Fezes ancestrais ajudam a descobrir como o microbioma afeta a nossa saúde

Um novo estudo, realizado em Israel e na Letónia, analisou fezes ancestrais e comparou-as com o nosso microbioma para tentar descobrir pistas sobre as doenças modernas.

A equipa de investigadores, que trabalhou enterrada até aos joelhos em latrinas dos séculos 14 e 15, descobriu que o ADN bacteriano de excrementos humanos pode durar séculos e fornecer pistas sobre como o conteúdo do nosso intestino terá mudado desde os tempos medievais.

De acordo com o The Guardian, a análise das duas fossas distintas – uma em Jerusalém e outra na capital da Letónia – poderá ajudar os cientistas a entender se as mudanças no microbioma afetam os problemas de saúde que temos hoje em dia.

O estudo publicado esta semana mostra que essas diferenças podem estar ligadas a muitas das doenças do mundo industrializado, como as doenças inflamatórias intestinais, alergias e mesmo a obesidade.

“No início, não tínhamos certeza se as assinaturas moleculares do conteúdo intestinal sobreviveriam nas latrinas durante centenas de anos”, disse Kirsten Bos, especialista em ADN bacteriano ancestral e coautora do estudo.

“Até agora, muitos dos nossos sucessos na recuperação de bactérias ancestrais vieram de tecidos calcificados, como ossos e tártaro dentário, que oferecem condições de preservação muito diferentes”, acrescentou Bos.

Um dos grandes desafios de trabalhar numa escavação arqueológica foi diferenciar o que eram fezes do que era terra. Mas a equipa de investigadores conseguiu identificar uma ampla gama de bactérias, vermes parasitas e outros organismos conhecidos por habitar o intestino dos humanos.

Kirsten Bos / MPISHH

Mapa que mostra a localização precisa das latrinas, indicadas a vermelho

As latrinas escolhidas teriam sido usadas por muitas pessoas para que fosse possível obter informação sobre a flora intestinal de comunidades inteiras e o estudo descobriu que o conteúdo microbiano dos excrementos medievais era exclusivo dos humanos modernos, incluindo aqueles que viviam como caçadores-coletores.

“Parece que as latrinas são, de facto, fontes importantes tanto para obter informações microscópicas como moleculares”, disse Bos. “Vamos precisar de muitos mais estudos noutros lugares arqueológicos e relativos a outros períodos de tempo para entender completamente como é que o microbioma mudou nos grupos humanos ao longo do tempo”, explicou.

A coautora do estudo considera, no entanto, que foi dado um “passo importante para mostrar que a recuperação de ADN de conteúdos intestinais ancestrais de latrinas antigas pode funcionar”.

Piers Mitchell, um paleopatologista da Universidade de Cambridge que também fez parte do estudo, disse que as latrinas antigas podem tornar-se numa fonte importante de informação biomolecular e permitir que os cientistas expliquem como é que os estilos de vida modernos afetam a saúde humana.

“Se queremos determinar o que constitui um microbioma saudável para as pessoas modernas, devemos olhar para os microbiomas dos nossos ancestrais, que viveram antes dos antibióticos, da fast food e de outras armadilhas da industrialização”, disse.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Pacientes que estiveram infetados com covid-19 podem ver a sua voz alterada

Cerca de 80% dos pacientes com covid-19 recuperam-se da doença sem necessidade de serem sujeitos a tratamentos hospitalares, de acordo com a OMS. No entanto, um em cada 6 doentes pode desenvolver uma condição grave …

Aliado de Trump considera que acusações de fraude são "embaraço nacional"

O ex-governador do estado norte-americano de Nova Jérsia, apoiante do ainda Presidente dos Estados Unidos, considera que chegou a hora de este assumir a derrota eleitoral. "Tenho sido um apoiante do Presidente, votei nele duas vezes, …

Há uma vila no Equador conhecida por ser "o vale sagrado da longevidade"

Esta vila no sul do Equador ganhou fama, na década de 70, quando a comunidade científica começou a tentar descobrir o porquê de a maioria dos seus habitantes viver mais de 100 anos. De acordo com …

Bicicleta que fazia parte de obra de arte de Banksy desapareceu (e já se sabe porquê)

O mistério do desaparecimento de uma bicicleta sem uma roda que fazia parte de uma obra de arte do anónimo artista de rua britânico Banksy foi finalmente revelada. Uma bicicleta, que estava acorrentada do lado de …

Abusos sexuais, casamentos forçados e gravidez indesejada: o que piorou em África com a pandemia

Os efeitos da atual pandemia causada pelo covid-19 afetam a população de forma desigual e as pessoas que se encontram nas interseções de diferentes desigualdades (género, pobreza, etnia ou orientação sexual) são as mais afetadas. Este …

Chamadas de valor acrescentado no apoio ao cliente acabam no próximo ano

Os deputados aprovaram, esta segunda-feira, uma proposta do PAN que impede a utilização de linhas de valor acrescentado como única forma de contacto entre os consumidores e as empresas prestadoras de serviços, nomeadamente de contratos …

"Intrigante e preocupante". Portugal abusa de terapias agressivas em doentes com cancro

O nosso país tem "uma elevada prevalência de agressividade terapêutica em fim de vida para doentes oncológicos". A conclusão é de uma investigação levada ao cabo durante 6 anos e envolvendo um total de 92 …

Rei de Espanha em quarentena após ter estado em contacto com infetado

O Rei de Espanha iniciou uma quarentena de dez dias, depois de saber que esteve em contacto com uma pessoa infetada com o novo coronavírus. De acordo com o jornal El País, que cita a Casa Real, …

Estudo europeu releva que carros híbridos são “desastre ambiental”

Um estudo europeu chamou aos carros híbridos plug-in um "desastre ambiental" - as emissões de dióxido de carbono destes carros encontrar-se-ão acima do legalmente declarado e a associação ambientalista Zero pede o fim dos benefícios …

Fisco alerta para mensagens falsas enviadas a contribuintes

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) alertou os contribuintes, numa mensagem no portal das Finanças, para o envio de mensagens falsas para o telemóvel nas quais é pedido que se carregue em 'links' que são …