Google Maps “oculta” graffiti que critica Xi Jinping em Hong Kong

A Google está a enfrentar críticas por apagar graffitis espalhados por manifestantes pró-democracia em Hong Kong na atualização mais recente do Google Maps.

A imposição de leis de segurança draconianas pela China na cidade-estado gerou uma onda de inquietação no início deste ano, com ativistas a pintar uma série de slogans nas ruas. Porém, embora o graffiti ainda seja visível nos locais, a Hong Kong Free Press relata que pelo menos dois slogans foram apagados no Street View do Google Maps.

Uma das mensagens dizia que o presidente da China, “Xi Jinping, deve morrer pelo bem do mundo”, enquanto a outra dizia: “Liberte Hong Kong, a revolução do nosso tempo” – um slogan de protesto que as autoridades proibiram sob a polémica nova lei de segurança nacional.

A lei também proibe o hino de protesto Glory to Hong Kong, que as escolas da cidade também estão proibidas de tocar, cantar ou transmitir.

De acordo com o Quartz, ambos os slogans desfocados no Street View “são revelados se vistos à distância” no mapa.

A Google afirma que a ofuscação das imagens não foi intencional, mas sim o resultado de um problema de algoritmo. “A nossa tecnologia de desfoque automático visa desfocar rostos e placas de veículos para que não possam ser identificados, mas parece que não acertámos neste caso”, explicou a multinacional, num e-mail enviado à Hong Kong Free Press

O The Next Web relata que, “em defesa da Google, a grande maioria dos graffiti de protesto em Hong Kong permanece visível no Street View e o algoritmo do serviço muitas vezes desfoca inadvertidamente as placas das ruas”.

Por outro lado, “os relatos sobre a ofuscação de slogans políticos vão aumentar ainda mais os temores de que as empresas de tecnologia ocidentais estejam a curva-se às demandas de censura de Pequim”, acrescentou o site.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ventura diz que Marcelo quer flexibilização das restrições no Natal

O líder e deputado único do Chega, André Ventura, afirmou esta quinta-feira que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou a vontade de que haja alguma flexibilização das restrições à circulação no Natal. Após …

Governo do Brasil aponta início da vacinação entre janeiro e fevereiro

O ministro da Saúde do Brasil, Eduardo Pazuello, disse que o país vai começar a receber 15 milhões de doses de vacinas para a covid-19 entre janeiro e fevereiro de 2021, com mais cem milhões …

Solução para Novo Banco pode não passar por um OE retificativo, diz João Leão

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, disse que a alternativa à anulação da transferência de 476 milhões de euros para o Novo Banco não tem "necessariamente que passar" por um orçamento retificativo …

Plano de vacinação arranca em janeiro com três fases. 950 mil pessoas no primeiro grupo prioritário

Pessoas com mais de 50 anos com uma patologia frequente nos casos graves de covid-19, residentes e/ou internados em lares e profissionais de saúde integram o primeiro grupo prioritário para a administração da vacina de …

Segunda vaga de moratórias autorizada pela Autoridade Bancária Europeia

A Autoridade Bancária Europeia (EBA) autorizou a reabertura de moratórias de crédito, com efeitos a partir de 01 de outubro até 31 de março de 2021, dois meses após ter suspendido novas adesões. Num comunicado publicado …

Turquia alvo de críticas duras em reunião da NATO e em risco de sanções

A Turquia esteve esta quarta-feira sob um fogo de críticas na reunião virtual dos Ministros dos Negócios Estrangeiros (MNE) da NATO e, com a deceção manifestada pelos Estados Unidos, deve preparar-se para sanções económicas americanas …

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …