Governo aprova IVA a 6% na luz (mas a factura quase não baixa)

iStock

Depois do aval da Comissão Europeia, o Governo aprovou a redução do IVA na electricidade e no gás de 23% para 6%. A medida deve beneficiar mais de quatro milhões de consumidores, mas a poupança pode não chegar aos 10 euros por ano na factura da luz.

O Governo já aprovou, em Conselho de Ministros, a redução do IVA sobre as potências contratadas até 3,45Kva, depois de a Comissão Europeia ter dado um parecer favorável a esta medida.

“Na sequência da consulta efectuada pelo Estado Português ao Comité do IVA para efeitos de alteração da taxa de IVA aplicável aos fornecimentos de electricidade e gás natural, a qual decorre da autorização legislativa concedida ao Governo na Lei do Orçamento de Estado para 2019, o Governo aprova hoje em Conselho de Ministros a aplicação da taxa reduzida do IVA à componente fixa de determinados fornecimentos de electricidade e gás natural”, anunciou o Governo em comunicado.

Não há ainda data quanto ao momento em que a redução terá reflexos na factura de electricidade dos consumidores portugueses. Mas é certo que a poupança “está avaliada em 85 cêntimos por mês (no mercado regulado), de 6,15 para 5,3 euros no caso da potência contratada de 3,45 kV”, como avançam especialistas ao Diário de Notícias (DN).

A poupança anual deverá ser de cerca de 10 euros.

O Ministério das Finanças estima que a medida beneficia mais de três milhões de consumidores (45% dos contratos) na electricidade e 1,4 milhões no gás natural (92%), como cita o DN.

A taxa de IVA aplicada à electricidade e ao gás natural subiu de 6% para 23% em Outubro de 2011, depois da chegada da ‘troika’ a Portugal.

O regresso do IVA aos 6% tinha sido inscrito entre as medidas do Orçamento do Estado para 2019 e, “em conjunto com a decisão do Governo de injecção de 190 milhões de euros no défice tarifário – já realizada em 2018 e que determinou uma descida da tarifa da electricidade para 2019 no mercado regulado em 3,5% – permite beneficiar mais três milhões de contratos (cerca de metade do total), atingindo níveis de poupança anuais para estes consumos na ordem dos 6%”, salienta o Governo.

Para que a medida tenha aplicação prática e reflexos no bolso dos consumidores, é preciso primeiro publicar “uma revisão do Código de IVA“, o que deve acontecer “no primeiro trimestre ou quadrimestre, semestre ou mesmo no ano de 2019”, destaca ao DN o especialista em energia da DECO Pedro Silva.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ora vejamos, se um apartamento tipologia T1 não tiver gás natural contribuindo assim para a redução de emissões CO2, utiliza placa eléctrica (indução), bomba de calor aerotérmica para as AQS (energia renovável a 70%) e, para comodidade ar condicionado para climatização tem que forçosamente aumentar a potência para pelo menos 4,6kVA e passa para o escalão do IVA a 23%. Isto até parece que electricidade é um bem luxuoso para ter esse valor de IVA…

RESPONDER

A Evolução mostra que podemos ser a única forma de vida inteligente no Universo

As reduzidas probabilidades que acompanham a nossa evolução ao longo da história podem ser uma pista que talvez sejamos a única forma de vida inteligente no Universo. Será que estamos sozinhos no Universo? Tudo se resume …

A China está a usar a educação como arma para controlar o Tibete

A China quer obrigar crianças tibetanas a abandonarem as escolas da região e mudarem-se para escolas chinesas. O objetivo, segundo uma especialista, é "tirar o tibetano da criança". A batalha geopolítica entre a China e o …

Revelada explosão violenta no coração de um sistema que alberga um buraco negro

Uma equipa de astrónomos, liderada pela Universidade de Southampton, usou câmaras de última geração para criar um filme com alta taxa de quadros de um sistema com um buraco negro em crescimento e a um …

"É altura de dizer basta". Sporting corta com as claques

O Sporting rescindiu “com efeitos imediatos” os protocolos que celebrou em 31 de julho com a Associação Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI – Associação, anunciou hoje o clube, devido à “escalada de …

Poluição atmosférica associada a abortos espontâneos

Elevados níveis de poluição atmosférica foram associados a abortos espontâneos num estudo feito com mulheres grávidas a viver e trabalhar em Beijing, na China. A China é um dos países que mais sofre com a poluição …

Empresas espanholas dominam obras públicas na ferrovia

As empresas espanholas dominam as obras públicas na ferrovia em Portugal, ascendendo a sua quota a 70%, avança o Expresso na sua edição deste sábado. Para presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras …

Cada vez mais mulheres denunciam abusos médicos durante o parto

Um número crescente de mulheres tem vindo a denunciar casos de abuso durante o trabalho de parto. No entanto, pouco está a ser feito para mudar isto. Durante o parto, as mulheres ficam numa posição vulnerável …

Já podemos explorar "Melckmeyd", naufrágio holandês do século XVII

Nas profundezas do Oceano Atlântico, perto da costa da Islândia, encontram-se os destroços de um navio holandês que afundou há 360 anos, no qual agora podemos "mergulhar" graças a uma experiência de realidade virtual. Quando a …

Os furacões podem provocar atividade sísmica tal como um terramoto

Uma equipa de cientistas descobriu um novo fenómeno geofísico no qual furacões ou fortes tempestades podem produzir vibrações no fundo do oceano tão fortes quanto um terramoto de magnitude 3.5. "As tempestades, furacões ou ciclones extratropicais …

Quem anda mais devagar pode envelhecer mais rapidamente

A velocidade a que caminham as pessoas aos 45 anos pode ser um indicador de como é que o cérebro e o corpo envelhecem, revela um novo estudo levado a cabo por uma equipa de …