimo de descontos, parece-me bem pois os atuais descontos já cobrem em excesso de vários milões as potenciais despesas extras.
    Quem paga a fatura são de facto os funcionários públicos, que também já pagam a fatura dos que não são funcionários públicos.

  4. Há aqui, sempre a guerrinha entre FP e particulares.
    Só que a historia da ADSE está muito mal contada e os particulares que não percebem e ou não querem perceber como funciona, são mandam bocas.
    Os FP como os particulares descontam 11% para a segurança social / caixa geral de aposentações.
    Os particulares não descontam mais nada.
    Para ter benefícios da ADSE, os funcionários públicos pagam mais 3.5%.
    Não tenho dúvidas que se os particulares também quiserem pagar mais 3.5% do seu ordenado conseguem um bom seguro de saúde que equipara as igualdades entre os dois sistemas. De graça não há nada.

  5. de tão habituados às regalias às vezes penso que vocês são mesmos ingénuos e não percebem. quem paga os 3.5% não são os funcionários públicos mas sim os escravos de segunda… pagam os 3,5% da ADSE, os salários chorudos muito acima do resto da população e do que o país aguenta e todas as demais regalias!

    qual seria o vosso problema em se tratar toda a população da mesma forma sem este sistema profundamente injusto? o Sistema Nacional de Saúde não é suficientemente bom? e a sugestão do seguro de saúde é um argumento covarde. se se quiserem mesmo ser esclarecidos, saibam que até agora o orçamento da ADSE sempre foi deficitário e que sempre se recorreu ao Orçamento de Estado para tapar os “buracos” anuais. ou seja, todos estamos a pagar o vosso seguro de saúde. se gostam tanto subscrevam um do vosso bolso. tenho a certeza que têm mais possibilidades de o fazer que os “outros” que têm listas de espera no atendimento do SNS, pagam mais e não têm acesso aos mesmos tratamentos.

    • Pobre ignorância. Então os FP têm ordenados chorudos. Veja a tabela do regime geral e não diga disparates. Muitas categorias são muito melhor pagas no particular que no estado. Informe-se e não seja BURRO.

    • Tão mau como ser ignorante é ser mesquinho…
      Salários chorudos???!!!… no mínimo informe-se antes de falar…
      Não… o Sistema Nacional de Saúde não é suficientemente bom… por isso se paga mais para ter mais…
      ???? “…orçamento da ADSE sempre foi deficitário…”???!!!… Como é que é???!!!… informe-se mas é antes de dizer alguma coisa… a ADSE tem superavit… o que significa que até se desconta a mais… os funcionários públicos, como não podendo fugir, é que parecem ajudar a mascarar o défice do estado…
      Mas é como já disse: “Os outros têm e eu não tenho”… então tirem ou dêem cabo dos outros para ficarem igual a mim… em vez de ser lutar para ter o mesmo que os outros… há gente mesmo muito pequenina e invejosa… é tão fácil dividir para reinar com esta gente ignorante, que nem se dão conta disso…

RESPONDER

BCE avisa que recuperação económica "está a perder força mais rapidamente do que o previsto"

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, alertou esta quinta-feira que a recuperação económica está a perder força mais rapidamente do que aquilo que era previsto devido à aceleração da pandemia em vários …

CP permite reembolso dos bilhetes entre sexta e terça-feira. Rede Expressos cancela viagens

A CP irá reembolsar os utentes que pedirem devolução de dinheiro por bilhetes de viagens entre 30 de outubro e 3 de novembro, tendo em conta as restrições de movimentações entre concelhos, adiantou fonte oficial …

Marcelo Rebelo de Sousa não descarta novo estado de emergência

Marcelo Rebelo de Sousa abriu esta quinta-feira a porta à declaração de um novo estado de emergência em Portugal. O presidente admite fazer uma declaração ao país na próxima semana. O presidente da República não descarta …

Antissemitismo. Jeremy Corbyn suspenso do Partido Trabalhista

O Partido Trabalhista suspendeu hoje o seu antigo líder Jeremy Corbyn na sequência de um relatório que condenou a principal força da oposição no Reino Unido por "atos ilegais de assédio e discriminação" antissemita. Reagindo ao …

Portugal volta a bater recorde de infeções: mais 4.224 casos nas últimas 24 horas

Portugal voltou a bater o recorde de infeções diárias esta quinta-feira. Nas últimas 24 horas, registaram-se mais 4.224 casos positivos em todo o país. Dia após dia, Portugal continua a bater recordes de infeções diárias. Nas …

Depois do novo confinamento, França estende uso obrigatório de máscara nas escolas às crianças de 6 anos

O uso de máscara na escola em França será estendido na próxima semana às crianças a partir dos seis anos, anunciou esta quinta-feira o primeiro-ministro francês, Jean Castex, um dia após o anúncio de novo …

"A lei não pode exigir esse tipo de heroísmo". Presidente polaco recua na oposição ao aborto

O Presidente da Polónia defendeu esta quinta-feira que as próprias mulheres deveriam ter o direito de abortar em caso de fetos com problemas congénitos, rompendo com a liderança conservadora, que apoiou uma proibição que levou …

Advogados ligados à PLMJ contestam interesse público de revelações de Rui Pinto

A invocação de interesse público dos documentos e das informações expostas por Rui Pinto na Internet foi contestada, esta quarta-feira, por advogados ligados à sociedade PLMJ, na 18.ª sessão do julgamento do processo "Football Leaks". Na …

Microempresas do turismo do Norte com maior adesão a apoios

As microempresas de turismo do Norte foram as que mais dinheiro receberam da linha de apoio à tesouraria criada em resposta ao impacto da pandemia nesse setor, ficando com 29,3% (15,3 milhões de euros) do …

Migrantes marroquinos "desesperados e assustados" em greve de fome. Entre eles está uma mulher grávida

Seis dos migrantes marroquinos que chegaram ilegalmente em setembro estiveram em greve de fome, entre os quais uma grávida. Dizem não serem autorizados a falar com as famílias há mais de 40 dias. O protesto é …