Governo já nomeou quase 1.000 pessoas em 100 dias

partidosocialista / Flickr

O primeiro-Ministro António Costa

O Primeiro-ministro António Costa

Em três meses de funções, o Governo de António Costa já fez quase mil nomeações, a maioria para gabinetes ministeriais. O Ministério da Defesa é o que mais funcionários nomeou.

Em novembro, no dia em que António Costa foi chamado por Cavaco Silva a formar equipa, a coligação PSD/CDS anunciou a nomeação de 100 pessoas em Diário da República. Estas, devido à chegada ao poder do novo Executivo, nunca se chegaram a concretizar.

Agora, de acordo com as contas do jornal i com base em todos os despachos publicados em Diário da República (DR) até à última sexta-feira, o Executivo de António Costa tinha feito 994 nomeações em 100 dias de Governo. Em média, são quase 10 nomeações por dia.

A maioria das nomeações, 859, foram para gabinetes ministeriais: 178 adjuntos, 177 assessores e consultores, 190 administrativos e auxiliares, 127 secretárias e 127 motoristas.

Azeredo Lopes, ministro da Defesa, lidera a lista de tutelas com mais nomeações feitas e publicadas até agora, num total de 32, seguido do ministro das Finanças, Mário Centeno, com 27, e dos gabinetes do Primeiro-ministro e do ministro da Economia, ambos com 26 nomeações.

Em três meses, o Executivo socialista já nomeou mais gente do que o Governo de Passos Coelho em sete meses (750 nomeações), mas a situação não é diretamente comparável: este Governo tem 60 membros, quando o anterior tinha apenas 48 naquele período.

Contudo, com base nestes números dos gabinetes dos Ministérios, de acordo com o i, o Governo de António Costa prepara-se para ser o quarto maior de sempre, só ultrapassado pelo de Durão Barroso e os dois de José Sócrates em períodos semelhantes.

Em cerca de três meses, o Executivo de Sócrates já tinha feito 866 nomeações no seu primeiro governo, e 997 no segundo. Durão Barroso, ao fim de cinco meses, tinha publicado 866 nomeações. Já os gabinetes ministeriais de Santana Lopes tinham efetuado 846 nomeações em dois meses e meio.

No que diz respeito às 135 nomeações para cargos de direção da administração pública, 27 foram em regime de substituição, sem concurso, e muitas das outras nomeações ocorridas resultam de concursos lançados ainda pelo Executivo PSD/CDS-PP.

Neste caso, não é possível fazer comparações com outros governos pois as regras mudaram durante o Governo de Passos Coelho com a criação da Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CRESAP). Além disso, algumas das novas nomeações provêm de concursos lançados ainda pelo anterior Governo.

De acordo com o i, esta é a principal razão pela qual as despesas dos gabinetes do Executivo de António Costa subiram para 58,2 milhões de euros este ano, mais 6,7 milhões de que em 2015.

O jornal i alerta que este número pode pecar por defeito, já que existem gabinetes cujas nomeações para adjuntos, assessores, administrativos e outros cargos ainda não foram publicadas em Diário da República, como é exemplo o caso do novo diretor do CCB Elísio Summavielle, assim como para cargos da administração pública.

ZAP

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Somos um país rico e sem problemas, que mal tem em arranjar uns taxitos a mais para os amigos?…
    Estão todos preocupados sem razão… Quando isto voltar a descambar, chama-se a Troika, fazemos mais uns sacrificiozinhos e lá voltam os xuxas a fazer asneiras com o aval e pela mão deste povo maioritariamente ignorante.

  2. São os jobs para os boys. À média de dez por dia. Para que é que eles querem o poleiro? Não é para arranjar taxos para os amigos? Porque é que o chamuça tudo fez para ir para o poleiro com a ajuda da esquerdalhada (caviar)?? Eles estavam torradinhos por um job. E tenho a certeza que não vão ganhar o salário mínimo nacional. É tudo da ordem os 5000 euros mês, penso eu de que…!!

  3. Cá está… Menos 1000 desempregados em Portugal! Assim sim em breve não vai haver desempregados!
    Será… que estes já tinham um emprego e agora vão ter outro ou um melhor…
    Será que estão a chamar portugueses que estavam desempregados e que até muitos deles são igual ou mais qualificados que muito políticos?
    Hora 1000 x 5000€/mês=5000000€/mês em ordenados para estes senhores ao fim de um ano são 70 milhões de euros ao fim dos 4 anos de governo Costa-Concórdia são 280 milhões de euros!
    Lá esta um pais mais rico… com menos desempregados e com ordenados melhores… vamos ser a nova Suiça!

