Governo italiano propõe um ‘Patriot Act’ europeu para combater terrorismo

Alessandro di Meo / EPA

Luigi di Maio, líder do Movimento 5 estrelas

O chefe da diplomacia italiana, Luigi Di Maio, propôs hoje um Patriot Act europeu, semelhante à lei antiterrorista nos Estados Unidos, na sequência dos atentados ocorridos na última semana em França e na Áustria.

“Trata-se de tomar medidas que possam prevenir tragédias como as de Nice e Viena”, disse Di Maio, referindo-se ao ataque que aconteceu em França há cinco dias, provocando três mortes, e ao ataque desta segunda-feira na capital austríaca.

O ministro dos Negócios Estrangeiros italiano acrescentou ainda: “Trata-se de começar a pensar em algo maior e que diga respeito a toda a União Europeia: um Patriot Act do modelo americano, por exemplo, porque hoje somos todos filhos do mesmo povo europeu”.

“A segurança de um Estado é a segurança de todos os outros. Falarei sobre isso nos próximos dias com os meus homólogos. Continuemos unidos contra todas as formas de terrorismo e de fanatismo”, afirmou Di Maio.

O Patriot Act, adotado em 2001 nos Estados Unidos na sequência dos ataques terroristas de 11 de setembro, colocou restrições a um certo número de liberdades fundamentais e permitiu maior margem de manobra às agências de informações nas investigações de contraterrorismo.

“Parece-me evidente que a Europa e Itália não podem continuar a pronunciar apenas palavras de circunstância”, disse o chefe da diplomacia italiana, referindo-se às reações de líderes europeus perante o ataque em Viena.

Os problemas devem ser enfrentados. A União Europeia deve fortalecer os seus níveis de segurança”, concluiu Di Maio, pedindo “um fortalecimento dos controles sobre as mesquitas com a cooperação das comunidades islâmicas e do Islão moderado”.

Também o Presidente italiano, Sérgio Mattarella condenou o ataque de Viena e referiu-se ainda à disponibilidade de Itália para “colaborar com a Áustria na luta contra todas as formas de terrorismo”.

Numa mensagem enviada ao seu homólogo austríaco, Alexander Van der Bellen, o chefe de Estado italiano expressou a “rejeição absoluta deste vil ataque aos valores comuns da liberdade e da coexistência pacífica”, dizendo que não pode haver “lugar para o ódio e violência na nossa casa comum europeia”.

O ataque em Viena começou com um tiroteio por volta das 20 horas de segunda-feira (19 horas em Lisboa) numa rua central onde fica a sinagoga principal da cidade, então fechada, e provocou pelo menos cinco mortos, incluindo um agressor, e 17 feridos, entre os quais um luso-luxemburguês.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Turquia 0-2 País de Gales | Rumo aos “oitavos” à boleia de Bale

O País de Gales venceu hoje a Turquia por 2-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A do Euro2020 de futebol, disputado em Baku, no Azerbaijão, ficando mais perto dos oitavos de final. Num jogo …

É impossível fiscalizar novas regras da DGS para eventos familiares. "Tem de ser na base da denúncia"

A Direcção-Geral de Saúde (DGS) passou a recomendar a realização de testes à covid-19 em eventos familiares com mais de dez pessoas, como casamentos e baptizados. Mas para fiscalizar esse tipo de situações, só "na …

Aprovado prolongamento de apoios às rendas até ao final do ano

Os apoios às rendas foram concedidos no ano passado, para fazer face às dificuldades criadas pela pandemia de covid-19. A comissão parlamentar de Economia aprovou, esta quarta-feira, o prolongamento dos apoios às rendas habitacionais e comerciais …

PSD volta a apresentar queixa à CNE contra Rui Moreira

Esta quarta-feira, o PSD/Porto acusou o movimento independente liderado por Rui Moreira de enviar informação da apresentação da sua recandidatura à Câmara Municipal "para emails institucionais" do município, acrescentando que vai apresentar queixa à Comissão …

Para Rio, as críticas de Ana Catarina Mendes são de "quem não tem nada para dizer"

As águas entre o PS e o PSD estão agitadas, depois da troca de galhardetes entre o presidente social-democrata, Rui Rio, e a líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes. Depois de ter sido acusado por …

Nova Iorque atinge 70% de adultos vacinados (e celebra com fogo-de-artifício)

O estado de Nova Iorque atingiu o marco de vacinação que, de acordo com os especialistas, garante a imunidade de grupo. O governador do estado norte-americano de Nova Iorque, Andrew Cuomo, anunciou na noite de terça-feira …

"Construtiva" e "sem animosidades". Cimeira entre Biden e Putin termina mais cedo do que previsto

A cimeira entre Vladimir Putin e Joe Biden chegou ao fim mais cedo do que se previa. Os presidentes optaram por conferências de imprensa em separado, e o primeiro a falar foi o Presidente russo. Os …

Euro 2020: seleções da casa em desvantagem na primeira jornada

Nove seleções jogaram no seu país, até agora. Mas somente três ganharam o respetivo jogo. Portugal contribuiu para estragar as festas caseiras. Num Europeu estranho e inédito, que decorre em muitos países, muitas seleções jogam em …

Tribunal europeu condena Portugal a indemnizar recluso por falta de internamento psiquiátrico

O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos condenou o Estado português a pagar uma indemnização de 14 mil euros a um recluso por ter cumprido pena de prisão sem internamento psiquiátrico a que tinha sido condenado. A …

França acaba com máscara no exterior (e Espanha vai pelo mesmo caminho)

Em França, o uso de máscara na rua deixa de ser obrigatório a partir de quinta-feira. Espanha deverá seguir o mesmo caminho "em breve". O uso de máscara no exterior deixa de ser obrigatório em França …