Gin lentamente destilado com alquimia de sabores nasce no Alentejo

sharishgin / Facebook

Sharish Gin: o gin lentamente destilado no Alentejo

Sharish Gin: o gin lentamente destilado no Alentejo

Graças a uma “tempestade perfeita” na vida, com desemprego à mistura, António Cuco passou de simples apreciador de gin para “alquimista de sabores”, há poucos meses, criando uma marca dessa bebida, lentamente destilada no Alentejo.

Trata-se do Sharish Gin, um gin “feito no Alentejo”, em Reguengos de Monsaraz, mas de “caráter português”, incorporando na receita maçã Bravo de Esmolfe oriunda de Sernancelhe (Viseu), explica o produtor, António Cuco.

E o lema da marca assenta num jogo de palavras que cruza a forma “100% artesanal” com que António fabrica a bebida com a reputação dos alentejanos, que considera ser injusta, como ‘filho da terra’.

“Se fosse feito em Lisboa ou no Porto continuaria a ser lentamente destilado”, diz, entre risos, realçando que o processo demora várias horas e que, na produção, só a máquina de engarrafar “é semi-automática”.

sharishgin / Facebook

António Cuco aproveitou a tempestade perfeita da sua vida para lançar o Sharish Gin.

António Cuco aproveitou a tempestade perfeita da sua vida para lançar o Sharish Gin.

Lançado no mercado no final de abril, o “Sharish Gin” está a exceder todas as expetativas do empreendedor, já contactado para começar a exportar para Espanha, Suíça, Brasil e Angola.

“Começámos a produzir à volta de 150 garrafas por semana“, mas, após cerca de dois meses de comercialização, “estamos com 500 garrafas por semana”, o que faz com que os planos de vendas iniciais estejam “completamente ultrapassados”, congratulou-se.

A empresa vai “duplicar a produção até final do verão” e prevê atingir o objetivo de vendas traçado para o ano inaugural “nos primeiros três ou quatro meses”, afirma.

Até final de 2014, ou seja, “um ano e meio antes do previsto”, António quer expandir as áreas de armazenamento e fabrico e contratar mais funcionários, para o ajudarem a ele e à mulher.

Tempestade perfeita

Antes desta ‘aventura, o empresário apreciava gin, mas só no copo, como consumidor. Há uns meses, recorda, uma “tempestade perfeita” levou à sua mudança de vida.

Após uma brincadeira com amigos, com uma tentativa para criar gin, mas que saiu gorada – “Eles gozaram” e disseram “isto mais parece uma açorda de peixe do rio”, recorda -, António não desarmou. De forma autodidata, aprendeu as bases da produção da bebida e voltou ‘à carga’.

Para recuperar cheiros e sabores da infância, foi buscar a maçã Bravo de Esmolfe, que comia na feira em Borba, com a bisavó, e a lúcia-lima, com que a avó de S. Manços fazia chá, juntando-as a botânicos, citrinos e outros ingredientes para chegar à formula final do seu gin.

Aí, os amigos deram-lhe o ‘selo de aprovação’ e contribuíram para o ‘germinar’ da ideia de que este sucesso caseiro poderia ser algo mais, até porque António, antigo professor de Turismo, estava desempregado.

sharishgin / Facebook

Sharish Gin: o gin lentamente destilado no Alentejo

Sharish Gin: o gin lentamente destilado no Alentejo

“Sempre fui empreendedor, achei que havia aqui uma possibilidade de negócio e juntei tudo com uma tempestade perfeita na minha vida”, pelo facto “de ter ficado sem trabalho”, conta.

Recebeu o aval de especialistas, que gostaram das amostras que lhes levou, e criou a empresa com o apoio do Instituto do Emprego e Formação Profissional, colocando no mercado aquela que “é a quarta marca de gin nacional” e a segunda com origem no Alentejo (a outra chama-se “Templus”).

Convicto de que, em Portugal, o consumo desta bebida “não é moda, é um culto” com apreciadores fiéis, António quer continuar a dedicar-se à ‘alquimia de sabores’ que, uma vez destilada, se transforma em gin e já tem novos produtos na ‘calha’.

Um novo gin com pera-rocha do Oeste, numa edição especial a lançar em “outubro ou novembro”, e uma gama de cinco vodkas, uma neutra e as outras aromatizadas (maçã Bravo de Esmolfe, pera-rocha, limão e tangerina), vão ser as novas criações.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mãe que deixou recém-nascido no caixote do lixo não quis abortar

A jovem cabo-verdiana, em prisão preventiva por suspeitas de ter abandonado o seu filho recém-nascido no lixo, teve a oportunidade de abortar, mas não quis. O Supremo Tribunal de Justiça rejeitou, esta quinta-feira, o pedido de …

Face Oculta. MP pede 12 anos e 10 meses para Manuel Godinho

O Ministério Público (MP) defendeu esta sexta-feira a aplicação de uma pena única de 12 anos e 10 meses de prisão para o sucateiro Manuel Godinho, principal arguido do processo Face Oculta, durante a audiência …

Maioria acredita que Governo vai durar quatro anos

Uma sondagem da Aximage revela que a maioria das pessoas entrevistadas acredita que António Costa vai concluir a sua legislatura, mesmo com um Governo que consideram de "estrutura exagerada". Uma sondagem da Aximage para o Jornal …

Tecnologia usada em Marte ajuda a detectar fugas de água em Gaia

Um sistema "pioneiro em Portugal" que recorre a tecnologia usada em Marte, para detectar água, está a ser utilizada pela empresa municipal Águas de Gaia, em Vila Nova de Gaia, para detectar fugas no sistema …

É segredo de Estado e custou mais de 100 milhões. "Máquina do Fisco" analisa 600 mil facturas por hora

O sistema informático que sustenta a "máquina do Fisco" já custou ao Estado mais de 100 milhões de euros e é tão secreto que nem a localização física dos servidores que o sustentam é conhecida. …

Empresário alemão investigado por suspeitas de orgias com menores em Cascais

O empresário alemão Matthias Schmelz, representante em Portugal dos aspiradores da marca Rainbow, está a ser investigado por suspeitas de lenocínio e pagar por orgias com menores na sua casa na zona de Cascais, avançou …

A nova fábrica da Tesla não vai ser no Reino Unido por causa do Brexit

O presidente executivo da Tesla admitiu que as incertezas à volta do Brexit tiveram peso na decisão de abrir a primeira fábrica da empresa na Europa antes em Berlim. A Tesla anunciou, esta terça-feira, que vai …

Esquerda chumba equiparação do comunismo ao nazismo

A resolução do Parlamento Europeu que condena em termos iguais o nazismo e o comunismo extremou esta sexta-feira as posições na Assembleia da República. A direita acusou a esquerda de ter duas medidas para avaliar as …

Mexia não vai deixar que chineses interfiram no plano estratégico da EDP

O presidente da EDP, António Mexia, garantiu que não vai deixar que nenhum acionista impeça o desenvolvimento do plano estratégico da empresa, deixando o aviso à China Three Gorges. Em entrevista concedida ao Jornal Económico, António …

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …