“Ganhámos com a covid-19”. Depois do “ridículo”, Secretário de Estado explica-se

António Cotrim / Lusa

O Secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, entrou na campanha eleitoral pelos piores motivos. Tudo porque disse que “ganhámos com a covid”. Uma frase que já veio explicar depois de ter sido arrasado, com Rui Rio a notar que as suas palavras “tocam o ridículo”.

As palavras de Brilhante Dias foram proferidas em declarações à RTP3, na Feira de Tecidos de Paris. O governante queria enaltecer a forma como Portugal lidou com a pandemia e o modo como isso melhorou a imagem do país lá fora.

“Vou dizer uma coisa que talvez não seja politicamente correcta, nós ganhámos com a Covid-19. E ganhámos porquê? Ganhámos porque Portugal foi um país que, tendo as suas dificuldades, enfrentou a Covid-19 com bastante êxito“, apontou.

“Evidentemente faleceram muitas pessoas e muitas pessoas passaram muito mal, mas Portugal mostrou ser um país muito organizado que enfrentou a pandemia com sucesso”, apontou ainda.

Após estas palavras, Brilhante Dias foi arrasado, com Rui Rio, presidente do PSD, a notar que as suas declarações “tocam o ridículo” e o “absurdo”.

“Até podia dizer que pena a pandemia perder força porque estava a ser óptimo para Portugal”, salientou, com ironia, Rui Rio.

Foi “uma frase profundamente infeliz”, frisou, por seu turno, Catarina Martins, a líder do Bloco de Esquerda.

Apesar de notar tudo o que aconteceu de bom durante a pandemia, como, por exemplo, o “sentido de responsabilidade dos portugueses” e a “adesão à vacinação”, Catarina Martins sublinhou também que é preciso ter “consciência do sofrimento deste período”.

Da mesma forma, Jerónimo de Sousa, líder do PCP, notou que “uma marca onde houve tanto doente e tanto morto, nunca é uma boa marca“.

Além disso, o líder dos comunistas lembrou que estão ainda “por resolver as consequências da pandemia no plano económico, social e da saúde“.

“Não é um cartaz turístico”

Já António Costa veio defender o Secretário de Estado, apontando para uma má interpretação das suas palavras e realçando que “não é um cartaz turístico”.

Entretanto, o Secretário de Estado veio esclarecer a sua posição, sublinhando que “é evidente que ninguém ganhou nada com a Covid, nem com esta pandemia”.

“Jamais me ocorreu que as minhas declarações podiam ser uma desvalorização daquilo que é uma situação gravíssima“, notou ainda em declarações à TVI24, salientando que a sua frase foi “mal interpretada”.

Brilhante Dias destacou que só pretendia “valorizar a forma como o país enfrentou a covid-19” e notar “o impacto positivo” disso para a “marca Portugal” lá fora e “a forma como somos vistos no exterior”.

  ZAP //

PARTILHAR

13 COMENTÁRIOS

  1. “Vou dizer uma coisa que talvez não seja politicamente correcta, nós ganhámos com a Covid-19″.
    Já António Costa veio defender o Secretário de Estado.
    Brilhante Dias: salientando que a sua frase foi “mal interpretada”
    Palavras para què… É só brilho.

  2. Grande boçal… diz, depois diz que nao disse. Pode nao ser “um cartaz turistico” mas que parece um cartaz hilariante como o PM, acho que ninguem duvida.

  3. Só na política é que se perde tempo com este assunto. O homem não disse nada de anormal apesar de não ter sido claro na sua análise. E obviamente como vivemos na era dos ofendidos, em que toda a gente é feita de vidro, fica logo tudo muito revoltado. Morreu muita gente, muitos infetados, muitas empresas cheias de dificuldades. Alguém sensato acredita que o homem não sabe disso? Mas como o rapaz disse, portugal fez muita coisa bem. Temos a pandemia controlada, temos a maior taxa de vacinados, temos a economia aberta e uma bazuca para ajudar.
    É favor perder tempo com alguma coisa que valha a pena e não com isto. Haja paciência.

    • Foi meu professor e sempre o considerei uma pessoa de bem e com boas ideias. Partilho a opinião do Mzito. Acho que anda por aí muita gente a fazer-se ao penalti. Ao mínimo toque desatam a contorcer-se no chão. Vivemos num país de virgens ofendidas. E atenção que eu nem sou do partido dele. Muitas discussões em sala de aula mas sempre respeitando a opinião contrária. Como disse é uma pessoa muito válida e que seguramente faz falta na política. Tem feito um bom trabalho (ao contrário da maioria dos seus colegas de governo) e talvez por isso esteja neste momento a ser ostracizado.

