Fernando Santos só venceu um jogo em cada um dos grandes torneios

José Sena Goulão / Lusa

Em 90 minutos, o registo do selecionador nacional em Europeus e Mundiais tende para o empate. Liga das Nações é exceção.

Fernando Santos ficou-se pelos oitavos-de-final pelo segundo grande torneio consecutivo, depois da eliminação diante do Uruguai no Mundial 2018. A derrota contra a Bélgica (1-0) no Europeu 2020 confirmou uma estatística: em 90 minutos de partida, o selecionador nacional nunca venceu mais do que um jogo em cada Europeu ou Mundial de futebol.

Começamos pela sua estreia, o Euro 2012, quando liderava a Grécia. Os gregos chegaram aos quartos-de-final mas só ganharam um jogo: contra a Rússia, na fase de grupos. Empataram um e perderam dois.

No Mundial 2014 a Grécia também só venceu uma partida, novamente na fase de grupos, desta vez diante da Costa do Marfim, mas foi suficiente para ultrapassar essa fase. Foi eliminada nos oitavos-de-final, depois de um triunfo, dois empates e uma derrota.

Depois veio Portugal e a conquista do Europeu 2016, o único grande torneio sem qualquer derrota. Em 90 minutos, foram seis empates e somente uma vitória (País de Gales, na meia-final). Voltamos a reforçar: estas contas são referentes aos 90 minutos que cada jogo de futebol tem; mas claro que, em jogos a eliminar, não há empates e o jogo tem de ter tempo extra. E aí, ou nas grandes penalidades, Fernando Santos venceu mais três vezes em França – contra Croácia, Polónia e País de Gales.

No Mundial 2018, apesar de liderar Portugal e não a Grécia, o registo luso foi igual ao da Grécia no Mundial anterior: uma vitória (Marrocos, fase de grupos), duas igualdades e um desaire.

Desta vez, ficou para a história o percurso de uma vitória, um empate e duas derrotas no Euro 2020, os mesmos números do Euro 2012.

Contabilidade total de cinco presenças em fases finais de Europeus e de Mundiais: em 90 minutos, e num total de 23 jogos, Fernando Santos venceu só cinco, um em cada edição. Empatou 12 (!) vezes e perdeu seis partidas. Se tivermos em conta os prolongamentos ou penáltis, o treinador sobe o número de vitórias para oito.

Liga das Nações é outra coisa

O percurso de Portugal na recente Liga das Nações (onde foi sempre orientado por Fernando Santos) é muito mais vitorioso: oito triunfos em 12 jogos.

Na primeira edição, 2018/19, não houve derrotas. Foram quatro vitórias e dois empates e, como se sabe, a conquista do torneio.

Na segunda edição, 2020/21, os números foram quase iguais: quatro vitórias, um empate e uma derrota – mas esse desaire com a França foi suficiente para afastar os campeões da fase final.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.