/

França dá a partir de dezembro “cheque-combustível” de 100 euros

1

Marcelo Camargo / ABr

França vai dar a partir de dezembro um “cheque-combustível” único de 100 euros a cerca de 36 milhões de condutores que ganham menos de 2.000 euros por mês devido à escalada dos preços do gasóleo e da gasolina.

A medida, que abrange trabalhadores dependentes e independentes, desempregados à procura de emprego e reformados, foi esta quinta-feira anunciada pelo primeiro-ministro, Jean Castex, que, em declarações transmitidas na cadeia de televisão TF1, disse tratar-se de “uma resposta excecional para uma situação excecional“.

O apoio financeiro será concedido uma única vez e surge após um crescente descontentamento público com a crise energética global, quando as famílias ainda estão a recuperar dos efeitos económicos da pandemia da Covid-19.

Em setembro, o Governo francês prometeu uma assistência financeira de 100 euros para cerca de seis milhões de famílias de baixos rendimentos para as ajudar a pagar as faturas da eletricidade. O ministro das Finanças francês admitiu, esta segunda-feira, avançar com vales de desconto para as famílias com baixos rendimentos para fazer face à subida dos preços dos combustíveis.

Castex anunciou que o congelamento dos preços do gás natural se manterá até ao fim do próximo ano. A questão dos combustíveis é particularmente sensível em França depois do aparecimento do movimento anti-Governo “coletes amarelos“, que em 2018 começou por protestar contra o aumento dos impostos sobre os combustíveis.

Rapidamente, a contestação transformou-se num protesto geral contra a injustiça económica, que resultou em manifestações semanais, por vezes violentas.

  // Lusa

1 Comment

  1. em Portugal o governo XULALISTA, em vez de dar, aumenta-te cada vez mais os impostos e cria impostos verdes, de dignidade de solidariedade, para não parecer um gamanço descarado, eles um dia pagaram por tudo lá cima

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.