Justiça francesa avança com processo contra Fillon

ump-photos / Flickr

François Fillon

O candidato presidencial francês, François Fillon, disse que vai ser acusado de ter criado empregos falsos para a mulher e os filhos, mas que mantém a candidatura às eleições de 23 de abril.

O candidato presidencial francês François Fillon adiou, esta quarta-feira, uma visita à Feira de Agricultura de Paris sem prestar qualquer justificação, o que levantou suspeitas que poderia desistir das presidenciais. No entanto, o conservador promete que irá levar a campanha presidencial até ao fim.

“Tenho um encontro marcado com a democracia e só ela nos pode levar a escolher o futuro. Eu estarei lá com determinação renovada, e não vou permitir que a escolha dos eleitores seja entre uma aventura louca com a extrema direita e a continuação do hollandismo “, afirmou Fillon.

“Não cederei, não me renderei, não me retirarei. Peço-vos que me sigais”, garantiu esta quarta-feira, na sede de campanha do seu partido, em Paris.

François Fillon nega todas as acusações e revelou que “vai encontrar-se com os magistrados” no próximo dia 15 de março. A sua mulher, Penelope, também terá sido notificada para prestar declarações no dia 18 de março.

O candidato presidencial diz que está a ser alvo de um inquérito judicial tendencioso, que devido à escolha do calendário tem como consequência o seu “assassinato político”.

“Muitos dos meus apoiantes e aqueles que me apoiaram nas primárias e os quatro milhões de eleitores, falam de um assassinato político. Este é um assassinato, de facto. Com a escolha deste calendário para o inquérito judicial, não sou apenas eu que estou a ser assassinado é a eleição presidencial”, acrescentou Fillon.

O conservador é suspeito de desvio de fundos públicos por ter alegadamente criado empregos fictícios para a mulher e os dois filhos.

Os dois filhos de Fillon terão ganho perto de 85 mil euros com vários trabalhos parlamentares, e Penelope terá recebido cerca de 900 mil euros ao trabalhar como assistente parlamentar e como colaboradora de uma revista literária.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Juiz bloqueia 3,6 mil milhões para construção do muro com México

Um juiz norte-americano deu uma ordem permanente que impede a transferência de fundos militares no valor de 3,6 mil milhões de dólares (3,25 mil milhões de euros) para a construção do muro na fronteira dos …

Houve abusos, mas não há crime nos milhões de Angola que passaram por Malta. MP arquiva caso Deloitte

O Ministério Público (MP) decidiu arquivar o caso de investigação que envolvia 48 sócios da consultora Deloitte que receberam lucros de negócios em Angola, através de Malta. Houve "uso abusivo" das regras fiscais, mas não …

Ex-governador do Rio de Janeiro libertado. Luiz Pezão passará a usar pulseira eletrónica

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) brasileiro libertou na terça-feira o ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão, substituindo a sua prisão preventiva por medidas cautelares alternativas, como uso de pulseira eletrónica, anunciaram fontes …

EUA, Canadá e México assinam revisão do NAFTA. Pacto comercial tem 25 anos

Representantes dos Estados (EUA), do Canadá e do México assinaram na terça-feira uma nova revisão do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (NAFTA), um pacto comercial entre os três países, que já tem 25 anos. Segundo noticiou …

Bósnia fecha campo improvisado e transfere quase 800 pessoas para Sarajevo

A Bósnia fechou, esta quarta-feira, um campo de refugiados, montado num local onde antes funcionava um aterro de lixo, que não tem água potável nem eletricidade. As autoridades bósnias fecharam esta quarta-feira um campo acolhimento de …

Trabalhadores dos Registos em greve a 26, 27 e 28 de dezembro

O Sindicato Nacional de Registos vai estar em greve contra o decreto-lei aprovado pelo Governo, acusando Marcelo Rebelo de Sousa de não ter tido "sensibilidade na análise do diploma do sistema remuneratório". O Sindicato Nacional de …

Artistas exigem 1% do Orçamento do Estado para a Cultura

Mais de 300 artistas concentrados esta terça-feira em frente ao Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa, exigiram um valor imediato de 1% do Orçamento do Estado para a Cultura, em 2020. O protesto, convocado pela …

Depois do Idai, ainda há carência de comida e água potável

São milhares os desalojados que, após o ciclone Idai, continuam sem acesso a água potável. Além disso, a necessidade de comida mantém-se em níveis inalterados. Os dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM), patentes no …

Há mulheres-polícia que recebem menos quando estão grávidas

De acordo com um relatório sobre as iniquidades de género dentro da Polícia de Segurança Pública (PSP), ao qual a revista Sábado teve acesso, há mulheres-polícia que recebem menos quando ficam grávidas. Segundo o inquérito realizado …

França. Governo adia entrada em vigor das novas pensões

O novo sistema universal de pensões em França vai abranger apenas as gerações nascidas a partir de 1975 e só terá nova formulação, através de pontos, a partir de 2025. O novo sistema universal de pensões …