Todas as galáxias rodam a cada mil milhões de anos

Astrónomos australianos descobriram que todas as galáxias giram uma vez a cada mil milhões de anos, independentemente de serem grandes ou pequenas, como mecanismos de relojoaria cósmica.

“Não é com a precisão de um relógio suíço”, disse em comunicado o professor Gerhardt Meurer, do Centro Internacional de Investigação de Radioastronomia (ICRAR), da Univerisdade de Western Australia (UWA).

“Mas, independentemente de a galáxia ser grande ou pequena, se te pudesses sentar na ponta extrema do seu disco enquanto gira, a galáxia levar-te-ia cerca de mil milhões de anos para percorrer toda a rota”, explicou.

O professor Meurer disse que ao usar as matemáticas simples, pode mostrar que todas as galáxias do mesmo tamanho têm a mesma densidade interior média.

“Descobrir esta regularidade nas galáxias realmente ajuda-nos a compreender melhor as mecânicas que as fazem funcionar: não encontrarás uma galáxia densa a girar rapidamente, enquanto outra com o mesmo tamanho, mas menos densa, roda mais lentamente”, disse o investigador.

O professor Meurer e a sua equipa também encontraram provas de estrelas mais velhas que se encontram nas extremidades das galáxias. “De acordo com os modelos existentes, esperávamos encontrar uma fina faixa de estrelas jovens na extremidade dos discos galácticos que estudamos”, explicou.

“Mas em vez de encontrar apenas gás e estrelas recém formadas nas extremidades dos discos, também encontramos uma população significativa de estrelas mais antigas juntamente com a fina camada de estrelas jovens e gás interestelar”.

“Este é um resultado importante porque saber onde termina uma galáxia significa que os astrónomos podem limitar as observações e não perder o tempo, o esforço e o poder de processamento do computador ao estudar dados que estão para lá do ponto de término da galáxia”.

“Assim, devido a este trabalho, agora sabemos que as galáxias giram uma vez a cada mil milhões de anos, com uma ponta afiada que se enche com uma mistura de gás interestelar, com estrelas velhas e jovens”.

O professor Meurer disse que a próxima geração de radiotelescópios, como o Square Kilometer Array (SKA), que está prestes a ser construída, vai gerar enormes quantidades de dados. Além disso, saber onde se encontra a extremidade de uma galáxia vai reduzir a potência de processamento necessária para procurar os dados.

“Quando o SKA se ligar na próxima década, vamos precisar de muita ajuda para caracterizar os milhares de milhões de galáxias que estes telescópios porão à nossa disposição”.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Uma galáxia é um conjunto de muitos milhões de estrelas executando um movimento de translação em torno de um buraco negro central. Funciona da mesma maneira que os planetas à volta dum corpo central que é o nosso Sol. Direi mesmo que existirão mega super aglomerados de galáxias a orbitar o buraco negro mãe. Descodificando: todas as galáxias do universo giram em torno de um buraco negro que é só o maior buraco negro do universo.

RESPONDER

Cientistas explicam porque trabalhar à noite faz mal aos intestinos

As pessoas que trabalham à noite têm mais probabilidades de desenvolver inflamações intestinais, porque há células que contribuem para a saúde intestinal que deixam de receber informações vitais do cérebro, indica um estudo divulgado esta …

Marinha dos EUA admite que vídeos de OVNI's são verdadeiros (e não era suposto ninguém saber)

A Marinha dos EUA confirmou que imagens de OVNIs que surgiram nos últimos anos são reais e que nunca pretenderam que o vídeo fosse visto pelo público. As imagens que apareceram pela primeira vez online em …

O Pólo Norte vai ter um hotel de luxo (iluminado pelas auroras boreais)

https://vimeo.com/360873720 O hotel "mais a norte do mundo" só existirá durante um mês e o glamping de luxo será para muito poucos: o custo é de 95 mil euros por pessoa por três dias. Em 2020, o …

Whitney Houston vai regressar aos palcos (em holograma)

Whitney Houston vai "regressar" aos palcos, em formato holograma. Foi anunciada uma digressão da cantora por várias salas do Reino Unido, em 2020. Os planos para uma digressão de holograma de Whitney Houston têm sido discutidos …

Victor Vescovo diz que chegou ao ponto mais profundo dos oceanos. James Cameron não concorda

James Cameron levantou dúvidas sobre as recentes declarações de Victor Vescovo sobre ter quebrado o recorde do mergulho mais profundo no oceano, dizendo que o empresário não pode ter descido mais, uma vez que não …

Par de patinadores no gelo mais medalhado de sempre anuncia fim da carreira

Os canadianos Tessa Virtue e Scott Moir, o par de patinadores no gelo mais medalhado da história do olimpismo, anunciaram esta quarta-feira o fim da carreira. “Olá a todos. Temos novidades para todos os que nos …

Elon Musk é o líder mais inspirador da tecnologia da atualidade

Elon Musk foi nomeado o líder mais inspirador no setor da tecnologia, de acordo com um estudo publicado pela Hired, uma plataforma para contratação de pessoal em 14 cidades em todo o mundo. O estudo, chamado …

De portas abertas para quem precisa. Frigoríficos solidários crescem em Paris

A Cantina do 18.º bairro parisiense foi o primeiro espaço deste projeto solidário, inaugurado há dois anos. Atualmente existem 38 restaurantes em França que acolhem os frigoríficos solidários. Em dois anos, o projeto dos frigoríficos solidários …

Imigrante do Bangladesh em Itália encontra e devolve carteira com 2 mil euros

Mossan Rasal, um bangladeshiano de 23 anos que vive em Roma, encontrou na rua uma carteira com dois mil euros, documentos de identificação, cartões de crédito, carta de condução. Em vez de retirar o dinheiro e …

Austrália conclui que China foi responsável por ciberataque ao parlamento

A agência de inteligência cibernética da Austrália (ASD) concluiu que a China foi a responsável por um ataque informático, no início deste ano, contra o parlamento nacional. Os serviços de inteligência australianos (Australian Signals Directorate) concluíram …