Fundador do Livre e assessor de Joacine retiram “confiança política” ao partido

Miguel A. Lopes / Lusa

A deputada Joacine Katar Moreira e o seu assessor, Rafael Esteves Martins

A decisão da Assembleia do Livre de retirar a confiança política a Joacine Katar Moreira recebe críticas dentro do próprio partido, a começar pelo fundador André Barata, professor e investigador na Universidade da Beira Interior (UBI).

“Quem me conhece, sabe que eu seria consequente com o que escrevi publicamente. Informo, e também na qualidade de fundador do Livre e de co-redactor do Manifesto para uma Esquerda Livre, que sou forçado a retirar a minha confiança política ao Livre“, refere André Barata numa declaração divulgada no seu perfil do Facebook.

O assessor de Joacine Jatar Moreira e chefe de gabinete da deputada, Rafael Esteves Martins, pronuncia-se no mesmo tom. “Não reconheço o Livre que ajudei a fundar. Os tempos que correm esclarecem-nos acerca das alianças: não de quem está necessariamente connosco, mas de quem não larga *mesmo* a mão de ninguém. E por isto eu não posso ficar mais no Livre, retirando-lhe consequentemente qualquer confiança política”, aponta também no seu perfil do Facebook.

O advogado Ricardo Sá Fernandes que integra a Comissão de Ética do Livre critica também a decisão do partido. “Lamento que um partido que sempre defendeu as pontes entre a esquerda e sempre as quis promover não faça melhor para conseguir manter uma ponte com a sua única deputada”, salienta em declarações à Sábado.

A decisão de retirar a confiança política a Joacine Katar Moreira foi tomada “por maioria” numa Assembleia do Livre.

A deputada já anunciou que não vai renunciar ao lugar de deputada, como seria pretensão de elementos do partido. Caso renunciasse, seria substituída por Carlos Teixeira, membro do Grupo de Contacto e candidato número dois do Livre por Lisboa nas últimas eleições legislativas.

  ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Penso que estão a gastar tempo de mais com a senhora.
    O país tem coisas muito mais sérias para resolver.
    Para ser totalmente sincero devo dizer que a senhora não merece a cidadania portuguesa. Não pela questão dos museus (isso é coisa de fanáticos ignorantes) mas pela situação de “hastear” a bandeira da Guiné na noite das eleições.
    É o que penso,tenho pena…

    • Eu acho que não deve ter e prontos, ela não está naquele partido para defender os interesses do país mas sim os da Guiné e os compatriotas e maneiras de roubar aos portugueses para dar aos dela e a ela. Basicamente é o que os da extrema-esquerda fazem, tirar aos portugueses para dar aos estrangeiros.

RESPONDER

Portugal regista mais três mortes e 927 casos de covid-19

Portugal registou, esta quarta-feira, mais três mortes e 927 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 927 novos …

Festejos do Sporting. IGAI garante que "não omitiu informação ou branqueou factos"

A inspetora-geral da Administração Interna garantiu no Parlamento, esta quarta-feira, que a IGAI "não omitiu informação ou branqueou factos" no relatório sobre os festejos do Sporting, sustentando que tudo o que foi investigado consta do …

PAN só viabiliza OE "se houver compromisso do Governo em alterar" a proposta

A porta-voz do PAN afirmou, esta quarta-feira, que o partido só poderá viabilizar o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) se o Governo se comprometer com alterações à proposta na especialidade. Inês Sousa Real falava aos …

Colômbia condenada por não ter investigado agressões "verbais, físicas e sexuais" a jornalista

De acordo com a sentença, o Estado colombiano não investigou devidamente o caso de sequestro, tortura e violação da jornalista Jinedth Bedoya, que estava a trabalhar numa reportagem sobre a guerra civil em 2000. O Tribunal …

Rio diz ter "obrigação" de avançar com recandidatura à liderança do PSD

O presidente do PSD justificou a sua recandidatura à liderança, esta quarta-feira, pela "obrigação" de colocar o interesse do país e do partido à frente da sua vida pessoal. No final de uma audiência com o …

Fenprof e FNE convocam greve nacional de professores para 5 de novembro

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Federação Nacional da Educação (FNE) anunciaram, esta quarta-feira, que vão convocar uma greve nacional de professores para 5 de novembro. Em comunicado, a Fenprof refere que a greve …

PCP reconhece aproximação do Governo, mas diz que ainda é insuficiente

O líder parlamentar do PCP considerou, esta quarta-feira, que houve uma aproximação do Governo às propostas do partido, mas que ainda não é suficiente para alterar a avaliação feita sobre o Orçamento do Estado para …

Alemanha pode falhar objetivo de doação de vacinas contra a covid-19 (e culpa fabricantes)

A Alemanha pode falhar o seu objetivo de doar 100 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 a países mais pobres. Um funcionário do ministério da saúde alemão revelou, numa carta a Bruxelas, que a …

Alexei Navalny vence Prémio Sakharov 2021

O opositor russo Alexei Navalny é o vencedor do Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento 2021, anunciou o Parlamento Europeu, esta quarta-feira. Alexei Navalny foi nomeado pelos grupos políticos PPE e Renovar a Europa devido …

Extinção do SEF aprovada na especialidade no Parlamento

A proposta do PS e do Bloco de Esquerda sobre a extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi aprovada na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, esta quarta-feira. Segundo o jornal Público, …