Globo e Operação Lava-Jato são “aliadas, amigas, parceiras e sócias”, diz Glenn Greenwald

gageskidmore / Flickr

Glenn Greenwald

Glenn Greenwald, um dos três jornalistas que revelaram a troca de mensagens entre o juiz Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, afirmou numa entrevista recente que a Globo e a Operação Lava-Jato são “aliadas, amigas, parceiras e sócias”.

Numa entrevista à Agência Pública, Glenn Greenwald, um dos três jornalistas que revelaram a troca de mensagens entre Sérgio Moro e Deltan Dallagnol em trabalhos publicados no site The Intercept Brasil, afirmou que os documentos mostram como o juiz e o procurador “trabalham com a Globo”.

O jornalista deu a entender que os próximos trabalhos do site de investigação podem ser sobre essa suposta relação. “A Globo foi para a Lava-Jato aliada, amiga, parceira, sócia. Assim como a Lava-Jato foi o mesmo para a Globo”, disse.

Ainda assim, a crítica de Greenwald não é apenas à Globo e estende-se também ao Estadão e à revista Veja que “estavam o tempo todo simplesmente recebendo vazamentos, publicando o que a [Lava-Jato] queria que eles publicassem”.

Segundo o Público, o jornalista não deixou de reconhecer que “os grandes media estão reportando o material [do Intercept Brasil] de forma mais ou menos justa, com a gravidade que merece”. No Brasil, o caso é já conhecido por “Vaza-Jato” e há até quem o compare ao escândalo Watergate, que levou à queda do Presidente norte-americano Richard Nixon.

Às críticas que tem recebido sobre a seriedade das reportagens, o jornalista responde que não é o WikiLeaks de Julian Assange. “Não estamos apenas publicando material que nós temos, sem contexto, ou reportando sem entender, sem analisar, sem pesquisar. Estamos fazendo jornalismo.”

O co-fundador do The Intercept Brasil garantiu ainda ter “a responsabilidade jornalística” de demorar o tempo que for preciso para “confirmar que tudo é verdade”.

A reportagem foi publicada no passado domingo e, desde esse dia, Greenwald e o marido, o deputado federal do PSOL David Miranda, têm sido alvo de ameaças de morte e ataques homofóbicos. Durante a entrevista, o jornalista garantiu estar “pronto” para o pior e admitiu já ter adotado medidas de segurança para se proteger a si e à sua fonte.

“Sabíamos que tudo isso iria acontecer, mas o que podíamos fazer? Há jornalistas cobrindo guerras. Há jornalistas sem visibilidade investigando corrupção contra pessoas muito perigosas. Se você não quer esses riscos, você não deve fazer jornalismo”, disse.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Marcelo. O que os portugueses querem (e o que não querem)

Num discurso de vitória após as eleições presidenciais deste domingo, Marcelo Rebelo de Sousa assumiu uma postura de estado e começou por recordar as vítimas da pandemia de Covid-19 no seu pior dia de sempre …

Entre o "contributo singular" de João Ferreira e a "onda liberal" de Mayan, Marisa Matias assume derrota

Marisa Matias foi uma das grandes derrotadas da noite de eleições presidenciais, ficando-se pelo quinto lugar, atrás de João Ferreira, o candidato do PCP. Já Tiago Mayan Gonçalves ficou no sexto lugar, à frente de …

Ana Gomes aponta o dedo a Costa e à esquerda e diz que travou Ventura sozinha

Ana Gomes considera que a sua candidatura conseguiu travar "a progressão da extrema direita" quando os partidos de esquerda se preocuparam apenas com as suas "agendas políticas". No rescaldo da reeleição de Marcelo Rebelo de …

De diferentes cidades, mas com o mesmo nome. Quatro estranhos chamados Paul O'Sullivan formaram uma banda

A banda Paul O'Sullivan apresenta Paul O'Sullivan no baixo, guitarra, bateria e voz. Porém, não é uma banda de um homem só. Cada membro é um músico diferente com o mesmo nome: Paul O'Sullivan. "Uma noite, …

Ventura celebrou "noite histórica", demitiu-se do Chega e avisou o PSD

André Ventura começou por assinalar a "noite histórica" face aos resultados que obteve nas eleições presidenciais 2021. Mas como ficou em 3º lugar, atrás de Ana Gomes, anunciou a demissão do Chega. "Fiquei aquém dos 15% …

Região italiana da Lombardia esteve confinada durante uma semana por engano

A Lombardia, coração económico do norte de Itália, foi confinada e classificada como zona vermelha por engano durante uma semana, devido a estatísticas erradas sobre covid-19, e só ontem um decreto governamental retificou a situação. Devido …

Rio destaca "esmagamento da esquerda" e pede a Marcelo para ser "um bocadinho mais exigente"

"A marca mais forte" destas eleições presidenciais é "a derrota do PS". A análise é de Rui Rio, presidente do PSD, que fala do "esmagamento da esquerda" e da "vitória do candidato do centro", apelando …

Há uma nova explicação para o facto de bebés amamentados terem sistemas imunitários mais saudáveis

Um novo estudo realizado por investigadores da Universidade de Birmingham, no Reino Unido, descobriu que o leite materno promove o crescimento de importantes células imunitárias que ajudam a controlar eventuais inflamações. De acordo com o site …

PS diz que Marcelo deve vitória aos socialistas (e cobra-lhe apoio em tempos difíceis)

"A democracia venceu na primeira volta e o extremismo de direita foi derrotado". É desta forma que o presidente do PS, Carlos César, comenta os resultados das eleições presidenciais ganhas por Marcelo Rebelo de Sousa, …

"Liberdade para a Dinamarca". Novos incidentes em manifestação contra restrições

Uma manifestação contra as restrições impostas para conter a pandemia, organizada por um grupo radical, em Copenhaga, originou novos incidentes na noite de sábado e resultou em cinco detenções, relataram a polícia e os meios …