França “vingou-se de Nice” com banho de sangue na Síria

(dr) AMN

Ataque aéreo a Manbij provocou 140 mortos civis

Ataque aéreo a Manbij provocou 140 mortos civis

Pelo menos 260 civis morreram esta semana na Síria em dois ataques aéreo da coligação internacional contra o Estado Islâmico. Especialistas em política internacional consideram que esta poderá ser a vingança da França pelo massacre de Nice.

Esta quarta-feira, o governo sírio exigiu que a ONU tome medidas imediatas contra a França e os Estados Unidos, depois de dois ataques aéreos terem provocado 260 vítimas civis na Síria.

Em Manbij, na região de Aleppo, um ataque aéreo dos Estados Unidos provocou esta segunda feira 140 mortos. Segundo a AMN, as vítimas eram civis, com idades compreendidas entre os 20 e os 65 anos.

Na terça-feira, um ataque da Força Aérea da França provocou mais 120 mortos civis, na aldeia de Toukhan Al-Kubra, junto à fronteira turco-síria.

“O governo da República Árabe Síria condena, nos termos mais fortes, os dois massacres sangrentos perpetrados pelos franceses e norte-americanos, que lançaram mísseis e bombas contra civis”, declarou o Ministério dos Negócios Estrangeiros sírio, em comunicado citado pela RT.

Mas alguns analistas e especialistas em política internacional interrogam-se se este ataque não terá sido uma represália da França pelo massacre da semana passada em Nice, que provocou 84 mortes e mais de uma centena de feridos.

Daniel McAdams, especialista em política internacional e director do Instituto Ron Paul, considera que o incidente desta quarta-feira na fronteira turco-síria pode ter sido um ato de vingança dos franceses pelo ataque terrorista em Nice.

O analista recorda que, após o ataque terrorista em Nice, o presidente francês François Hollande prometeu “intensificar os bombardeamentos às posições do Estado Islâmico na Síria”, para enfraquecer e destruir a organização terrorista, que reivindicou uma série de atentados em todo o país.

“Fiel à sua palavra, o presidente francês matou mais de 120 civis na Síria“, acusa McAdams, “em retaliação por uma acção de um tunisino a residir em França, que se diz que nem sequer era muçulmano praticante”.

“Isto levanta algumas questões óbvias”, continua o analista.

“Porque razão 120 civis inocentes merecem morrer na Síria por 84 civis inocentes terem morrido em França?”, pergunta McAdams.

“E como espera a França evitar consequências trágicas da sua política agressiva no Médio Oriente, que continua a fornecer uma infindável argumentação aos recrutadores de terroristas?”, conclui.

O mundo parece ter entrado num trágico ciclo vicioso – sem solução à vista.

AJB, ZAP

PARTILHAR

23 COMENTÁRIOS

  1. Enquanto estas lutas sejam resumidas a números, a guerra vai continuar. Deviam ser publicados nomes com a indicação pai/mae criança com x anos, para assim pensarmos bem o que se está passando nas mentes retorcidas de quem manda fazer estas atrocidades (quer do lado dos terroristas assumidos, quer dos terroristas disfarçados (governantes))!

  2. Que culpa tinham esses inocentes ??? Essa acção é tão terrorista quanto a de Nice !
    Aliás …. as razões dos ataques à França, para quem tem estado desatento, são precisamente as participações homicidas de França na Síria ! E quem entra numa guerra, “DÁ E … TAMBÉM LEVA !”

  3. Admitindo a lógica de um ditado popular segundo o qual “quem não se sente não é filho de boa gente”, só me ocorre uma questão: “eles” radicalizam-se ou “nós” encarregamo-nos de os radicalizar?!

  4. A França é um dos responsáveis do que se passa na Síria; disso não há duvidas!!
    Mas, de certeza absoluta que estes civis que morreram na Síria NADA tem a ver com os que se passa/passou na França!!!
    Esse é que é o problema….
    E depois querem que haja paz no mundo!…

  5. Serão os inocentes franceses mortos em Nice mais inocentes do que os inocentes que os franceses assassinaram na Síria?
    Por que razão as nossas televisões não dão a mesma cobertura a estes massacres perpetrados pelos ocidentais?
    O que diferencia os massacres realizados pelos “fundamentalistas” no ocidente dos massacres realizados pelas “democracias” ocidentais na Síria, Iraque, Afeganistão, etc?

