Freira processa Igreja Católica depois de ser violada no convento e engravidar

(dr) TVN

A Irmã Francisca foi violada no convento por um homem que fazia obras de restauro no local

A Irmã Francisca foi violada no convento por um homem que fazia obras de restauro no local

Quando pediram à irmã Francisca que tratasse da alimentação de um grupo de homens que faziam o restauro do convento onde vivia enclausurada, no coração de Santiago, no Chile, a religiosa não fazia ideia do que isso mudaria a sua vida.

A irmã Francisca resume o que ocorreu em 3 palavras: “Começou o meu calvário“, conta a emissora local chilena de televisão TVN.

Tudo ocorreu quando, em 2012, a madre superiora autorizou um grupo de homens a dormir no convento onde trabalhavam. Francisca cuidava deles. Um dia, aproveitando um momento em que se encontrava mal disposta, conta a irmã Francisca, um dos homens, Hernán Rios Valdivia, levou-a para um dos quartos e violou-a.

“Foi um golpe assustador, que mudou a minha vida”, recorda a religiosa. Traumatizada e com medo de que ninguém acreditasse na história, a irmã Francisca não contou a ninguém o que tinha acontecido. “Como mulher, senti-me incapaz de falar, com medo de que não acreditassem em mim. E preferi ficar quieta”, diz.

Mas, três meses depois do ataque, descobriu que estava grávida. No convento, a notícia não foi muito bem recebida. “Fui caluniada, disseram que era culpada e que o tinha feito de propósito”, conta a freira.

“Implorei, disse que estava inocente. As minhas irmãs foram muito cruéis comigo.” Desde então, a madre duperiora do convento passou a pressioná-la para que deixasse o hábito e assinasse uma demissão “voluntária” da ordem. No entanto, Francisca recusou-se.

Como ninguém acreditou na sua versão – até chegaram a acusá-la de roubo, de acordo com o seu testemunho – Francisca decidiu deixar o convento.

Denúncias à Justiça

Com a ajuda de ONGs, Francisca deu a sua criança para adopção e denunciou na Justiça o que tinha acontecido. Em novembro de 2015, Rios Valdivia foi condenado por violação.

No entanto, a irmã Francisca diz que isso não foi suficiente para que pudesse viver em paz. “Tive que me calar, tive que fingir que estava tudo bem, tive que engolir as minhas lágrimas e tive que esconder coisas que me aterrorizavam”, conta Francisca.

A religiosa culpa uma instituição que considerava a sua “única família” e a abandonou, “a igreja, que sempre defendi como um leoa”, e processou a arquidiocese de Santiago e Ordem das Clarissas Capuchinhas.

A resposta da igreja

Segundo os seus assessores o arcebispo de Santiago, Ricardo Ezzati, não conhece o caso. “O bispo não entra em detalhes da vida interna, comum e quotidiana das freiras“, diz Jorge Concha, bispo auxiliar de Santiago, entrevistado pela TVN.

A principal diocese da Igreja Católica no Chile diz que soube do caso apenas depois de ter recebido a notificação do processo civil e que, anteriormente, nunca tinha sido informada pela vítima ou pela madre superior.

Francisca duvida desta versão. Garante que advogados da arquidiocese a visitaram anteriormente, e que reuniram com as “suas irmãs” para discutir a sua renúncia. “Senti-me extremamente intimidada”, diz a irmã.

O Vaticano não comentou o caso.

ZAP // BBC / TVN

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É simples: acabar já com as confissões religiosas que fazem com que as pessoas ainda vivam na idade média. Acabar com o parasitismo social – pelo menos já a este nível.

RESPONDER

Igrejas evangélicas cultivam violência doméstica ao defender a supremacia dos homens sobre as mulheres

O facto de a igreja evangélica defender que o homem deve controlar a mulher apenas agrava o problema de violência doméstica, justificando os atos dos homens. Jane (nome fictício) era membro da comunidade cristã evangélica da …

A Cidade do México está a pagar aos seus polícias para que percam peso

A Polícia da Cidade do México está a levar a cabo um programa para combater o excesso de peso e a obesidade no seu efetivo através de incentivos financeiros.  Ao todo, escreve a agência AFP que …

Há um novo método para medir buracos negros

Os buracos negros supermassivos são os maiores buracos negros, com massas que podem exceder mil milhões de sóis. Apenas esta primavera foi divulgada a primeira imagem do buraco negro supermassivo no centro da galáxia M87, …

E Tudo o Vento Levou… há 80 anos

E Tudo o Vento Levou celebra este domingo 80 anos de vida, marcando a data da sua estreia nos Estados Unidos. Oito décadas depois, o filme mantém-se como uma das maiores obras primas do cinema …

O problema impossível mais simples do mundo está a levar matemáticos à loucura

Matemáticos avisam os seus colegas para se manterem longe da conjetura de Collatz. No entanto, Terence Tao decidiu arriscar, e está muito perto de resolver aquele que muitos chamam de o problema impossível mais simples …

Soldados da Guerra Civil dos EUA pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias

Investigadores encontraram evidências que indicam que soldados da Guerra Civil norte-americana pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias. Escavações em Camp Nelson, no Kentucky, revelaram restos de um estúdio de fotografia com 150 anos, o …

Chuva, vento forte e neve. Mau tempo vai agravar-se nas próximas 48 horas

A Proteção Civil alertou este domingo para um agravamento do estado do tempo nas próximas 48 horas, com períodos de chuva, possibilidade da queda de neve nas terras alta do norte e centro e ainda …

Descoberta nova espécie de aranha-violinista no Vale do México

Cientistas identificaram, no México, uma nova espécie de aranha com um veneno que, apesar de não ser fatal, é capaz de causar necrose na pele humana. Uma equipa de cientistas da Universidade Nacional Autónoma do México …

Já sabemos sobre o que conversam os orangotangos

Um novo estudo da Universidade de Exeter, em Inglaterra, desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os investigadores passaram dois anos a filmar mais de 600 horas …

COP25 aprovou conclusões. Não há acordo para regulação dos mercados de carbono

A cimeira da ONU sobre o clima terminou hoje em Madrid assinalando a urgência para conter as alterações climáticas, mas a mais longa cimeira sobre o clima de sempre sem chegar a acordo nos pontos …