Governo indiano suspende 4 engenheiros após acidente de comboio com 21 mortos

Rajat Gupta / EPA

O acidente ferroviário de Uttar Pradesh, na Índia, fez 21 mortos

O governo da Índia suspendeu quatro engenheiros e concedeu uma “licença” a outros três altos funcionários após o descarrilamento de um comboio, que provocou 21 mortos e deixou 203 feridos no norte do país no sábado.

O número de vítimas foi actualizado este domingo pelas autoridades locais, que baixaram o número de mortos e aumentaram o de feridos.

Entre os altos cargos que receberam “licença” encontra-se um funcionário do Conselho de Ferrovias da Índia, Aditya Kumar Mittal, e o diretor-geral de Ferrovias para o norte do país, R.K. Kulshrestha, segundo um comunicado oficial citado pela agência PTI.

Além dos quatro engenheiros suspensos, um quinto, responsável pelo sistema indiano de ferrovias, foi transferido de função.

A polícia do estado de Uttar Pradesh, onde aconteceu o acidente, confirmou pelo Twitter que os 21 mortos já foram identificados, enquanto 203 pessoas permanecem internadas em vários hospitais com feridas de diversa gravidade.

De acordo com as primeiras investigações, “não há nenhuma prova de que terrorismo de algum tipo tenha estado envolvido no acidente”, informou a polícia sobre uma teoria que até então não tinha sido descartada. As autoridades estão a privilegiar, nas investigações, a possibilidade de que tenha havido erro humano.

O acidente ocorreu por volta das 17h30 de sábado, em Muzaffarnagar, altura em que descarrilaram seis vagões de um comboio da Kalinga Utkal Express, que procedia da cidade oriental de Puri, indicou à EFE uma fonte dos serviços de resgate, que pediu anonimato.

Em janeiro, 29 pessoas morreram e 50 ficaram feridas após o descarrilamento de um comboio no estado de Andhra Pradesh. Em novembro, outro acidente ferroviário terminou com 146 mortos e cerca de 200 feridos no norte do país.

A rede ferroviária indiana, com 65 mil km de extensão, é a 4ª mais longa do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, Rússia e China, e conta com 1,3 milhões de funcionários e 12.500 composições, que transportam diariamente cerca de 23 milhões de passageiros.

Segundo um estudo divulgado pelo Ministério de Ferrovias, o investimento em segurança é fundamental no sistema ferroviário indiano, onde na última década aconteceram 1.522 acidentes, nos quais morreram 2.331 pessoas.

// EFE

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Procurador do MP investigado por ajudar traficante a fugir da prisão

Carlos Figueira, procurador do Ministério Público de Lisboa, está a ser investigado pela Polícia Judiciária por corrupção. O magistrado é suspeito de ter ajudado um traficante a fugir da prisão. Um procurador do Tribunal de Execução …

Refugiados em greve de fome por falta de condições em campo bósnio

Centenas de refugiados de um campo improvisado em Vucjak, na Bósnia, estão em greve de fome pelo segundo dia consecutivo para protestar contra a situação degradante em que se encontram. Os refugiados no campo improvisado …

Ex-aliada de Bolsonaro denuncia grupo difusor de notícias falsas ligado ao Presidente

A deputada brasileira Joice Hasselmann, ex-líder do Governo de Jair Bolsonaro no congresso, denunciou na quarta-feira a atuação de um grupo difusor de "fake news" (notícias falsas) ligado ao atual Presidente, Jair Bolsonaro, e que …

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …