Fatura da água vai mudar para 440 mil clientes para ajudar a poupar no consumo

António Cotrim / Lusa

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes

Em vez de metros cúbicos, a fatura da água vai indicar litros consumidos. Ideia surgiu de uma recomendação num inquérito aos consumidores.

A fatura da EPAL e das Águas do Norte, que chega a 440 mil clientes, vai mudar até ao final do ano. O objetivo é ajudar a poupar no consumo.

De acordo com um estudo da holding Águas de Portugal (AdP), apresentado esta terça-feira, há uma dissonância entre a consciência da necessidade de preservar água enquanto valor ambiental e os comportamentos que os portugueses adotam no dia a dia.

De todas as conclusões do relatório, foi o “ovo de colombo” que mais surpreendeu o ministro Matos Fernandes. “Em vez de a fatura dizer que uma pessoa gasta cinco metros cúbicos de água por mês, deve dizer que gasta cinco mil litros, o que torna a informação mais evidente e direta para o consumidor”, diz ao Expresso o ministro do Ambiente.

João Matos Fernandes considera que esta leitura irá permitir às pessoas terem uma noção mais clara das suas poupanças efetivas, adiantando que esta alteração vai avançar nas faturas da EPAL e das Águas do Norte “até ao fim do ano”. Aos restantes sistemas a mudança irá ser sugerida, mas não forçada, porque não dependem a 100% da AdP.

A EPAL abastece 350 mil clientes no concelho de Lisboa e as Águas do Norte distribuem água em baixa por 90 mil clientes de oito municípios do Noroeste. Matos Fernandes reconhece que esta sugestão “tão simples” nunca tinha sido até agora equacionada mas irá permitir o consumidor quantos litros de água está, de facto, a poupar.

A partir de junho avança já uma campanha de sensibilização para a poupança de água, com exemplos concretos sobre os gastos, como o facto de serem necessários 14 litros para lavar os dentes com água a correr, 175 litros para fazer um litro de refrigerante ou sete mil litros para fazer um par de calças de ganga.

A ideia passar por reforçar a campanha que foi para o ar no final do ano passado perante a situação de seca que atingiu o país. “88% das pessoas reconhecem que não podem continuar a gastar a água de qualquer forma, mas veem isto mais como uma preocupação ambiental do que de poupança de água”, admite o ministro.

O inquérito revela ainda que cerca de 60% das pessoas confiam na água que lhes chega a casa, quando há cerca de quatro anos um outro inquérito feito pelas Águas do Porto apontava para apenas 40%.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ideias parvas para esconder o principal.
    Há municípios onde METADE da água se perde no transporte às habitações, dada a degradação e falta de manutenção na tubagem. A média de perda nacional fica acima de 33% !
    E estão preocupados porque o cidadão bebe 2 copos de água em vez de um ?!?
    Estão é a preparar as mentes para mais um aumento no preço da água.

RESPONDER

Selfies estão a destruir muralha romana considerada Património Mundial da UNESCO

Uma parte da antiga Muralha de Adriano, no Reino Unido, está a colapsar por causa dos turistas que procuram o local para tirar selfies. O monumento, que em 1987 foi considerado Património Mundial da UNESCO, inspirou …

Carros vão mudar mais numa década do que aquilo que mudaram num século

Embora a aparência dos carros tenha mudado nos últimos cem anos, a maneira como os conduzimos pouco ou nada mudou. Contudo, acredita-se que na próxima década, além da forma como se movimentam ser diferente, também …

São Francisco lidera ranking das cidades onde se recebe melhor

O American Dream está claramente destacado no ranking das cidades onde se recebe melhor, mas há alguns "intrusos" no meio desta lista. Das dez cidades eleitas, há apenas quatro europeias. Apenas três continentes estão representados no …

Em 30 anos, Amazónia perdeu 953 mil hectares de áreas protegidas

Nos últimos 30 anos, a Amazónia perdeu 953 mil hectares em áreas pertencentes a unidades de conservação e terras indígenas que deveriam estar preservadas. A Amazónia brasileira perdeu 953 mil quilómetros em áreas que foram desflorestadas …

Mulheres e meninas norte-coreanas forçadas a prostituir-se e a casar-se na China

Mulheres e meninas norte-coreanas são coagidas, vendidas ou raptadas na China ou traficadas diretamente da Coreia do Norte, denuncia a Korea Future Initiative. As mulheres são forçadas a casar-se, violadas e sujeitas a outros tipos …

Trump corta financiamento para centros de investigação de saúde infantil

A administração de Trump está a terminar o financiamento para uma rede de centro de investigação focados em ameaças ambientais para crianças, colocando em risco vários estudos de longa data sobre os efeitos dos poluentes …

PJ detém ex-diretor da Santa Casa de Ponte de Sor

Um antigo diretor e contabilista de uma Santa Casa da Misericórdia do distrito de Portalegre foi esta quarta-feira detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas dos crimes de peculato e participação económica em negócio, foi …

Costa diz que só soube do memorando de Tancos no dia da demissão de Azeredo

O primeiro-ministro, António Costa, diz que só soube do memorando da Polícia Judiciária Militar (PJM) sobre o assalto a Tancos no dia em que o então ministro da Defesa, Azeredo Lopes, apresentou a sua demissão. A …

Jasper Cillessen muito perto da baliza do Benfica

O guarda-redes do Barcelona Jasper Cillessen está muito perto de reforçar a baliza do Benfica, escreve o jornal Record esta quarta-feira. De acordo com o desportivo, o negócio ronda os 20 milhões de euros. O Benfica …

Brexit. Demissão no Governo deixa Theresa May por um fio

A ministra dos Assuntos Parlamentares britânica, Andrea Leadsom, anunciou esta quarta-feira a demissão do Governo em desacordo com o plano da primeira-ministra, Theresa May, para tentar aplicar o ‘Brexit'. "Não acreditamos que sejamos um Reino Unido …