FBI distribui pornografia infantil na dark web para localizar pedófilos

Uma estratégia usada recentemente pelo FBI para identificar e capturar quem divulga e partilha pornografia infantil na Internet passou por entrar no campo da ilegalidade para apanhar os verdadeiros criminosos.

Para conseguir localizar os que praticam esse tipo de crime, o órgão norte-americano plantou algumas iscas que vão ajudar a identificar quem consome esse tipo de conteúdo.

Segundo o site Motherboard, a ideia surgiu após a agência ter conseguido invadir uma página de pornografia infantil na dark web. Em vez de a apagar para evitar que mais pedófilos acedessem àquele endereço, o FBI manteve os conteúdos no ar – mas dentro de seus próprios servidores.

Assim, ao longo de 13 dias, os agentes tiveram total controlo sobre a página e mantiveram-na funcional para que as pessoas não notassem nenhuma diferença. A partir daí, conseguiram identificar os IPs dos utilizadores e enviaram uma espécie de malware que transmitia dados diretamente para os escritórios do FBI, o que ajudou a prender esses indivíduos.

É claro que, para isso, foi preciso fazer vista grossa a várias questões éticas. A principal era o facto de que, na prática, o FBI distribuiu pornografia infantil na dark web ao longo de quase duas semanas. Contudo, apesar de ser impossível ignorar os problemas que isso envolve, o resultado foi bastante satisfatório.

Como aponta o The Next Web, a investigação resultou na identificação de mais de 1.300 pessoas que passaram pelo site. Até o momento, de acordo com o USA Today, pelo menos 137 pessoas já foram acusadas.

Mais do que isso, o FBI ainda teve acesso a informações de mais de 215 mil utilizadores registados no site – identificado apenas como Playpen – entre os dias 20 de fevereiro e 4 de março. Esses dados vão ajudar o Governo a localizar esses indivíduos numa nova fase da operação.

O próximo desafio é que muitos desses utilizadores localizados estão fora dos Estados Unidos, em países como Chile, Grécia e Dinamarca, o que significa que o governo dos EUA precisará do apoio das forças policiais dessas nações para poder encontrar e autuar quem consome pornografia infantil por todo o mundo.

De acordo com o ex-agente Ron Hosko, esta foi uma oportunidade única para a agência conseguir infiltrar-se “num dos lugares mais sombrios da Terra”. Apesar da investigação ter feito com que o FBI ultrapassasse alguns limites morais e éticos, o especialista considera que não havia outra maneira de identificar tantos criminosos de uma só vez, tendo sido por isso que seguiram em frente com os planos.

Canal Tech

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. À luz da lei Portuguesa isto seria ilegal.
    Não podem os investigadores serem os elementos que despoletam o crime.
    Na terra dos cowboys vale quase tudo.

  2. o fruto proibido sempre foi o mais……. acho que o relevo e publicidade gerado em volta do tema ,pode ser o grande culpado !pois esta a atrair cada vez mais curiosos e uma parte deles acaba por ser negativamente influenciado,tal como os assassinos em serie ,que matam pela gloria de serem noticia e apareçerem em todo o lado, bem ou a mal ficam imortalizados na historia

Oposição denuncia sequestro de dois membros da equipa de Guaidó

Este domingo, a oposição venezuelana denunciou que alegados funcionários das forças de segurança sequestraram dois membros da equipa do líder da oposição, Juan Guaidó. Rafael Rico, do partido Vontade Popular, indicou que o sequestro teve lugar …

Há 853 profissionais de saúde infetados. Cerco sanitário no Porto em discussão

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, revelou que existem 853 profissionais de saúde infetados com a covid-19 em Portugal. Em conferência de imprensa ao fim da manhã desta segunda-feira, depois de a …

Fazer despedimentos ou não renovar contratos são situações distintas, explica Siza Vieira

O ministro da Economia afirma que o acesso aos apoios financeiros do 'lay-off' simplificado está condicionado ao compromisso de não haver despedimentos, mas reconhece que despedimento e não renovação são situações distintas. O ministro da Economia …

Empresas denunciadas por abusos nos despedimentos e violações ao código de trabalho

A CGTP recebeu denúncias a 40 empresas em que são relatadas situações de abuso e aproveitamento laboral. Milhares de trabalhadores foram afetados em todo o país, garante a líder sindical. Isabel Camarinha, classificou como "muito negro" …

NOS Primavera Sound adiado para setembro

Devido ao estado de emergência em que o país se encontra, resultado do surto de COVID-19, a nona edição do NOS Primavera Sound foi adiada e vai acontecer de 3 a 5 setembro. “Perante este cenário …

Twitter apaga publicações de Bolsonaro que defendiam fim das medidas de contenção

O Twitter bloqueou dois vídeos publicados no perfil oficial de Jair Bolsonaro sobre a visita que fez no domingo a vários pontos de Brasília, contrariando as recomendações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS) para …

País vai entrar no "mês mais crítico" da pandemia (e medidas vão ser prolongadas)

O primeiro-ministro, António Costa, avisou esta segunda-feira que Portugal "vai entrar no mês mais crítico desta pandemia" da covid-19 e por isso é necessário que se prepare para esta fase. António Costa falava aos jornalistas na …

Bancos também dão moratória no crédito automóvel

Para além da moratória no crédito à habitação decretada pelo Governo, alguns bancos estão a alargar a moratória ao crédito de consumo, como por exemplo, à prestação do carro. Face à pandemia de covid-19, o Governo …

Justiça dos Estados Unidos investiga senadores por delitos financeiros

Vários senadores norte-americanos estão a ser investigados por terem vendido ações depois de terem recebido briefings sobre a pandemia de covid-19. De acordo com a CNN, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos começou a investigar …

MAI aconselha que se circule com comprovativo de deslocação

Este domingo, o Ministério da Administração Interna (MAI) aconselhou os automobilistas a circular com comprovativos de deslocação. Além de fazer um apelo aos automobilistas para que circulem apenas quando for absolutamente imperioso, o Ministério da Administração …