Crianças fechadas em caixões. Nas Filipinas, a covid-19 é “a desculpa perfeita” para o tratamento abusivo

Peewee Bacuno / EPA

Carlos Conde, investigador da Human Rights Watch para a Ásia, refere que a covid-19 é “a desculpa perfeita para líderes autoritários endurecerem jugo sobre liberdades individuais” e receia que a comunidade internacional “não possa fazer muito”.

No final da semana passada, a Human Rights Watch (HRW) alertou que as autoridades das Filipinas têm sujeitado adultos, crianças e jovens a “um tratamento absurdamente abusivo” durante a pandemia de covid-19. Há relatos de crianças despidas e trancadas em caixões por violação das regras de recolher obrigatório e de quarentena.

“Há casos publicados no Facebook pelos próprios perpetradores, como a humilhação de pessoas por dirigentes locais. Num vídeo falado num dialeto local, as pessoas foram obrigadas a dançar, a fazer flexões, a beijar-se umas às outras, enquanto era tudo transmitido em direto na rede social”, contou ao semanário Expresso o investigador da HRW para a Ásia, Carlos Conde.

As polícias detidas por violação das regras impostas são maltratadas pela polícia e pelas autoridades locais, que as confinam em jaulas para cães e as forçam a passar horas expostas a sol intenso.

Vários grupos de defesa dos direitos das crianças em Manila relataram à organização que os mais jovens também são sujeitos a este “tratamento cruel, desumano e degradante por violarem as medidas de emergência”.

Segundo o semanário, duas crianças da província de Cavite foram fechadas num caixão, a 26 de março, depois de terem violado o recolher obrigatório. Na semana anterior, cinco jovens foram trancados numa jaula para cães, em Santa Cruz, e, em Binondo, as autoridades cortaram o cabelo a sete crianças. A única que resistiu foi obrigada a regressar nua para casa.

Os relatos foram divulgados na passada sexta-feira, e Rodrigo Duterte, Presidente das Filipinas, não teve “qualquer reação”. “A maioria destes abusos é cometida por autoridades locais de baixa patente que estão claramente inebriadas pelo poder”, revela o investigador, que informou que o chefe local que trancou os jovens está a ser investigado.

“Estas são questões que serão tidas em consideração nos compromissos de direitos humanos das Filipinas com outros países. Deviam investigar estas atrocidades e integrá-las no sistema da ONU. Deviam reportar ao Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas o seu descontentamento relativamente ao que se está a passar”, refere o responsável da HRW.

Para Conte, a pandemia de covid-19 “é, em definitivo, a desculpa perfeita para os líderes autoritários endurecerem o seu jugo sobre as liberdades individuais”.

Segundo os dados mais recentes da Universidade Johns Hopkins, as Filipinas contam 3.870 casos confirmados de infeção, 182 mortos e 96 recuperados da covid-19.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Encontradas fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico

Investigadores encontraram fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico. As evidências sugerem que lavar as nossas roupas está a contribuir para esta contaminação. Há muito tempo que o Ártico provou ser um barómetro da saúde …

Campus universitários nos Estados Unidos podem tornar-se super-propagadores da covid-19

Os campus universitários podem tornar-se super-propagadores do novo coronavírus, que causa a covid-19, para toda a sua área de abrangência, concluiu uma nova investigação levada a cabo nos Estados Unidos. Analisando os 30 campus universitários …

A "máscara mais inteligente do mundo" é recarregável, tem microfone e dá luz

A Razer afirma ter criado a máscara mais inteligente do mundo. O Projeto Hazel é um design com um revestimento externo feito de plástico reciclado à prova de água e é transparente para permitir a …

Novo tratamento permite que pessoas com lesões na espinal medula voltem a mexer mãos e braços

Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington conseguiu ajudar seis participantes com lesões traumáticas da espinal medual a recuperar alguma mobilidade de mãos e braços. Muitas das pessoas que sofrem lesões traumáticas da espinal medula …

Ventiladores comprados à China custaram 1,3 milhões. Autarquias algarvias vão pedir devolução do dinheiro

Os 30 ventiladores comprados à China seriam usados nos hospitais do Algarve, mas os equipamentos não funcionam. Os autarcas vão agora exigir devolução do dinheiro. De acordo com a edição do jornal Público deste domingo, o …

EUA um passo atrás da China. Pequim leva avanço na Guerra Comercial (e as suas exportações estão em alta)

No ano em que a pandemia se expandiu em todo o mundo, muitos países viram-se em mãos com graves problemas financeiros e económicos. No caso da China, a situação foi mais positiva e o país …

Alexei Navalny detido no regresso à Rússia

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi detido este domingo no aeroporto em Moscovo quando regressava à Rússia. Os serviços prisionais russos (FSIN) detiveram o opositor russo Alexei Navalny, este domingo, à chegada a Moscovo, acusando-o …

Prazo para trocas ou devoluções suspenso durante confinamento

O prazo para efetuar trocas ou devoluções de bens ficará suspenso durante o atual confinamento e as garantias que terminem neste período ou nos 10 dias seguintes serão prorrogadas por 30 dias, segundo diploma publicado …

Desde 2001 que polícias negros alertam para racismo de agentes do Capitólio

Com a invasão do Capitólio, investiga-se o alegado racismo existente na Polícia do Capitólio. Desde 2001 que agentes negros denunciam casos de discriminação racial no departamento. Desde 2001, centenas de agentes policiais negros processaram o departamento …

Um megatsunami devastou uma vila na Gronelândia. Três anos depois, há quem não possa voltar a casa

Em junho de 2017, Nuugaatsiaq, na Gronelândia, foi devastada por um megatsunami, cujas ondas foram desencadeadas por um enorme deslizamento de quase 30 quilómetros através do fiorde. Embora as ondas se tivessem dissipado quando chegaram a …