    • Complemente, mas estamos na era dos indignados de Facebook que, todos os dias, têm que descarregar as suas frustrações em algo/alguém e o resultado são estas “polémicas virtuais”!

  4. Talvez tive-se dito uma meia verdade, no “calor” do momento !…Bem quero acreditar que muitos sectores ganharam e vão continuar a ganhar com esta “sementeira” de virus, e que muitos ainda vão perder ainda mais com a mesma !

  5. Eu ganhei uns meses de férias pagas (layoff). E os que venderam material ao estado para a pandemia ao abrigo dos ajustes diretos não estão tristes também. O fado do PS será sempre a bancarrota.

  6. ” Portugal mostrou ser um país muito organizado ” Estes politiqueiros são o máximo, se não tivesse saído o outro politico incompetente da task force só teríamos 10% da população vacinada e mil e uma desculpa para justificar tal fracasso, felizmente uma pessoa competente logo não politica pegou nas rédeas levando a missão ao êxito, mas eis que os iluminados aproveitam tal facto para se vangloriar e fazer campanha.

RESPONDER

Rui Rio, presidente do PSD

Rio apresenta recandidatura. "Seria muito prejudicial para o país se o PSD mudasse agora de líder"

O presidente do PSD apresentou, esta sexta-feira, na cidade do Porto, a sua recandidatura à liderança, tendo considerado que "seria muito prejudicial", não só para o país como para o partido, mudar agora de líder. Rui …

"Conquistem a vaga no relvado": aviso à UEFA sobre a nova Liga dos Campeões

Associação das Ligas Europeias contra vagas garantidas para clubes que não terminarem o campeonato nacional num dos primeiros lugares. A reunião da Associação das Ligas Europeias de futebol terminou com o reforço de posições públicas contra …

Bloco diz que as suas nove propostas foram rejeitadas. Governo aponta avanços em sete

O Bloco considerou, esta sexta-feira, que o Governo recusou as suas nove propostas para chegar a acordo no Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). O Executivo, por sua vez, considera que há avanços negociais em …

Comissão de inquérito ao Novo Banco. PSD frisa "maioria popular", PS queixa-se de "partidarite"

Os partidos apreciaram, esta sexta-feira, o relatório final da comissão de inquérito ao Novo Banco, aprovado em julho, com o PSD a destacar a "maioria popular" nas conclusões e o PS a criticar a "partidarite" …

"Falta de respeito". Patrões abandonam Concertação Social e pedem audiência a Marcelo

As quatro confederações patronais suspenderam, esta sexta-feira, a sua participação nas reuniões da Concertação Social e decidiram solicitar uma audiência ao Presidente da República, perante a "desconsideração do Governo pelos parceiros sociais" na discussão sobre …

Parlamento aprova diplomas para alargar gratuitidade das creches e "direito ao esquecimento"

O Parlamento aprovou, esta sexta-feira, um projeto-lei para o alargamento da gratuitidade das creches e de soluções equiparadas e ainda um diploma que consagra o "direito ao esquecimento". A Assembleia da República aprovou um projeto-lei do …

Costa está muito empenhado num acordo pelo OE, mas não "a qualquer preço"

O primeiro-ministro disse, esta sexta-feira, que o Governo vai fazer tudo ao seu alcance para chegar a um acordo sobre o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), mas advertiu que "um acordo não se obtém …

Evergrande escapa por um triz ao default e garante o pagamento de juros de 71.7 milhões de euros

A gigante imobiliária chinesa conseguiu cumprir com o pagamento dos juros no limiar do fim da extensão do prazo. No entanto, persistem os receios sobre a possibilidade da crise na China contagiar a economia mundial. A …

Pessoas a andar na rua em Viena, Áustria

Em caso de apagão geral, Áustria é o primeiro país europeu a ter um Plano B(lackout)

E se houvesse um apagão que afetasse todo o continente europeu? O cenário é o argumento que o Ministério da Defesa austríaco tem usado para enviar um aviso à população desde o início deste mês. A …

Só um terço das empresas em Portugal têm gestores com um curso superior

O estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos refere que este valor é negativo para o país já que a formação superior dos gestores está associada à produtividade e há maior probabilidade da empresa começar …