FC Porto vs Marselha: Villas-Boas pode igualar recorde negativo

micheldf / Flickr

Equipa francesa já perde há 11 jogos consecutivos na Liga dos Campeões. Diogo Jota e João Félix podem atingir registos raros nos respetivos clubes.

O encontro entre FC Porto e Marselha vai fazer com que André Villas-Boas regresse ao estádio mais especial de todos, para si: o Estádio do Dragão. Mas uma derrota do Marselha irá colocar o conjunto francês num recorde negativo na Liga dos Campeões.

Os números disponibilizados pela Opta lembram que o Marselha perdeu os 11 últimos jogos realizados na Liga dos Campeões. Se perder novamente nesta terça-feira, contra o campeão português, o Marselha chega às 12 derrotas consecutivas – um número que só o Anderlecht e o Jeunesse Esch atingiram, juntando Liga dos Campeões e Taça dos Campeões Europeus. Por outro lado, o FC Porto quer manter o seu bom registo caseiro neste torneio: cinco vitórias nas últimas seis partidas realizadas no Dragão; e a única derrota aconteceu contra o campeão europeu daquele ano (2019), o Liverpool.

Entre os outros sete jogos marcados para esta terça-feira, um que vai captar muito interesse é o Atalanta-Liverpool, que deverá ter muitos golos. E se um deles for marcado por Diogo Jota, o internacional português tornar-se-á no segundo jogador da história do Liverpool a marcar nos seus dois primeiros jogos na Liga dos Campeões. Só Robbie Keane fez o mesmo, em 2008. Já o seu treinador Jürgen Klopp quer ganhar pela primeira vez em Itália, em encontros da Liga dos Campeões.

João Félix também pode chegar a um registo histórico nesta noite: se marcar em Moscovo, contra o Lokomotiv, o avançado passará a ser o único futebolista da história do Atlético de Madrid a marcar em três jogos consecutivos contra um adversário; marcou nos dois que o Atlético realizou frente ao Lokomotiv, na época passada.

Luís Castro, treinador português do Shakhtar Donetsk, apresenta o registo invulgar de ter colocado em campo sete jogadores sub-21 em cada um dos onzes iniciais, nas duas primeiras jornadas do torneio (o surto de coronavírus ajudou). Se fizer o mesmo na receção ao Borussia Mönchengladbach, vai transformar o Shakhtar na primeira equipa com esses números.

Se o Atalanta-Liverpool promete muitos golos, o Salzburgo-Bayern não promete menos: desde o início da época passada, estas duas equipas estão no top-3 das formações com mais golos nos respetivos jogos. Os compromissos do Salzburgo chegaram aos 38 golos e os do Bayern já acumulam 58 golos.

Por fim, uma curiosidade à volta de um duelo entre grandes da Europa: Real Madrid-Inter Milão. Se o Real não ganhar, vai igualar a sua pior sequência de sempre na Liga dos Campões, com cinco jogos seguidos sem ganhar. Na altura, Zidane era jogador dessa equipa de Madrid.

  NMT, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.