Governo da Síria usou cloro como arma química, denunciou Pompeo

Gage Skidmore / Flickr

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo

A Síria lançou uma ofensiva contra Idlib e partes de províncias adjacentes, alegando que os insurgentes tinham desrespeitado uma trégua. Os EUA concluíram que o Governo de Bashar al-Assad usou cloro como arma química.

A confirmar-se, esta será a primeira violação da proibição de armas químicas desde que o Presidente norte-americano, Donald Trump, autorizou ataques aéreos em 2018 devido ao uso de gás venenoso por Damasco.

“O regime de Assad é responsável por inúmeras atrocidades, algumas das quais configuram crimes de guerra e crimes contra a humanidade”, disse esta quinta-feira o Secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, numa conferência de imprensa à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque. “Hoje anuncio que os EUA concluíram que o regime de Assad usou cloro como arma química a 19 de maio”,.

Washington revelou, de acordo com o semanário Expresso, que recebera vários relatórios consistentes com a exposição a produtos químicos após um ataque das forças do Governo de Damasco na província de Idlib, no noroeste da Síria. Contudo, na altura, os EUA não chegaram a uma conclusão definitiva sobre o eventual uso de armas químicas.

No final de abril, Assad lançara uma ofensiva contra Idlib e partes de províncias adjacentes, alegando que os insurgentes tinham desrespeitado uma trégua.

“Isto é de alguma forma diferente porque foi com cloro. Mas saibam que o Presidente Trump tem sido bastante vigoroso a proteger o mundo do uso de armas químicas”, sublinhou Pompeo, que se recusou, no entanto, a revelar qual seria a resposta dos EUA.

 

O Secretário de Estado escreveu ainda no Twitter que “os EUA apoiam os esforços da ONU para acabar com a violência militar na Síria”. “A violência em curso, alimentada pelo Irão e pela Rússia, está a agravar a terrível situação humanitária na Síria e deve cessar para que uma solução política se enraíze”, sugeriu.

A Administração Trump ordenou duas vezes o bombardeamento da Síria por suspeitas de uso de armas químicas por Assad, em abril de 2017 e abril de 2018. No segundo caso, aos EUA juntaram-se Reino Unido e França em ataques aéreos contra o que descreveram como três alvos de armas químicas sírias. A investida da coligação ocorreu em retaliação por um suspeito ataque com gás que matara dezenas de pessoas em Damasco.

Washington aplicou também sanções a duas entidades russas por fornecimento de combustível ao Governo sírio. Moscovo apoia Assad na guerra da Síria que dura há mais de oito anos.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Via Láctea pode estar cheia de "Terras" (com oceanos e continentes)

Uma equipa de investigadores da Universidade da Dinamarca acredita que a Via Láctea pode estar cheia de planetas semelhantes à Terra, com oceanos e continentes. Há muito tempo que os astrónomos vasculham o vasto Universo na …

Podem as leis da Física refutar a existência de Deus?

Se existe um Deus que criou todo o universo e todas as leis da Física, Deus segue as suas próprias leis? Ou pode Deus substituir as suas leis, como viajar mais rápido do que a …

Covid-19. Perda de olfato e paladar pode durar até cinco meses

A perda dos sentidos do olfato e do paladar pode durar até cinco meses depois da infeção por covid-19, segundo um estudo preliminar dado a conhecer esta terça-feira, sendo os resultados definitivos apresentados em abril, …

Na Florida, duas mulheres disfarçaram-se de idosas para serem vacinadas contra a covid-19

Na Florida, duas mulheres disfarçaram-se de idosas para conseguirem receber a segunda dose da vacina contra a covid-19, mas foram "apanhadas". De acordo com a CBS News, duas mulheres foram "apanhadas" a tentar obter as segundas …

O Rei Leão. Teoria que nasceu no TikTok sugere que Mufasa foi vítima de canibalismo

Christian Jones, um fã do filme de animação O Rei Leão, partilhou no TikTok uma teoria intrigante sobre a história da Disney. No filme O Rei Leão, o leão patriarca Mufasa é assassinado e substituído pelo seu …

Gérard Depardieu indiciado por violação e agressão sexual

Gérard Depardieu foi acusado de "violação" e "agressão sexual" de uma jovem atriz e bailarina em Paris, atos que terão ocorrido nos dias 7 e 13 de agosto de 2018. O ator francês Gérard Depardieu foi …

Uma experiência artística imersiva. Abriu em Las Vegas um supermercado psicadélico

A mercearia mais excecional dos Estados Unidos já abriu. O Omega Mart baseia-se numa experiência artística imersiva, criada pela empresa de artes e entretenimento Meow Wolf, e está agora oficialmente aberto no complexo de artes …

A imensa erupção do Etna surpreendeu até quem estuda vulcões

Há mais de uma semana que o vulcão Etna tem vindo a expelir lava, cinzas e rochas vulcânicas. Aquele que é considerado o vulcão mais ativo da Europa foi o protagonista dos últimos dias na …

Fotógrafo descobre raro pinguim amarelo na Geórgia do Sul

O pinguim amarelo foi fotografado na Geórgia do Sul, em dezembro de 2019, e as fotografias do animal estão agora a correr o mundo. Especialistas estão divididos sobre a causa desta condição rara. Este raro pinguim …

Portugal em destaque na Reuters. "Enfermeiros querem salários, não aplausos"

"Exaustos na luta contra a covid-19, enfermeiros portugueses querem salário, não aplausos." Este é o título da peça da Reuters, publicada esta quarta-feira. Correspondentes da agência Reuters traçaram o cenário vivido atualmente pelos enfermeiros portugueses, que …