Físicos criaram uma nova forma de luz

Cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts e da Universidade de Harvard demonstraram que é possível que dois feixes de luz se encontrem e se fundam num único fluxo luminoso.

Se tentarmos cruzar a luz de duas lanternas, nada acontece. A luz não interage, isto porque os fotões individuais passam simplesmente uns pelos outros. Mas como seria se a luz pudesse realmente interagir?

Cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, da Universidade de Harvard de outras instituições resolveram responder a esta questão. Para isso, demonstraram que afinal é possível que dois feixes de luz se fundam num único fluxo luminoso.

No estudo, publicado na quinta-feira na revista Science, os cientistas queriam provar que estas interações podem ocorrer entre mais de dois fotões. Para isso, arrefeceram a nuvem de átomos de rubídio a temperaturas extremas, tornando assim os átomos muito mais fracos.

Quando apontaram um raio laser muito fraco para uma nuvem densa de átomos de rubídio ultrafrios, a equipa de cientistas descobriu que dessa experiência não resulta uma nuvem de fotões soltos aleatoriamente. Em vez disso, os fotões uniram-se em pares e em trios sugerindo assim um tipo de interação nunca antes visto na luz: a atração.

Ao contrários dos fotões sem massa, que viajam a cerca de 300 mil quilómetros por segundo, os fotões “interligados” adquiriram uma fração da massa de um eletrão, partículas de luz relativamente lentas, que viajam 100.000 vezes mais devagar do que os fotões não interativos.

Caso se consiga provar que os fotões conseguem interagir de outras maneiras, estes podem revelar-se extremamente úteis na realização de cálculos quânticos rápidos e muito complexos.

Além disso, a equipa mediu também a frequência de oscilação dos átomos antes e depois de atravessarem a nuvem de átomos. “Quanto maior a fase dos fotões – a frequência de oscilação – mais fortes estão ligados entre si”, explicou Aditya Venkatramani, um dos autores do estudo, da Universidade de Harvard.

Os cientistas observaram então que quando as partículas de três fotões abandonavam a nuvem de átomos ao mesmo tempo, a sua fase era diferente das dos fotões que não interagiam e cerca de três vezes maior do que a diferença e fase das moléculas com apenas dois fotões.

“Isto significa que os fotões ‘em trio’ não interagem de forma independente, mas interagem juntos“, disse o cientista envolvido na experiência.

Para explicar esta interação, a equipa explica que um fotão move-se através da nuvem de átomos de rubídio e pousa sobre um átomo antes de saltar para o seguinte. Se outro fotão estiver a viajar simultaneamente através da nuvem, pode também pousar durante algum tempo num átomo de rubídio.

Nesse tempo em que o fotão pousa no átomo, pode dar-se uma espécie de fusão, formando-se um “polariton”: um híbrido metade fotão, metade átomo – uma verdadeira junção de partículas.

Esses dois polaritons formados podem interagir um com o outro através da sua componente atómica. Perto da nuvem, os átomos permanecem a onde estão, enquanto que os fotões que saem continuam interligados. Este fenómeno pode ocorrer com três fotões, formando um vínculo ainda mais forte.

A interação de fotões implica que estes se tenham tornado fortemente correlacionados – uma propriedade fundamental na computação quântica.

PARTILHAR

RESPONDER

Novo primeiro-ministro belga nomeado após 16 meses de crise política

O atual ministro das Finanças da Bélgica, Alexander de Croo, toma posse esta quinta-feira como primeiro-ministro, depois de ter sido na quarta-feira formalmente nomeado para o cargo, pondo fim a uma longa maratona de 16 …

Cortes de água, luz, gás e telecomunicações regressam esta quinta-feira

A partir desta quinta-feira, regressam os cortes de água, eletricidade, gás natural e telecomunicações para todos os consumidores em situação de desemprego, com uma quebra de rendimentos de, pelo menos, 20% ou que estejam infetados …

Moderna contradiz Trump. Não haverá vacina até às eleições

O diretor-executivo da farmacêutica Moderna Therapeutics, que está a desenvolver uma das mais avançadas vacinas para a covid-19, disse que esta não estará pronta até às eleições presidenciais dos Estados Unidos. Em declarações ao jornal Financial …

Brigadas dos lares arrancam com menos profissionais do que o previsto

As Brigadas de intervenção Rápida para os lares atingidos por surtos de covid-19 arrancam esta quinta-feira - mas há menos enfermeiros e cuidadores do que o previsto. Em declarações à Renascença, o presidente do Instituto da …

PS segue PSD e propõe voto antecipado para eleitores em confinamento

O Partido Socialista (PS) decidiu juntar-se ao Partido Social Democrata (PSD) na ideia de alargar o direito de voto antecipado aos eleitores que estejam em confinamento à data das próximas eleições presidenciais. De acordo com o …

Santos Silva assume "contactos" para reforço dos EUA da base das Lajes (e desdramatiza eventual crise política)

Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, disse, em entrevista ao Público e à Renascença, que há "contactos" com os Estados Unidos para reforço norte-americano da base das Lajes e desdramatizou a aprovação do Orçamento …

3.800 euros por mês. Genebra aprova o primeiro salário mínimo (e é o mais alto do mundo)

Os habitantes de Genebra, na Suíça, aprovaram, este domingo, a proposta de um salário mínimo de 23 francos suíços por hora (equivalente a cerca de 21,30 euros) para todos os que trabalham na cidade. De acordo …

No day after do debate caótico, Biden pede regras rígidas e Trump queixa-se do moderador

O debate caótico entre Donald Trump e Joe Biden motivou críticas generalizadas que suscitam dúvidas sobre se será de manter os outros dois debates ou se, mantendo-os, será necessário alterar as regras. Um dia após a …

OE2021. Pontas soltas, alguns avanços e uma certeza: se houver entendimento, há acordo por escrito

Se houver entendimento em algumas matérias com o Bloco de Esquerda e o PCP, haverá um "compromisso escrito", adiantou Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares. Em entrevista ao podcast Política com Palavra, do PS, …

Covid-19. Hospitais da região de Lisboa pedem camas uns aos outros

Os hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo continuam a bater à porta uns dos outros a pedir camas para internar doentes com covid-19. Segundo a edição desta quinta-feira do jornal Público, os …