Fórmula 1 terá público nas bancadas. Governo espera impacto mínimo de 30 milhões

Agora sim, é oficial. O Mundial de Fórmula 1 vai regressar a Portugal, a 25 de outubro, no Autódromo Internacional do Algarve (AIA), em Portimão.

O Grande Prémio de Portugal vai ser disputado entre 23 e 25 de outubro, estando prevista a presença de público nas bancadas, disse à agência Lusa o presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), Ni Amorim.

Paulo Pinheiro, Administrador do Autódromo Internacional do Algarve (AIA), referiu que este “é o culminar de muito trabalho e de um esforço de equipa”, lembrando que “é apenas o pontapé de saída”, cita o jornal Público.

“Temos de garantir que tudo corre bem para tornar a corrida num evento memorável e constituir uma candidatura ainda mais forte no futuro”, acrescenta o responsável.

Questionado sobre a possibilidade de ter público nas bancadas, Paulo Pinheiro referiu que essa era uma intenção desde o primeiro momento, pelo que o AIA esteve a trabalhar nesse sentido com as entidades sanitárias.

“Fizemos um trabalho detalhado, que exigiu tempo, com muita gente envolvida. Se todos respeitarem as regras, temos condições para receber público em segurança”, destacou.

Esta sexta-feira, durante a sessão de apresentação da prova, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, afirmou que, “na pior das hipóteses, teremos um impacto na ordem dos 30 milhões de euros para a região e para o país e, na melhor das hipóteses, teremos um impacto substancialmente superior”.

A governante assinalou que estão a ser trabalhados “vários cenários, nesta altura, com diferentes cargas de público” e que, em termos de lotação, tudo “dependerá da evolução epidemiológica do país e da região, em particular”.

Em relação ao apoio do Estado, Rita Marques referiu que o Turismo de Portugal tem um pré-acordo com o Autódromo Internacional do Algarve para financiar a repavimentação da pista, numa obra “estimada em 1,5 milhões de euros”.

Já eram conhecidas as 10 primeiras provas do novo calendário, cuja ronda inicial se disputou em Spielberg, na Áustria, a 5 de julho, com o circuito austríaco a receber outra prova no fim-de-semana seguinte, antes da realização do GP da Hungria, a 19 de julho.

O início da competição estava previsto para 15 de março, na Austrália, mas a prova foi cancelada devido à pandemia de covid-19. Ao todo, já foram canceladas ou adiadas 13 das 22 corridas da temporada, mas os responsáveis do campeonato esperam ter um calendário com 15 a 18 corridas até ao fim deste ano.

A F1 está de regresso ao nosso país, 24 anos depois. A última prova aconteceu, em 1996, no Autódromo do Estoril, que teve como vencedor o canadiano Jacques Villeneuve (Williams).

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal com duas mortes, 1.556 casos e menos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas duas mortes associadas à covid-19, 1.556 novos casos de infeções confirmadas, a maioria em Lisboa e Vale do Tejo, uma diminuição nos internamentos em enfermaria e um aumento nos …

Cristiano sai? Juventus tem sete alternativas

Juventus já terá uma lista restrita de possíveis reforços, caso o português deixe Turim durante este verão. Cristiano Ronaldo pode não voltar a jogar pela Juventus e, por isso, o clube de Turim já estuda alternativas …

UNESCO recomenda incluir Veneza na lista de património mundial em perigo

A UNESCO publicou estas recomendações a um mês da próxima sessão do seu comité de património mundial, que se vai realizar na China, de 16 a 31 de julho. Em Veneza, o impacto do turismo de …

No One Britain One Nation Day, (quase) todas as crianças britânicas vão cantar uma canção patriótica

O Governo britânico está a encorajar todas as crianças em idade escolar a cantar uma música patriótica, muito criticada nas redes sociais. O Departamento de Educação do Reino Unido quer que as escolas participem no One …

Descoberta a causa da extinção em massa mais severa dos últimos 540 milhões de anos

A extinção em massa mais dramática nos últimos 540 milhões de anos eliminou mais de 90% das espécies marinhas e 75% das espécies terrestres da Terra. Mas qual foi a sua causa? Embora os cientistas tenham …

Este robô pode salvar agricultores de um inesperado assassino

O Grain Weevil é um robô criado por estudantes de engenharia que pode salvar a vida de de agricultores e dos seus familiares de um assassino inesperado: cereais. Se os agricultores não gerirem ativamente os seus …

Ferro Rodrigues arrasado por pedir deslocação "massiva" de portugueses a Sevilha para apoiar Selecção

Numa altura em que o Governo se prepara para anunciar um travão no desconfinamento devido ao aumento de casos de covid-19, Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República, é duramente criticado por ter apelado à …

Certificado digital vai permitir livre circulação em todo o país

O Certificado digital Covid-19 da União Europeia vai também servir de "passaporte" em todo o país para cidadãos em determinadas situações, prevê o decreto-lei que o governo vai apresentar esta quinta-feira. Segundo apurou o jornal Público, …

covid, Lisboa

Travão no desconfinamento em todo o país. Porto à beira do alerta e Lisboa pode recuar 2 meses

Os números da pandemia de covid-19 "continuam a aumentar", reconhece Marta Temido numa altura em que o Governo deverá anunciar o travão no desconfinamento em todo o país. Mas a situação em Lisboa é mais …

Todos contra o Chega. Parlamento chumba projeto sobre enriquecimento injustificado

O Parlamento rejeitou projecto de lei de André Ventura sobre enriquecimento injustificado com os votos contra de todos os partidos, exceto do PAN, que se absteve, e da deputada Cristina Rodrigues. O projeto de lei de …