Ex-executivo da Google acusado de assédio sexual sai da empresa com 40 milhões

(cv)

Um ex-executivo da Google que rescindiu o seu contrato com a empresa depois de ter sido acusado de assediar sexualmente uma funcionária irá receber até 45 milhões de dólares (40 milhões de euros) da Alphabet, proprietária da Google.

A empresa optou por pagar a Amit Singhal em vez de o despedir por justa causa, segundo o jornal norte-americano The New York Times.

No processo, divulgado esta segunda-feira, consta que o vice-presidente das operações de pesquisa da Google desde fevereiro de 2016 vai receber 30 milhões de dólares nos próximos dois anos e em 2021 um quantia entre 5 milhões e 15 milhões.

O valor pode chegar a perfazer os 45 milhões de dólares, com uma condição: o empresário não pode arranjar um emprego na concorrência. Atualmente, Amit Singhai trabalha para a Uber.

Nos últimos dois anos, a Google despediu cerca de 48 funcionários acusados de assédio sexual, 13 dos quais eram gestores seniores e superiores. Segundo o jornal norte-americano, a empresa optou por pagar grandes quantias a altos quadros em vez de os despedir por justa causa.

Andy Rubin, responsável pelo sistema Android, deixou a empresa com 90 milhões de dólares no bolso, em 2014, também na condição de não se mudar para a concorrência, depois de ter alegadamente forçado uma funcionária a fazer sexo oral.

A atitude da gigante da Internet levou 20 mil funcionários, no ano passado, a fazerem greve nos escritórios da empresa um pouco por todo o mundo para exigirem um tratamento mais respeitoso perante denuncias de assédio sexual.

Esta segunda-feira, o porta-voz da empresa declarou que “há consequências sérias para quem tem comportamentos inadequados na Google”. “Nos últimos anos, fizemos muitas mudanças no nosso local de trabalho e adotámos uma conduta cada vez mais rígida face a comportamentos inadequados de pessoas com cargos de autoridade”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …