Fundos destinados a pequenas empresas “desviados” para financiadores de Trump

Yuri Gripas / EPA POOL

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Governo norte-americano criou um fundo de empréstimos para pequenas empresas, de forma a apoiá-las durante a pandemia de covid-19. No entanto, o dinheiro está a ser “desviado” para grandes empresas de financiadores da campanha de Donald Trump.

Os principais financiadores da campanha eleitoral de Donald Trump ganharam empréstimos que inicialmente estavam previstos para apoiar pequenas empresas durante a pandemia de covid-19. Estes empréstimos, que eram convertidos em doações caso as empresas não tivessem possibilidades de devolver o dinheiro, ficaram inacessíveis a dezenas de milhares de pequenos negócios, que viram os seus pedidos adiados ou rejeitados.

No entanto, de acordo com o The Intercept, estes fundos rapidamente foram aprovados para várias empresas cujos donos financiaram fortemente a campanha de Trump rumo à reeleição.

Por exemplo, vários hotéis de luxo detidos por Archie e Monty Bennett – grandes doadores para a campanha de Trump – receberam 59 milhões de dólares dos fundos destinados para as pequenas empresas.

O mesmo aconteceu com a Continental Materials Corp., que recebeu 5,4 milhões de dólares em empréstimos do PPP. Durante os últimos anos, Ronald Gidwitz, o dono da empresa, doou 50 mil dólares a Trump e 109 mil dólares ao Comité Nacional Republicano. Estes não são casos únicos.

As empresas estavam elegíveis para receber estes apoios, uma vez que o Paycheck Protection Program (PPP) foi intencionalmente projetado para beneficiar grandes franquias de restaurantes e hotéis, desde que empregassem menos de 500 pessoas.

O PPP tinha originalmente alocado 349 milhões de dólares para financiar pequenas empresas, mas acabou por beneficiar as grandes empresas e esgotou-se em apenas duas semanas. Apenas 20% das pequenas empresas que se candidataram receberam um empréstimo do Paycheck Protection Program.

Os dados também mostram uma grande disparidade entre Estados republicanos e democratas. Enquanto nos Estados republicanos, mais de metade das empresas receberam empréstimos do programa, nos Estados democratas, a taxa de aprovação ronda os 15 e os 18%.

Na semana passada, a Câmara dos Representantes aprovou um reforços dos fundos do programa, injetando mais 321 milhões de dólares no programa. Resta agora saber se, realmente, os fundos vão ser usados para apoiar pequenas empresas ou se vão novamente ser concedidos aos grandes financiadores da campanha de reeleição de Donald Trump.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O “povo” votante no Trump, farto do “politicamente correto”, parece querer o “politicamente incorreto” (enrrabanço em linguagem que se perceba) e vota nele, convencido que o puseram na presidência para o defender.

RESPONDER

Pessoas sem-abrigo vão poder indicar autarquias como morada

Os portugueses sem endereço postal físico vão poder indicar a morada de uma autarquia, de um serviço local da Segurança Social ou de uma associação da sociedade civil sem fins lucrativos quando fazem o cartão …

Marcelo sobre festejos do Sporting: "Quem deve prevenir não conseguiu prevenir"

O Presidente da República defendeu, esta quarta-feira, que "quem deve prevenir" aglomerados de pessoas como os dos festejos do Sporting, em Lisboa, "não conseguiu prevenir", esperando que tal "não tenha custos" para a saúde pública …

Em 2040, reformas vão cair para metade em Portugal

A Comissão Europeia prevê que, até 2040, os pensionistas passem a viver com pouco mais de metade do salário que tinham. Discrepância entre os últimos rendimentos do trabalho e a pensões de reforma dos portugueses …

Bruxelas piora previsões para défice português, mas melhora as do desemprego

A Comissão Europeia piorou hoje em duas décimas as previsões para o défice português, esperando um saldo negativo das contas públicas de 4,7% este ano. Contudo, melhorou as da dívida pública em três pontos percentuais, …

Barcelona empata com o Levante e "despede-se" do título espanhol

O FC Barcelona deu hoje um gigante passo atrás na corrida ao título espanhol de futebol, ao empatar 3-3 no reduto do Levante, depois de estar a ganhar por 2-0 e 3-2, em encontro da …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: 11.05.2021

Festa verde e assunto encerrado. Sporting quebra jejum de 19 anos e volta a celebrar a conquista de um título de campeão nacional. O novo desafio de Mourinho. As finais da Champions e Liga Europa. …

Certificado covid-19. Preço para os testes na UE gera discórdia

O Certificado Verde Digital, proposto pela Comissão, deverá passar a chamar-se Certificado Covid19 da UE, admitiu a presidência portuguesa da União Europeia. Os eurodeputados querem testes gratuitos para quem viaja, mas essa proposta esbarra nos …

Paulo Fonseca em negociações com o Lyon

O ainda treinador da AS Roma, que vai ser substituído por José Mourinho na próxima temporada, já estará em negociações com o Lyon. Segundo o jornal Record, Paulo Fonseca não só figura na lista de prioridades …

"Incongruente" e "inadequada". Antigos militares criticam reforma das Forças Armadas

Antigos militares consideram que o melhor seria suspender a proposta do Governo que admitem que "nem em tempo de guerra tem lugar". Um grupo de antigos militares GREI - Grupo de Reflexão Estratégica Independente - sugere …

Manchester City conquista título no sofá e com costela portuguesa. É o terceiro em quatro anos

O Manchester City garantiu esta terça-feira a conquista do seu sétimo título de campeão inglês de futebol, e terceiro em quatro anos, face ao desaire do Manchester United na receção ao Leicester (1-2), na 36.ª …