Geringonça festeja 6 meses de governo (mesmo contra o “irritante realista” Passos)

Paulo Vaz Henriques / Portugal.gov.pt

Primeiro-Ministro António Costa e Ministros Adjunto, Eduardo Cabrita, e do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques

O primeiro-Ministro António Costa e os ministros Adjunto, Eduardo Cabrita (esq), e do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques (dir)

O governo celebra esta quinta-feira seis meses de vida. Num dos feriados repostos pelo novo Executivo, António Costa e seus pares querem mostrar que a “geringonça” está para durar, mesmo contra as críticas de um Passos Coelho “irritante realista”.

Na mesma sala do Palácio da Ajuda, em Lisboa, onde a 26 de novembro de 2015 os membros do XXI Governo Constitucional tomaram posse, reuniu-se esta quinta-feira o Conselho de Ministros extraordinário marcado especialmente para assinalar os primeiros seis meses do executivo socialista, com apoio da maioria parlamentar de esquerda.

O Conselho de Ministros começou hoje cerca de 20 minutos depois da hora prevista, devido ao atraso do avião que trazia o primeiro-ministro de Veneza, e sem três dos 17 ministros.

António Costa marcou estes primeiros seis meses do seu governo com uma foto de família e um discurso na mesma sala onde tomou posse, no Palácio da Ajuda, em Lisboa. Uma cerimónia que serve para mostrar ao país que a “geringonça” está aí para funcionar e durar.

A foto de família foi tirada antes do início da reunião informal, onde os elementos masculinos do Governo se apresentaram sem gravata e António Costa de calças de ganga e camisola.

Numa mensagem da rede social Instagram, António Costa afirmou que os seis meses de Governo foram de cumprimento do compromisso com os cidadãos, com a maioria parlamentar e com a União Europeia, num caminho que “nem sempre foi fácil”.

“Têm sido 6 meses a cumprir o nosso compromisso com os cidadãos, com a maioria parlamentar, com a União Europeia”, diz uma mensagem de António Costa publicada na rede social Instagram, que surge acompanhada de um ‘slideshow’, com várias fotos do meio ano de Governo.

“Nem sempre foi fácil, mas já sabíamos que não seria. A cada dificuldade, capacidade de a vencer”, assume o chefe de Estado na mesma mensagem.

O “irritante realista” Passos

Ao cabo de seis meses do governo que afastou a coligação PSD/CDS-PP do poder, graças à aliança parlamentar da esquerda que “segura” Costa no poder, os partidos da direita só têm críticas às políticas e à estratégia do executivo.

“Estes seis meses foram um tempo de deterioração das condições democráticas da nossa vida política”, considera Passos Coelho. O líder do PSD fala no “tacticismo” e na “manipulação intelectual” do governo de Costa, considerando que está “a ir longe demais” e “a deixar sequelas”.

Para Passos, é evidente que o objectivo de crescimento económico estimado pelo Governo está “objectivamente comprometido”. “Sou conhecido por ser talvez um irritante realista, gosto muito de olhar para a realidade e para ver o que ela nos mostra”, refere, vaticinando que o cenário está longe do que Costa promete.

Quanto à duração do actual Executivo sustentado pela esquerda, Passos recusa fazer previsões, sublinhando que “durará o tempo que as condições do país permitirem e que os partidos que suportam o Governo decidirem”.

“Não é ao PSD que será imputada responsabilidade por existir uma crise política”, afirmou o presidente social-democrata, durante uma conferência de imprensa realizada na sede do partido.

Cristas fala em “governo desnorteado”

No CDS-PP, Assunção Cristas fala em “desilusão, descrédito e desnorte” depois dos seis meses do governo das “esquerdas unidas”, considerando que esta governação está a conduzir o país para o “desemprego, o défice e a dívida”.

“Portugal tem hoje um primeiro-ministro cheio de si mesmo, que quer fazer crer que as vacas voam, e um governo desnorteado”, conclui a líder dos populares.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pensei que a noticia fosse mesmo os motivos de festejo da “geringonça”…
    Afinal o ZAP queria-nos obrigar a ler as criticas e os maus agouros da oposição…
    Estratagemas do jornalismo…

  2. Horrível, que jornalismo este? o Jornalista, não consegue esconder a sua posição politica, como ainda faz pior, manipulação da noticia. Assim não, das poucas vezes que entro aqui, encontro logo o pior do jornalismo.

RESPONDER

Autoridades descartam participação da milícia "Escritório do Crime" no caso Marielle Franco

O envolvimento da milícia conhecida como "Escritório do Crime" no homicídio da vereadora e ativista Marielle Franco chegou a ser investigado, mas foi descartado pela polícia brasileira. O delegado brasileiro Daniel Rosa, da cidade do Rio …

Desconfinamento não foi suficiente. Desemprego volta a subir em Espanha para valores de 2016

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego em Espanha voltou a aumentar em 5.107 pessoas em junho, uma desaceleração em relação a maio, atingindo um total de 3.862.883 espanhóis. De acordo com os …

Governo vai monitorizar discurso de ódio na Internet

O Governo vai monitorizar o discurso de ódio nas plataformas online, estando "em vias" de dar início à contratação pública de um projeto que deverá traduzir-se num barómetro mensal de acompanhamento e identificação de sites. Segundo …

Tribunal britânico decide que é Guaidó (e não Maduro) quem manda nas reservas de ouro da Venezuela

A justiça britânica decidiu esta quinta-feira que é o líder da oposição venezuelana Juan Guaidó e não o Presidente Nicolás Maduro quem tem autoridade sobre as reservas de ouro da Venezuela depositadas no Banco de …

Mistério resolvido. Cientistas descobriram como é que as cobras "voam"

Nem todas as cobras se movem arrastando-se discretamente pelo chão. Há uma cobra do género Chrysopelea que parece voar de árvore em árvore. Agora, os cientistas descobriram como é que estes animais se movem pelo …

Mais de 80 mil pessoas registaram-se na Segurança Social desde janeiro

O programa “Segurança Social na Hora”, criado em janeiro deste ano, abrangeu até ao momento 80.700 pessoas, de acordo com os dados divulgados pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS). Ana Mendes Godinho avançou …

Douro. Poluição regressa a valores anteriores ao estado de emergência

Os valores de contaminação do estuário do rio Douro, que durante o estado de emergência baixaram a níveis só vistos há mais de 30 anos, já regressaram aos valores pré-pandemia. As boas notícias "rapidamente se esfumaram". …

Reino Unido deixa cair pontes aéreas e prepara levantamento da quarentena para dezenas de países

O Reino Unido vai deixar cair o plano para a criação de pontes aéreas e prepara-se para substituir a medida pela isenção de quarentena para dezenas de países. Dezenas de países vão ficar isentos de restrições …

Medina clarifica críticas em público: eram para chefias regionais (e não para Temido)

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Media, veio esta quarta-feira a público esclarecer as duras críticas que vez relativamente à atuação das autoridades de saúde no combate à pandemia de covid-19. No seu habitual espaço …

Fraude nas viagens entre ilhas e continente. PJ desmantela mais uma rede criminosa

Esta quarta-feira, foi desmantelada mais uma rede criminosa que se aproveitava de forma fraudulenta do subsídio que financia as deslocações dos habitantes dos Açores e da Madeira ao continente. Existem fraudes nos subsídios das viagens entre …