FC Porto vence Académica e sagra-se campeão de Inverno

O FC Porto venceu hoje a Académica por 3-1, em partida da 14.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, assumindo, com o sexto triunfo consecutivo na prova, a liderança isolada do campeonato, pela primeira vez.

Depois do deslize do Sporting, horas antes, no Funchal – derrota por 1-0 frente ao União da Madeira -, a formação da Invicta não desperdiçou a oportunidade e, com o triunfo sem contestação, passa a somar 36 pontos, mais um do que os ‘leões’ que descem ao segundo lugar, antes de receber os ‘dragões’.

Sabendo que a vitória lhes permitiria dobrar a quadra natalícia e novo ano na liderança da I Liga, o FC Porto fez o suficiente para levar de vencida uma Académica demasiada macia e quase sempre inofensiva, que com este desaire continua nos lugares de despromoção.

A superioridade dos nortenhos foi evidente desde os minutos iniciais, com uma entrada no jogo aguerrida, estando perto de inaugurar o marcador logo nas primeiras jogadas, de Maxi Pereira e Brahimi.

Os lances acabaram por ser o prenúncio do primeiro golo da equipa de Julen Lopetegui, que à passagem do sétimo minuto viu Danilo, de cabeça, na sequência de um canto, inaugurar o marcador.

O tento galvanizou, ainda mais, os donos do terreno, que, pouco depois, estiveram perto do segundo, em dois bons remates, de Corona e Danilo, que falharam o alvo por pouco.

Mediante o vendável ofensivo do FC Porto, a Académica mal conseguia respirar e, quase sempre remetida à sua área, tentava responder em ténues contra-ataques, mas raramente com a melhor definição final.

A melhor ocasião dos ‘estudantes’ surgiu apenas no minuto 39, numa arrancada de Pedro Nuno, que o mesmo finalizou com um remate que obrigou Casillas à primeira intervenção da noite, mantendo a vantagem mínima da equipa ao intervalo.

No regresso do descanso, o FC Porto entrou com o mesmo fulgor, mediante uma Académica que no balneário não encontrou estratégia para travar os ímpetos contrários.

Assim, e novamente asfixiando o adversário, acabou por não surpreender que sete minutos após o reatamento os donos do terreno ‘encontrassem’ o 2-0.

Novamente Danilo na jogada, ganhando uma falta, que redundou num livre cobrado por Layun, para o cabeceamento certeiro de Aboubakar.

Apesar da vantagem mais confortável, os nortenhos não alivaram a pressão, perante uma Académica sem argumentos para contrapor o domínio ‘azul e branco’.

Layún ameaçou o terceiro golo, com um remate de longe, que Trigueira defendeu, mas foram os outros dois mexicanos da equipa que confirmaram o 3-0, aos 73 minutos, com Herrera a finalizar de calcanhar uma assistência de Corona.

A reação da Académica a todas estas contrariedades só surgiu de forma eficaz aos 84 minutos, numa combinação entre Rui Pedro e Rabiola – dois jogadores com passagens pelos ‘dragões’ -, com o primeiro a descortinar uma brecha para rematar para o 3-1.

Já em cima do minuto 90, os ‘estudantes’ ainda dispuseram de uma oportunidade para encurtar a desvantagem, mas o bom cabeceamento de Rabiola mereceu defesa ao mesmo nível de Casillas, não beliscando, assim, vitória final dos locais.

Futebol 365

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …

Em Singapura, os parques de estacionamento são agora quintas urbanas

A pandemia de covid-19 está a obrigar alguns países a adaptarem-se. É o caso de Singapura, que está a transformar os parques de estacionamento em quintas urbanas para aumentar a produção alimentar. Só 1% do território …

O empresário mais odiado do mundo quer sair da prisão (para desenvolver um medicamento para a covid-19)

Martin Shkreli, o empresário mais odiado do mundo, quer sair brevemente da prisão para ajudar a desenvolver um tratamento para a covid-19. Num artigo publicado no site da empresa de Shkreli, Prospero Pharmaceuticals, juntamente com outros …

Ceferin acusado de ganância. "Manter a Liga dos Campeões foi um ato criminoso irresponsável"

O primeiro-ministro da Eslovénia, Janz Jansa, teceu duras críticas à forma como a UEFA e o seu presidente, Aleksander Ceferin, lidaram com a fase inicial da pandemia de covid-19. "Manter a Liga dos Campeões foi um …