FIFA tem dado milhões de euros ao Paquistão, mas o dinheiro não é usado

A FIFA e a AFC dão, no total, milhões de euros por ano à Federação de Futebol do Paquistão. Assombrada por interesses financeiros, a Federação não usa o dinheiro para benefício dos jogadores.

Este mês, enquanto todo o mundo se concentrava nos planos da formação de uma Superliga Europeia, a FIFA suspendeu a Federação de Futebol do Paquistão (FFP). No início de abril, uma multidão supostamente liderada por um ex-presidente da FFP invadiu e ocupou os escritórios da federação à força, levando a FIFA a tomar medidas.

O Paquistão tem um das seleções de futebol com classificação mais baixa do mundo — 199.º de 210 países.

Nos últimos seis anos, a FFP tem estado envolvida numa verdadeira batalha administrativa, não sendo esta a primeira vez que a FIFA suspende a federação.

“O controlo da FFP é motivado pelo desejo de controlar as grandes somas de dinheiro associadas a ela, com financiamento garantido na ordem de milhões de euros a cada ano”, explica Ali Ahsan, editor do site FootballPakistan.

Por ano, a Federação de Futebol do Paquistão recebe cerca de 1 milhão de euros da FIFA, mais cerca de 650 mil euros da Confederação Asiática de Futebol, a AFC.

Além disso, a FIFA também dá milhões de euros à FFP no âmbito do Goal Project, que visa “apoiar as associações nacionais mais pobres”. No entanto, apesar das promessas de implantar o projeto em oito cidades, apenas um campo foi construído, enquanto os restantes permanecem incompletos ou nunca foram construídos de todo, escreve a VICE.

“Os últimos quatro a cinco anos foram desastrosos para os jogadores, muitos dos quais abandonaram completamente o futebol“. disse Haajra Khan, capitã da seleção paquistanesa de futebol feminino. “Os nossos sonhos acabaram. Eu sinto que [o futebol] acabou para mim”.

Faisal Saleh Hayat é um dos principais nomes responsáveis por esta situação. Ele chegou ao poder da FFP pela primeira vez em 2003, apesar de não ter nenhuma ligação com o futebol até então.

Paralelamente, firmou alianças com líderes proeminentes do Golfo, como o presidente da AFC, Sheikh Salman, do Bahrein, o ex-presidente da AFC, Mohammad bin Hammam, do Catar, e o Sheikh Ahmed Al Fahad Al Sabah, do Kuwait.

Esta relação fez com que o Paquistão votasse no Catar para organizar o Mundial de 2022. Como compensação, a AFC pagou milhares de euros em taxas legais em seu nome, forneceu mais de meio milhão de euros para um projeto que nunca foi construído e transferiu fundos para contas pessoais de fiéis a Hayat.

A partir daí, os fiéis a Hayat quiseram uma fatia maior do bolo e começaram uma luta pelo poder que levou à tal guerra administrativa. Esta situação fez com o Paquistão não conseguisse enviar uma equipa na sua força total para os jogos internacionais. Como seria de esperar, o Paquistão falhou a qualificação para o Mundial, perdendo logo na 1.ª pré-eliminatória, contra o Camboja.

Kaleemullah, que é o jogador de futebol mais famoso e bem-sucedido do Paquistão, disse recentemente à imprensa que “há milhares de jogadores que têm o seu ganha-pão vinculado ao futebol” e que “uma suspensão significa que esses jogadores ficarão desempregados e as suas carreiras serão destruídas“.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bombeiros embrulharam a maior árvore do mundo em papel de alumínio. Tudo para a proteger

O incêndio consumiu milhares de acres na Califórnia e o National Park Service viu-se obrigado a intensificar os seus esforços para proteger as jóias naturais, incluindo as maiores árvores do mundo. Os incêndios Colony e Paradise …

EUA trocaram "guerra implacável" por "diplomacia implacável" no Afeganistão, diz Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, disse esta terça-feira à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) que o país se está a concentrar na "diplomacia implacável" e no encerramento de uma era de …

Presidente de El Salvador autodenomina-se "Ditador de El Salvador"

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, alterou no domingo a descrição do seu perfil no Twitter para "Ditador de El Salvador", passando depois para "Ditador mais 'cool' do mundo mundial", situação registada após os …

Ordem dos Médicos abre processo disciplinar contra Fernando Nobre

O Conselho Disciplinar Regional do Sul da Ordem dos Médicos abriu um processo contra Fernando Nobre, por causa das suas declarações numa manifestação de negacionistas em frente à Assembleia da República. A Ordem dos Médicos (OM) …

Crise da energia obriga UE a enfrentar dependência do gás natural

Os países europeus estão a tentar proteger os consumidores de energia, numa região onde, desde o início do ano, os preços do gás aumentaram 250%, resultado de uma série de forças económicas, naturais e políticas.  Na …

Companhia de aviação privada oferece voo de 20 mil dólares para reunir uma família separada pela pandemia

A empresa de aviação privada Tradewind Aviation está a comemorar o seu 20.º aniversário de uma forma original: vai dar um voo no valor de 20 mil dólares (cerca de 17 mil euros) para reunir …

Mais de 60 pinguins morrem na África do Sul após ataque de abelhas

Dezenas de pinguins-africanos ameaçados de extinção foram mortos por um enxame de abelhas na África do Sul, na passada sexta-feira. Segundo a CNN, 63 pinguins-africanos, uma espécie ameaçada de extinção, foram encontrados mortos na sexta-feira numa …

Macron e Modi manifestam vontade de "agir em conjunto" após disputa submarina

O Presidente Emmanuel Macron discutiu a cooperação na região Indo-Pacífico com o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, esta terça-feira. O Presidente francês, Emmanuel Macron, e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, conversaram esta terça-feira, em plena crise dos …

Académica treme: salários, último lugar e treinador de saída

Clube de Coimbra, tal como o Boavista, terá de comprovar que tem cumprido no pagamento dos salários. Em campo, mais uma derrota complicou a situação de Rui Borges. Ainda não há muitos anos, a Académica apareceu …

Marcelo discursou na ONU, lembrou Sampaio e mostrou total sintonia com Guterres

Marcelo Rebelo de Sousa lembrou nas Nações Unidas o antigo Presidente da República Jorge Sampaio, que morreu no dia 10 deste mês, aos 81 anos, pela sua atividade no acolhimento de refugiados. O chefe de …