Governo com margem política para abdicar de 15% do Novo Banco

Em 2022, o Governo tem margem política para abdicar do direito de entrar como acionista no Novo Banco (NB), inicial­mente com uma participação de mais de 2%, mas que pode subir a 15%.

Para já, nem o PS nem o PSD consideram que a atribuição dessa posição acionista ao Estado – depois deste ter concedido créditos tributários – seja uma inevitabilidade.

A posição é visível na votação de uma das propostas de alteração ao relatório da comissão de inquérito ao Novo Banco, que foi feita pelo Bloco de Esquerda e que os dois partidos, juntos, chumbaram.

Em causa está um regime que foi criado com o intuito de fortalecer o sector bancário no mandato de Maria Luís Albuquerque, ministra das Finanças de Passos Coelho, mas com a contrapartida de o Estado vir a ser acionista e cujos efeitos práticos começam agora a ser concretizados.

A adesão ao regime especial aplicável aos ativos por impostos diferidos permite que os bancos recebam um reembolso ou paguem dívidas tributárias, mas que, depois, o Estado possa vir a ser acionista num montante ligeiramente superior.

Com o Estado a entrar, a posição do Fundo de Resolução ficaria reduzida de 25% para perto de 10%, recebendo menos numa futura venda do banco.

Neste contexto, o Bloco de Esquerda pretendeu introduzir uma conclusão no relatório da comissão de inquérito, inicialmente apresentado pelo socialista Fernando Anastácio.

“A opção pela não conversão dos ativos por impostos diferidos por parte do Estado desprotege as contas públicas, na medida em que o Estado abdicaria assim, em benefício do Fundo de Resolução, da receita de uma eventual alienação do NB pela Lone Star”, era o que dizia a proposta, chumbada pelos dois partidos.

Desta vez, o PS e o PSD uniram-se para travar esta censura ao Governo caso abdicasse de tal poder.

Questionado pelo Expresso sobre se o Estado deve evitar entrar no banco mesmo tendo concedido o alívio fiscal, o socialista João Paulo Correia defende que “o Estado deve defender a sua posição” e admite que essa “é uma decisão que deve ser mais ponderada”.

Por sua vez, Hugo Carneiro, do PSD, admite mesmo que há riscos na entrada do Estado. “Se o NB vier a precisar de mais dinheiro ao longo do tempo, pode o Estado, tornando-se acionista do NB, ser chamado a fazer novas injeções para além dos €3,89 mil milhões”, refere.

O Ministério das Finanças não respondeu ao Expresso sobre o assunto, mas, na sua audição, João Leão falou sempre em “possibilidade” e nunca numa certeza.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Inteligência Artificial está a "alimentar" a violação dos direitos humanos, alerta ONU

Num novo relatório, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou os países que o uso imprudente de Inteligência Artificial (IA) pode estar a pôr em causa o respeito pelos direitos humanos. Michelle Bachelet, Alta Comissária das …

Foi viajar e não voltou. O misterioso desaparecimento de Gabby Petito (e do namorado)

Gabrielle Petito, uma jovem norte-americana de 22 anos, desapareceu misteriosamente. Gabby foi viajar com o namorado, que voltou para casa sozinho e não quis contar o que aconteceu — e agora também está desaparecido. Gabby Petito, …

Aos 101 anos, Ginny é a "Senhora Lagosta" e não planeia reformar-se

Virginia Oliver continua a trabalhar na pesca da lagosta, apesar de já ter 101 anos de idade. 'Ginny' não planeia reformar-se e já se tornou um meme na internet. Virginia 'Ginny' Oliver tem 101 anos e …

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …

44 jogos seguidos sem ganhar. Mas o presidente não está preocupado

O Atlético Mogi não vence qualquer jogo oficial há mais de quatro anos. Perdeu em 42 desses 44 duelos. 17 de Junho de 2017 foi o último dia em que o Atlético Mogi venceu um jogo …

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

O secretário-geral do PS, António Costa, indicou hoje, em Celorico de Basto, no distrito de Braga, que os municípios “vão passar a ter, a partir de abril, mais mil milhões de euros que acompanham a …

Mais de trinta anos após ter sido lançada ao mar no Japão, mensagem em garrafa é encontrada no Hawaii

Durante uma viagem ao Hawaii, uma jovem de apenas 9 anos encontrou uma garrafa que foi lançada ao mar há mais de trinta anos. Esta continha uma mensagem que, posteriormente, acabou por revelar uma experiência …

Mais 939 infeções, sete mortes e nova redução nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 939 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, sete mortes atribuídas à covid-19 e nova redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos. De acordo com o boletim epidemiológico da …

Milionário norte-americano Robert Durst condenado por matar melhor amiga

O milionário norte-americano Robert Durst, tornado famoso por um documentário do canal HBO, foi condenado na sexta-feira num tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos, por matar a melhor amiga, um crime que remonta a …