França apela ao bloqueio da app e do site da Wish

1

Vários políticos franceses pediram a motores de busca e lojas de aplicações para esconderem a app e o website da Wish, na sequência de uma investigação sobre o mercado online.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A Wish é uma loja online conhecida por vender vários produtos, desde gadgets a roupa, por preços muito baratos.

No entanto, a grande maioria destes produtos não têm o mínimo de qualidade e não respeita as normas de segurança europeias. A Direction Générale de la Concurrence, de la Consommation et de la Répression des Fraudes (DGCCRF), o órgão francês encarregado dos direitos do consumidor, está agora numa nova luta para banir a loja do país.

Segundo as autoridades francesas, a plataforma de comércio online está sob investigação.

Segundo o The Independent, o órgão comprou mais de 100 produtos diferentes na Wish em 2020 e decidiu testar a sua segurança. No caso dos brinquedos, 95% não cumpriam a legislação europeia. 45% foram mesmo considerados perigosos.

Já na categoria dos dispositivos eletrónicos, 95% dos produtos não poderia estar à venda no continente e 90% não eram seguros. Foram também detetados problemas de segurança em 62% das bijuterias adquiridas online.

A investigação também concluiu que a plataforma não informa os consumidores sobre os riscos de alguns produtos, nem mantém registos sobre essas vendas. A maioria dos produtos da Wish provém de comerciantes sediados na China.

A empresa foi notificada em julho, antes de qualquer ação do Governo francês, que decidiu agora pedir a eliminação das referências ao serviço na Internet, nomeadamente por parte dos motores de busca.

É a primeira vez que os políticos francesas tentam implementar estes novos poderes de proteção do consumidor previstos pela legislação europeia. “Estas decisões são únicas na Europa e visam proteger os consumidores e acabar com as violações das obrigações de segurança dos produtos que vende”, referiu, em comunicado, a DGCCRF.

Em declarações ao diário, um porta-voz disse que “na Wish estamos empenhados em proporcionar uma experiência positiva aos consumidores e uma grande parte desse esforço envolve a disponibilização de produtos de qualidade“.

“Embora, como plataforma de mercado, não tenhamos a obrigação legal de realizar inspeções aos 150 milhões de produtos oferecidos para venda na plataforma, investimos numa vasta gama de programas concebidos para atrair e recompensar os vendedores que oferecem artigos de qualidade, além de limitarmos a exposição dos que oferecem artigos de qualidade inferior”, acrescentou.

  ZAP //

1 Comment

  1. É bem!…
    A quantidade de lixo chinês que entra diariamente na Europa é assustadora!!
    A grande maioria, sem qualquer qualidade e pior – sem cumprir as regras/normas europeias!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.