Governo aprova IVA a 6% na luz (mas a factura quase não baixa)

iStock

Depois do aval da Comissão Europeia, o Governo aprovou a redução do IVA na electricidade e no gás de 23% para 6%. A medida deve beneficiar mais de quatro milhões de consumidores, mas a poupança pode não chegar aos 10 euros por ano na factura da luz.

O Governo já aprovou, em Conselho de Ministros, a redução do IVA sobre as potências contratadas até 3,45Kva, depois de a Comissão Europeia ter dado um parecer favorável a esta medida.

“Na sequência da consulta efectuada pelo Estado Português ao Comité do IVA para efeitos de alteração da taxa de IVA aplicável aos fornecimentos de electricidade e gás natural, a qual decorre da autorização legislativa concedida ao Governo na Lei do Orçamento de Estado para 2019, o Governo aprova hoje em Conselho de Ministros a aplicação da taxa reduzida do IVA à componente fixa de determinados fornecimentos de electricidade e gás natural”, anunciou o Governo em comunicado.

Não há ainda data quanto ao momento em que a redução terá reflexos na factura de electricidade dos consumidores portugueses. Mas é certo que a poupança “está avaliada em 85 cêntimos por mês (no mercado regulado), de 6,15 para 5,3 euros no caso da potência contratada de 3,45 kV”, como avançam especialistas ao Diário de Notícias (DN).

A poupança anual deverá ser de cerca de 10 euros.

O Ministério das Finanças estima que a medida beneficia mais de três milhões de consumidores (45% dos contratos) na electricidade e 1,4 milhões no gás natural (92%), como cita o DN.

A taxa de IVA aplicada à electricidade e ao gás natural subiu de 6% para 23% em Outubro de 2011, depois da chegada da ‘troika’ a Portugal.

O regresso do IVA aos 6% tinha sido inscrito entre as medidas do Orçamento do Estado para 2019 e, “em conjunto com a decisão do Governo de injecção de 190 milhões de euros no défice tarifário – já realizada em 2018 e que determinou uma descida da tarifa da electricidade para 2019 no mercado regulado em 3,5% – permite beneficiar mais três milhões de contratos (cerca de metade do total), atingindo níveis de poupança anuais para estes consumos na ordem dos 6%”, salienta o Governo.

Para que a medida tenha aplicação prática e reflexos no bolso dos consumidores, é preciso primeiro publicar “uma revisão do Código de IVA“, o que deve acontecer “no primeiro trimestre ou quadrimestre, semestre ou mesmo no ano de 2019”, destaca ao DN o especialista em energia da DECO Pedro Silva.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ora vejamos, se um apartamento tipologia T1 não tiver gás natural contribuindo assim para a redução de emissões CO2, utiliza placa eléctrica (indução), bomba de calor aerotérmica para as AQS (energia renovável a 70%) e, para comodidade ar condicionado para climatização tem que forçosamente aumentar a potência para pelo menos 4,6kVA e passa para o escalão do IVA a 23%. Isto até parece que electricidade é um bem luxuoso para ter esse valor de IVA…

RESPONDER

EUA com pior recorde mundial diário de mortes. 10 milhões perderam o emprego

Os Estados Unidos registaram, esta quinta-feira, 1169 mortes em 24 horas causadas pela covid-19, o pior recorde mundial diário, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins. O número recorde de mortes em 24 horas …

Real Madrid sonda Maximiano. Sporting quer blindá-lo com cláusula de 60 milhões

O Real Madrid está atento a Luís Maximiano, o guarda-redes de 21 anos do Sporting. Os 'leões' querem blindar o jogador com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. O Real Madrid está interessado …

Lares britânicos recomendam idosos a assinar cláusula de "não-reanimação"

Lares britânicos recomendaram aos mais velhos que assinassem uma cláusula de "não-reanimação" para que as camas dos hospitais não fossem ocupadas por pessoas com uma menor probabilidade de sobreviver. No Reino Unido, surgem denúncias de que …

Costa admite segunda onda de covid-19. E dá 4 de maio como limite para normalizar ensino

Esta sexta-feira, em entrevista à Rádio Renascença, o primeiro-ministro disse que não é altura de se "baixar a guarda" e assegurou que a decisão mais difícil é a da reabertura das escolas. Para vencer esta batalha …

Encontradas centenas de garrafas de cerveja tóxica da era vitoriana

Mais de 600 garrafas de cerveja com cerca de 140 anos foram encontradas no Reino Unido. Muitas ainda continham cerveja, que estava contaminada com elevados níveis de chumbo. Uma equipa de arqueólogos encontrou mais de 600 …

Há um fármaco, ainda em teste, que bloqueia efeitos da covid-19

Investigadores conseguiram decifrar como o SARS-CoV-2 interage e infeta as células humanas do rim e, a partir daí, começaram a testar o potencial do fármaco. Investigadores de um estudo internacional identificaram um fármaco, em fase clínica …

Europa quer usar Mecanismo Europeu de Estabilidade (e Centeno pode ir buscar 6 mil milhões)

O jornal espanhol El País revelou algumas das medidas de apoio às economias da Zona Euro que estão a ser preparadas pelo Eurogrupo. Portugal pode aceder a 6,3 mil milhões de euros. Os ministros da Finanças …

Cientistas descobrem novo parente do velociraptor nos Estados Unidos

Cientistas descobriram no Novo México, nos Estados Unidos, fósseis do chamado primo sul-americano do Velociraptor. De acordo com o site IFLScience, o Dineobellator notohesperus viveu durante o Cretáceo Superior, há cerca de 67 milhões de anos, …

Não é tempo de discutir aumentos. Prioridade da Função Pública é "garantir salários a 100%"

Pedro Siza Vieira não tem a certeza se os aumentos prometidos à Função Pública continuam de pé. Sindicatos dizem que a prioridade é garantir salários a 100% a todos os trabalhadores. O Governo prometeu à Função …

Elementos da equipa de Guaidó terão sido "sequestrados"

A oposição venezuelana denunciou esta sexta-feira que 10 colaboradores do líder opositor e presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, “foram sequestrados” nos últimos dias pelas forças de segurança. “Dez membros da sua equipa foram sequestrados, cinco …