  6. Os franceses e europeus andam muito ocupados do que se passa lá fora, veja-se o caso das Primaveras árabes tão entusiasmados que andava tanta gente por cá e afinal nas guerras em que tudo isto deu, ocupem-se em fazer a limpeza doméstica pois têm muito por onde e vigiar fronteiras e deixem lá os outros distantes e quanto mais longe melhor!.

  7. Assim se vai cumprindo a agenda da nova ordem mundial, mata-se os de casa e arranja-se pretexto para matar fora, redução de população, estes são os verdadeiros terroristas, criminosos.

  8. Estranho! Como é possível comentários de simpatia plo terrorismo internacional num jornal online num país democrático?

    • É triste, no mínimo, que em nome da democracia se matem civis indiscriminadamente, Sr. MANO. Se lhe parece um modo eficaz de “semear” a democracia no mundo, lamento. Se lhe parecem atos mais defensáveis do que os ataques terroristas (ambos contra inocentes, com a diferença de uns terem poder militar e outros não), lamento novamente.
      Não se trata de simpatia por a ou b. Trata-se, apenas, de análise crítica, ainda livre nos países ditos democráticos.

  9. Lamento ter acabado de ser objeto de censura. Em resposta a um comentário (portanto um texto inequivocamente distinto), recebi a mensagem seguinte: “Detectado comentário duplicado; parece que já disse isso!”
    Podem-se desculpar com os automatismos, mas isto não é digno.

  10. De facto não concordo com este tipo acção. Para vingar uma tragédia causar outra. MAS COMEÇO ACREDITAR QUE EUROPA / MUNDO OCIDENTAL TEM QUE RAPIDAMENTE COMEÇAR A PROTEJER-SE DESTE EXTREMISMO ISLAMICO.
    ESTA PROTEÇÃO PASSA UNICAMENTE PELO FECHO IMEDIATO E RADICAL DA ENTRADA E/OU PERMANENCIA DESTE POVO NA EUROPA.

  11. congrats á frança, os sírios n pensariam duas vezes em tornar a fazer o que já fizeram, por “um lugar no céu”.
    eles n vão parar, e nós n vamos ficar aki a ver os nossos a cair para o lado e fazer 1 min silêncio para no próximo min acontecer o mm again

  12. olhem ignorancia afeta mais de meio mundo!!! n digo q vendettas sao a soluçao… mas deixo uma pergunta q n tem de me responder a mim mas sim a voces mesmos!! so fosse um membro da tua familia q morrue num desses ataques terrorista em frança ou belgica ou alemanha tb pensavas mto nos civis q morreram na siria?? eu tenho varios amigos mulçumanos n tenho muito a dizer deles sao optimas pessoas.
    mas continuando na siria sim a populaçao geral tem culpa, pois enquanto o povo sirio q e a maioria das pessoas pois n condenam daesh (EI) n se manifestam contra estes… mais, maioria dos paises arabes n se mete…. ou seja a propria comunidade mulçumana deixa estes terroristas psicopatas manchar toda a comunidade mulçumana e do proprio profeta deles!!! depois existe outra questao, a questao cultural…. nos ocidente, respeitamos por regra claro q n deixa de existir gente estupida, mas a ver e q nos respeitamos outras culturas eu n vou pr arabia saudita pr ir sair a noite e beber alcool ate cair, n!!! vou e respeito a cultura do pais onde estou…. o mesmo se aplica a mulçumanos q venham viver pr paises diferentes dos deles…. tem q se aadptar ao pais onde estao… e tem.se visto q n fazem isso!!!! aliaas sao mto pucos os q fazem uma minoriaa pra ai de 1%. culturalmente falando tb podemos ver q maior parte dos paises arabes n sao democracias… pq sera? pensem…. pq so assim e q esses paises funcionam!!!! os povos arabes foram povos mto evoluidos aliaas mtos mais q nos duraante mtos e mtos anos….. posso dar exemplos q toda gente conhece os egipcios os fenicios e mtos mais masa estagnaram no tempo…. pr concluir n vou dizer q concordo com este tipo de ataques do ocidente e dos aliados…. mas n se combate terror com flores e bjinhos… as pessoas nnc dizem esta palavra hje em dia… mas isto e uma guerra… e triste e ao mesmo tempo se n tivesse havido guerras n estavamos onde estamos hje em dia em quase tudo…. maior parte daas grandes invençoes q mudaram o mundo foram pensadas em guerras… boa tarde

    • olhem ignorancia afeta mais de meio mundo!!! n digo q vendettas sao a soluçao… mas deixo uma pergunta q n tem de me responder a mim mas sim a voces mesmos!! so fosse um membro da tua familia q morrue num desses ataques terrorista na Siria ou no Iraque tb pensavas mto nos civis q morreram na França, Bélgica ou Alemanha??