  4. Alguns jornalistas agora tentam atiçar o povo contra todas as decisões deste governo , esquecem que nos últimos quatro anos não divulgaram as centenas de novos empregos criados de propósito para os amigos e a destruição de 444.000 empregos entre 2011 e 2014. Todos sabemos que os Ministérios não funcionam sem funcionários e que os novos governos têm a preocupação de substituir os principais funcionários pelos da sua confiança .

  5. Aquilo que era condenável há alguns meses atrás agora já é normal e prática corrente e veja-se como alguns comentadores agora até já acham normal, é evidente que quando mudar-mos de governo voltamos à mesma história mas a esquerdalha da troika governativa sempre tão activa a criticar mantém-se agora bem caladinha.

  6. Terei sido o unico a ler bem?
    A maioria da chulagem nomeada vem de concursos, já a decorrer, do tempo do Passos Coelho.
    E o nabo sou eu??????
    Eh,eh,eh,eh,eh

  7. Quem paga? O ze povinho como sempre. Tb penso que quem governa tem que governar com pessoas da sua confiança mas com estas nomeações todas chego a conclusão que estamos a ser governados por uma cambada de incompetentes. Depois admiram-se da abstenção

RESPONDER

Camisola poveira

Vendas da camisola poveira disparam a nível mundial (e já há “uma Amazon” para a comprar)

A camisola poveira, peça de artesanato da Póvoa de Varzim, nunca se vendeu tanto como agora. As vendas dispararam à boleia da polémica apropriação do modelo pela estilista norte-americana Tory Burch que o comercializou como …

Xanana Gusmão dorme à frente de centro de isolamento em protesto (e é filmado a esbofetear pessoas)

Xanana Gusmão quer que o corpo de um homem vítima de covid-19 seja entregue à família para que faça as cerimónias fúnebres. O comportamento do líder histórico timorense, que se encontra em protesto, está a …

SEF oficialmente extinto. Serviço de Estrangeiros e Asilo entra em funções esta quinta-feira

O processo de reestruturação do SEF foi publicado em Diário da República, esta quarta-feira, entrando em vigor no dia seguinte, ou seja, esta quinta-feira. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi oficialmente extinto esta quarta-feira, …

União Europeia não vai renovar contrato com AstraZeneca e Johnson & Johnson

A União Europeia não vai renovar os contratos da vacina contra a covid-19 com empresas como Astrazeneca e Johnson & Johnson no próximo ano. A notícia da decisão de não renovação dos contratos da vacina contra …

Entre um Porto "dominante" e "ineficaz", a bicicleta de Taremi foi um "inútil golo de bandeira"

A imprensa internacional realça a boa prestação do FC Porto e o golo de bandeira de Taremi, que acabou por revelar-se insuficiente para dar continuidade às aspirações portistas. O FC Porto está fora da Liga dos …

Eventual criação do indicador "incidência vizinha" pode influenciar planos do Governo

Esta terça-feira, na reunião no Infarmed, o matemático Óscar Felgueiras defendeu a criação de um novo indicador, "incidência vizinha", que teria como vantagens sinalizar risco associado à proximidade de zonas mais críticas e evitar a …

Relatório secreto de Costa Pinto defende que Banco de Portugal podia ter feito mais no BES

O "Relatório Costa Pinto" argumenta que o Banco de Portugal tinha conhecimento dos problemas do BES e tinha poderes para fazer mais, melhor e mais cedo. O "Relatório Costa Pinto" tem vindo a ser negado ao …

Lopetegui viu Corona em Sevilha e pode avançar com proposta

Julen Lopetegui, treinador do Sevilha, está atento a Tecatito Corona. O extremo portista mostrou-se em bom plano frente ao Chelsea. O antigo treinador dos 'dragões' Julen Lopetegui, atualmente no comando técnico do Sevilha, esteve esta terça-feira …

Especialistas aconselham Governo a não avançar no desconfinamento

Manuel Carmo Gomes, o epidemiologista que deixou de participar nas reuniões no Infarmed, aconselhou o Governo a não avançar para a terceira fase de desconfinamento. E não é o único a defender a suspensão. De acordo …

Oposição quer redução de portagens. Governo responde com cortes ou aumento de impostos

O Governo disse hoje que a redução de portagens nas ex-SCUT "é legal e constitucional", defendendo que a Assembleia da República deve ajudar a encontrar a compensação para encargos de até 149 milhões de euros …