Os astronautas precisam de um frigorífico. Engenheiros trabalham num que funciona de “cabeça para baixo”

Para que os astronautas façam longas missões à Lua ou a Marte, precisam de um frigorífico, mas estes eletrodomésticos não são projetados para funcionar em gravidade zero.

Os astronautas precisam de frigoríficos para as missões prolongadas na Lua ou em Marte. No entanto, os eletrodomésticos que usamos em casa não são adequados para funcionar em gravidade zero, uma vez que não conseguem trabalhar de cabeça para baixo.

Uma equipa de engenheiros da Purdue University, da Air Squared Inc. e da Whirlpool Corporation está a trabalhar na construção de um frigorífico de gravidade zero capaz de trabalhar em diferentes orientações, dando aos astronautas acesso a comida nutritiva.

De acordo com o EurekAlert, o novo design será testado em maio no laboratório de pesquisa sem peso exclusivo da Zero Gravity Corporation (ZERO-G). Nessa altura, a equipa irá determinar se o frigorífico está pronto para trabalhar no Espaço.

Os alimentos consumidos atualmente pelos astronautas durante as missões espaciais têm uma vida útil relativamente curta, de cerca de três anos. Financiado pelo programa Small Business Innovation Research (SBIR) da NASA, este projeto tem como objetivo fornecer aos astronautas alimentos capazes de durar entre cinco e seis anos.

Os frigoríficos comuns utilizam um processo de refrigeração por compressão de vapor: a gravidade ajuda a manter o líquido e o vapor no lugar da mesma forma que acontece com o óleo usado no compressor.

Em ambientes onde existe uma atração gravitacional mínima, a ponto de ser chamada de “gravidade zero”, é difícil prever o comportamento de um sistema projetado para funcionar na superfície da Terra.

Como um ambiente de gravidade zero afeta o fluxo de óleo em todo o refrigerador, a equipa desenvolveu um compressor sem óleo, ou seja, funciona a seco.

“Na ausência de gravidade, o óleo não flui para onde deveria. O nosso design oferece maior confiabilidade ao não exigir óleo no compressor para que o refrigerador possa funcionar por um longo período de tempo num ambiente de microgravidade”, explicou o engenheiro Stephen Caskey.

O protótipo que será utilizado nos voos de teste tem o tamanho de um micro-ondas. Enquanto os voos não acontecem, os cientistas testam a capacidade e o design de um protótipo maior, girando o equipamento em todas as direções.

Desta forma, conseguem ter uma noção de como se irá comportar o frigorífico quando entrar em órbita “de cabeça para baixo”.

A utilização de frigoríficos em futuras missões espaciais vai depender dos resultados dos testes realizados nos aviões que simulam situações de microgravidade. Antes de mandar um eletrodoméstico deste tipo para o Espaço, é preciso garantir que é confiável, durável e funcional.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. … em 2021 os astronautas precisam de um frigorífico para irem às lua, mas em 1969 não precisavam… “Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades” (Luiz Vaz de Camões, 1524-1580).

RESPONDER

Vacinas contra a covid-19 para menores de 16 anos podem ser aprovadas em breve

Vacinas contra a covid-19 para menores de 16 anos podem ser aprovadas em breve. Contudo, os especialistas têm dúvidas em relação à necessidade de vacinar os mais jovens. Atualmente há apenas uma vacina contra a covid-19, …

Netanyahu não conseguiu formar Governo em Israel. Segue-se Lapid

Esta quarta-feira, Reuven Rivlin, Presidente de Israel, chamou Yair Lapid, líder do partido Yesh Atid, para lhe entregar a responsabilidade de formar um Governo que consiga o apoio do Knesset (Parlamento). O partido de Yair Lapid, …

Almofada de prevenção contra a pandemia. Câmara de Lisboa quer pedir 20 milhões à banca

A Câmara Municipal de Lisboa quer contrair um empréstimo de 20 milhões de euros junto do BPI, uma almofada de prevenção para fazer face às despesas correntes emergentes do combate à pandemia de covid-19. O Público …

Resort Zmar

BES, falência e um fundo abutre. Resort Zmar "deve 60 milhões de euros ao Estado"

Os proprietários das casas privadas do empreendimento turístico Zmar, na Zambujeira do Mar, em Odemira, continuam a protestar contra o alojamento de imigrantes por causa da covid-19. Isto numa altura em que se revela que …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Deputado do Bloco acusado de violência doméstica avança com queixa em tribunal

Catarina Alves, ex-namorada do deputado Luís Monteiro, acusa-o de violência doméstica. O bloquista nega as acusações e diz que vai apresentar queixa no tribunal. Luís Monteiro vai apresentar queixa contra a ex-namorada que o acusou de …

Gestão do Novo Banco vai receber bónus de 3,9 milhões em 2022

A equipa de administração do Novo Banco tem à sua espera um bónus de 3,9 milhões de euros no próximo ano. O banco registou prejuízos de 1.329 milhões de euros no ano passado. O Novo Banco …

Ainda não há planos para vacinar voluntários com AstraZeneca e J&J (nem dados sobre combinação de vacinas)

A vacinação de voluntários com menos de 60 ou 50 anos que aceitem receber as vacinas da AstraZeneca ou da Johnson & Johnson ainda não tem planos ou datas para arrancar. A Comissão de vacinação …

Celebrar ou cancelar Napoleão? 200.º aniversário da morte do imperador desperta debate em França

No 200.º aniversário da morte de Napoleão Bonaparte, o presidente francês Emmanuel Macron optou por fazer o que os seus antecessores evitaram. Ao escolher colocar uma coroa de flores esta quarta-feira no túmulo de Napoleão sob …

Costa começa a namorar a esquerda. Negociações do Orçamento arrancam em julho

O Governo está a preparar-se para arrancar com as reuniões preliminares de negociação do Orçamento do Estado para 2022. O Público avança, esta quinta-feira, que os encontros formais vão ser realizados com os partidos de esquerda …