  13. Naquela tarde as bombas anunciavam ao mundo,
    A destruição das vidas inocentes.
    São corpos humanos que as bombas transformaram em moléculas
    de dor e tristeza.

    O mundo desprovido de justiça dormitava em silêncio.

    Naquela tarde nebulosa
    os abutres franceses
    e nortenhos americanos
    Lançaram panos de luto sobre o mundo.

    Era uma tarde de gritos e lágrimas
    no rosto dos pobres dos filhos da Síria

    Era uma noite de retumbâncias e relâmpagos de mísseis e bombas
    Que iluminavam os rios de sangue
    Riachos que avalavam
    e borrifavam o rosto dos humildes sobreviventes.

    Agora,
    Perguntamos :
    Quem é o verdadeiro ditador?
    Quem é o tirano?
    Quem é o opressor?
    Quem é o
    Inimigo do mundo?

    É o diabo.
    Quem é que está a fazer o papel do diabo ?

    Assim acontece
    Assim se cumpre a profecia da palavra de Deus.

  14. A França está a viver uma guerra civil e ainda não se apercebeu, que poderá alastrar por toda a Europa, e só tem duas opções.

  15. O terrorismo comecou com a colonizacao dos povos e paises faz seculos e, a historia nos reza quem foram e ainda sao! Nao ha volta a dar, pois a profecia esta-se cumprindo.

RESPONDER

Cientistas estão a atirar rochas vulcânicas para telhados (para provar que são perigosas)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Canterbury está a lançar rochas vulcânicas para telhados na Nova Zelândia na esperança de ajudar os habitantes de Auckland a entender os perigos vulcânicos. "Auckland localiza-se num campo vulcânico …

A cordilheira Kong nunca existiu, mas esteve nos mapas durante um século

A cordilheira Kong nunca existiu, mas esteve durante 100 anos em muito dos principais mapas do continente africano. Acabaria por ser um militar francês, que explorou o rio Níger, a acabar com este "fantasma da …

"Continua a pairar perigosamente". Relógio do Juízo final mantém-se a 100 segundos do Apocalipse

A Humanidade nunca esteve tão perto do Apocalipse, alertam os cientistas responsáveis pelo "Relógio do Juízo Final", que decidiram mantê-lo na mesma posição do ano passado, a 100 segundos da meia-noite. O relógio, que é uma …

A primeira bateria doméstica de hidrogénio armazena três vezes mais energia do que uma da Tesla

Para usar energia solar doméstica, é preciso gerar energia quando o Sol brilha e armazená-la quando não aparece. Para isto, as pessoas usam normalmente sistemas de bateria de lítio. Porém, a empresa australiana Lavo construiu …

Um oásis LGBTQ, Budapeste é posto à prova pelo populismo e pela pandemia

Budapeste é um oásis para a comunidade LGBTQ, mas a cena drag da capital húngara vê-se ameaçada pela pandemia de covid-19 e pelas políticas conservadoras e populistas de Viktor Orbán. Durante muitos anos, Budapeste desfrutou a …

Coreia do Sul "ressuscitou" voz de uma superestrela. Chovem preocupações éticas

Pela primeira vez em 25 anos, a distinta voz da superestrela sul-coreana Kim Kwang-seok será ouvida na televisão nacional. O famoso cantor folk morreu em 1996. De acordo com a CNN, a emissora nacional da Coreia …

Maioria dos países africanos só terá vacinação em massa a partir de 2023

A maioria dos países africanos só terá imunização em massa a partir de 2023, segundo previsão da The Economist Intelligence Unit, que admite que, com o evoluir da pandemia, muitos dos países mais frágeis possam …

Mulher que "morreu" com covid-19 aparece viva 10 dias após funeral

Uma mulher de 85 anos ficou infetada com covid-19 num lar na Galiza, em Espanha. A 13 de janeiro a família de Rogelia Blanco recebeu a informação do lar de que a mulher tinha falecido. …

Familiares de vítimas na China pressionadas a não falar com OMS

As autoridades chinesas estão a pressionar as famílias das primeiras vítimas da covid-19 para que não entrem em contacto com os investigadores da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Wuhan, segundo familiares dos falecidos. Mais de …

Falsas vacinas à venda na Internet são grande risco para a saúde

Embora milhões de pessoas tenham sido já vacinadas contra a covid-19 nos países ricos, proliferam as fraudes na Internet com fármacos falsos que representam um grande risco para a saúde, alertaram peritos das Nações Unidas. As …