Furacão Lorenzo deixa mais de duas dezenas de pessoas desalojadas nos Açores

Rui Minderico / Lusa

O furacão Lorenzo provocou, até agora, 93 ocorrências nos Açores, tendo sido necessário realojar 26 pessoas.

O número de pessoas desalojadas nos Açores devido à passagem do furacão Lorenzo aumentou para 26, hoje de manhã, segundo a Proteção Civil açoriana.

“Deveu-se nomeadamente a dois fatores — umas situações em São Jorge e nas Flores, que tiveram a ver com infiltração de água nas habitações, com o levantamento das telhas, e depois temos a situação de 19 pessoas na cidade da Horta, que necessitaram ser realojadas, porque houve galgamento do mar na zona da Avenida 25 de Abril”, adiantou aos jornalistas o presidente do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, Carlos Neves.

Também o número de ocorrências aumentou para 93, tendo a maior parte sido registada na ilha do Faial (43).

O furacão Lorenzo provocou ainda “alguns cortes de energia na zona de Santa Cruz das Flores”, bem como problemas “nas redes de telemóvel e de comunicações”, que deverão ser corrigidas “ao longo dos dias”.

Foram encerradas 61 estradas em todas as ilhas, com exceção do Corvo e de Santa Maria.

Segundo a Proteção Civil açoriana, o mar poderá ter levado parte do molhe e um edifício de apoio do Porto das Lajes das Flores, mas a situação ainda está a ser verificada.

O primeiro-ministro disse hoje de manhã que “a situação de maior risco” devido à passagem do furacão Lorenzo nos Açores “está ultrapassada”.

“Segundo as previsões do IPMA, o pior, a situação de maior risco, está neste momento ultrapassada”, afirmou António Costa, pouco depois das 09h00 (08h00 nos Açores), em declarações aos jornalistas na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, no concelho de Oeiras (distrito de Lisboa).

O governante, que tem estado em “contacto permanente” com o presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, referiu que pela hora do almoço a situação deverá estar normalizada, embora as condições marítimas se mantenham “bastante alteradas”.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera dos Açores declarou que o período crítico do furacão Lorenzo decorrerá até às 09h00 da região (10h00 em Lisboa), afetando maioritariamente a ilha das Flores e do Corvo.

“O centro do furacão já passou” a oeste da ilha das Flores, e encontra-se a caminho de norte/noroeste, “com tendência a afastar-se” progressivamente da ilha do grupo ocidental, declarou a meteorologista Vanda Costa à agência Lusa, falando pouco depois das 05h30.

Para as ilhas das Flores e do Corvo (grupo Ocidental), prevê-se vento sueste rodando para noroeste com rajadas na ordem dos 190 km/hora (com uma probabilidade de 40% de a rajada máxima ser superior a 200 km/h), chuva por vezes forte e ondas de sul passando a sudoeste, com altura significativa entre 10 e 15 metros. A altura máxima de onda pode atingir os 25 metros.

Já para o grupo Central (Pico, São Jorge, Faial, Graciosa e Terceira) é esperado vento sudoeste com rajadas até 160 km/hora, períodos de chuva e ondas de sudoeste passando a oeste com altura significativa entre nove e 12 metros, podendo a altura máxima de onda atingir os 22 metros.

Nas ilhas do grupo Oriental — São Miguel e Santa Maria — deverá haver vento sul rodando para oeste com rajadas até 100 km/hora, períodos de chuva e ondas de sudoeste com altura significativa entre sete e nove metros.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Estado de emergência devido a novo derrame de combustível no Círculo Polar Ártico

As autoridades russas declararam o estado de emergência na localidade de Tukhard, na Sibéria, devido ao derramamento de 44,5 toneladas de combustível num lago, naquele que é o segundo desastre ecológico no Círculo Polar Ártico …

Bélgica inclui Alentejo e Algarve na zona laranja com "maior vigilância"

Os viajantes que entrem na Bélgica oriundos do Alentejo e do Algarve serão sujeitos a “maior vigilância” devido à pandemia da covid-19, segundo o site do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) belga, que não especifica …

Infetado detido em Miranda do Douro por desrespeitar confinamento obrigatório

A GNR deteve em Miranda do Douro um homem, de 26 anos, por não respeitar o confinamento obrigatório que lhe foi decretado pela autoridade de saúde pública naquele concelho do distrito de Bragança. "O homem encontrava-se …

Sudão aprova criminalização da mutilação genital feminina

O Conselho Soberano, a mais alta autoridade do Sudão, aprovou a criminalização da mutilação genital feminina (MGF), uma prática muito antiga que continua generalizada no país, anunciou o Ministério da Justiça. O Conselho Soberano, composto por …

Andrzej Duda reeleito Presidente da Polónia

O chefe de Estado polaco venceu a segunda volta das eleições Presidenciais com 51,21% dos votos, derrotando o liberal Rafal Trzaskowski, anunciou, esta segunda-feira, a Comissão Eleitoral. Segundo a Comissão Eleitoral, Andrzej Duda conseguiu a reeleição …

Manifestantes criticam escolha de Macron para o Ministério do Interior. Ministro é acusado de violação

Ativistas dos direitos das mulheres protestaram, em França e no estrangeiro, contra a nomeação do novo ministro do Interior, acusado de violação, e do ministro da Justiça, que ridicularizou o movimento #MeToo. Ativistas dos direitos das …

Cinco meses depois, chefes de diplomacia da UE voltam a reunir-se em Bruxelas

A reunião contempla temas como o impacto da pandemia, a situação na Líbia, Hong Kong e na Venezuela, as relação da União Europeia com a Índia e África e o Processo de Paz do Médio …

Há 12 países que conseguiram escapar à pandemia

Tendo em conta os casos registados e comunicados oficialmente pelas autoridades, há 12 países no mundo que não registam qualquer caso de infeção. Segundo a universidade norte-americana Johns Hopkins, a covid-19 chegou a 188 países, mas, …

"Prisioneira em casa" há 4 meses. Algarvia já fez 14 testes e não se livra do coronavírus

A algarvia Tânia Poço está infectada com o novo coronavírus há quatro meses. Nesta altura, já não tem sintomas de covid-19, mas os testes que tem feito continuam a assinalar a presença do vírus naquele …

Mais duas mortes e 306 novos casos em Portugal

Portugal regista, esta segunda-feira, mais duas mortes e 306 novos casos de infeção por covid-19 em relação a domingo. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 306 novos casos (aumento de 0,7%), 254 são …