O fracasso é um “pré-requisito” para o sucesso

O fracasso é uma espécie de pré-requisito “essencial” para alcançar o sucesso, concluiu uma nova instigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos.

Segundo o novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista cientifica Nature, não basta apenas trabalhar muito e persistir para ser bem-sucedido – é também necessário falhar e aprender com os erros.

Para chegar a esta conclusão, os especialistas analisaram vários dados relacionados com experiências de sucesso e fracasso em diversos cenários.

Por exemplo, a equipa analisou 776.721 pedidos de bolsas de estudo apresentados aos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos entre 1985 a 2015, os 46 anos de investimentos em startups com capital de risco, bem como 170.350 ataques terroristas realizados entre 1970 e 2017.

Depois de analisar todos os dados, os cientistas descobriram que “todos os vencedores começam como perdedores”, frisando que quem vence e quem perde tenta o mesmo número de vezes – ou seja, o sucesso não está relacionado com a persistência após o fracasso, as antes no processo de aprendizagem.

“É preciso descobrir o que funcionou e o que não funcionou e depois concentrar-se no que precisa de ser melhorado, em vez de se debater e mudar tudo. As pessoas que falharam não trabalham necessariamente menos [do que as que tiveram sucesso]. Podem até ter trabalhado mais, mas fizeram alterações desnecessárias”, explicou Dashun Wang, professor de administração e organização na universidade norte-americana.

O modelo matemático utilizado

Os cientistas analisaram, entre outras coisas, quantas vezes um cientistas pediu um financiamento, o que foi mudando entre os pedidos e qual era o período de tempo entre um pedido e o exatamente a seguir.

No que toca às startups, tiveram em conta parâmetros como a oferta pública inicial, fusão de alto valor e aquisições. Por fim, no caso dos ataques terroristas, foi considerado como um ato bem-sucedido matar pelo menos uma pessoa, enquanto os fracassos eram avaliados como tentativas sem causalidade.

O objetivo do estudo passava por formular um “modelo matemático” explorando os “mecanismos que governam a dinâmica do fracasso”. A equipe identificou estatísticas que separavam grupos bem-sucedidos dos fracassados. Por exemplo, um indicador de sucesso era o tempo entre as tentativas fracassadas. Quanto mais rápido uma pessoa falha, melhor são as suas possibilidades de ter sucesso. Quanto mais tempo passa entre as tentativas, mais propensa fica a pessoa a falhar novamente.

Ao trabalhar com dados de tão larga escala, Wang e a sua equipa conseguiram identificar pontos críticos comuns entre as diversas tentativas falhadas, entendendo melhor qual é o caminho que leva ao fracasso e qual é o caminho que leva ao sucesso.

Segundo os cientistas, a existência destes pontos de inflexão contrariam as explicações tradicionais sobre fracasso e sucesso, que envolvem fatores como a sorte ou hábitos de trabalho. “O que estamos a mostrar com este estudo é que, mesmo na ausência destes fatores, ainda é possível ter resultados muito diferentes”, sublinhou Wang.

Na prática, e segundo defende o novo estudo, no caminho para o sucesso o que importa é como é que as pessoas falham, respondem à falha e onde é que essas falhas os levam.

De acordo com Albert-László Barabási, cientista da Universidade Northeastern, o modelo desenvolvido para esta investigação pode ser utilizado noutras pesquisas científicas.

“Existem inúmeros trabalhos que tentam entender como é que as pessoas e os produtos são bem-sucedidos. No entanto, há muito pouco entendimento sobre o papel do fracasso. O trabalho de Wang reescreve fundamentalmente a nossa compreensão do sucesso, mostrando o papel principal que o fracasso desempenha nestes processo, oferecendo finalmente uma estrutura metodológica e conceputal para colocar o fracasso onde pertence, que é dentro do cânone do sucesso”, argumenta.

O próximo passo da investigação passa por é refinar o modelo para quantificar outras características individuais e organizacionais que podem influenciar o sucesso.

PARTILHAR

RESPONDER

A pandemia veio interromper as touradas no Peru. Mas há quem não esteja muito satisfeito com isso

Em poucos meses a pandemia do novo coronavírus conseguiu um feito há muito desejado por ativistas de todo o mundo: interrompeu as touradas. O cancelamento dos espetáculos - criticados pela sua violência para com os …

Dezenas de sites franceses com propaganda islâmica após pirataria informática

Várias dezenas de pequenos websites franceses foram afetados por uma onda de pirataria informática, publicando mensagens de propaganda islâmica, indica hoje a agência noticiosa France-Press (AFP). Mensagens como “Vitória para Maomé, vitória para o Islão e …

Jogos Olímpicos em 2021 vão mostrar que "humanidade derrotou o vírus"

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, disse esta segunda-feira que o país está "determinado" em organizar os Jogos Olímpicos no verão de 2021 e declarou que o evento servirá "como prova de que a humanidade derrotou …

Herdeiro da Samsung assume as rédeas da empresa depois da morte do pai

Lee Jae-Yong, filho do presidente da Samsung, assumiu a liderança da empresa depois do seu pai ter falecido este domingo. O herdeiro assume as rédeas numa altura em que a gigante da tecnologia procura evoluir. Sob …

Vídeos de suicídios, abortos ou abusos sexuais. Ex-moderadora do YouTube descreve pesadelo (e processa plataforma)

Uma ex-moderadora do YouTube apresentou uma queixa contra a plataforma na segunda-feira, acusando-a de não proteger os funcionários que são sujeitos a uma análise e remoção de vídeos violentos publicados na página. O processo contra o …

Resultados nos Açores levam PS a pensar em eleições antecipadas

O PS voltou a ganhar as eleições regionais dos Açores, obtendo 39,13% dos votos, o que não garante a maioria absoluta. Os resultados levam o partido a pensar já em eleições antecipadas. "[O governo regional] está …

"Ainda não sei bem o que fiz". João Almeida e Rúben Guerreiro de volta a Portugal

João Almeida e Rúben Guerreiro foram duas das maiores figuras desta edição do Giro, a volta a Itália em bicicleta. Os dois ciclistas aterraram esta segunda-feira, em Lisboa, e parece que ainda não perceberam a …

Autarca de Pedrógão Grande critica "péssima investigação" sobre reconstrução de casas

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande acusou o Ministério Público e a Polícia Judiciária de terem feito uma "péssima investigação" no processo sobre a reconstrução das casas, cujo julgamento se iniciou esta segunda-feira. "[As acusações] …

Novo Banco e TAP são "riscos não negligenciáveis" para o défice

A TAP e o Novo Banco podem ter um efeito orçamental maior que o estimado pelo Governo em 2021, constituindo "riscos não negligenciáveis" para o défice, segundo uma avaliação do Conselho das Finanças Públicas (CFP) …

NASA revela que há água na Lua

A NASA revelou, esta segunda-feira, que foi encontrada água em forma de gelo numa superfície da Lua. Os investigadores apontam ainda para a possibilidade de existirem múltiplos depósitos subterrâneos na Lua onde esteja armazenada água …