Farmacêutica suspende ensaio clínico de tratamento experimental com anticorpos por “segurança”

O grupo farmacêutico Eli Lilly, sedeado nos Estados Unidos, anunciou esta terça-feira, em comunicado, a suspensão de um ensaio clínico do seu tratamento experimental com anticorpos contra a covid-19, por razões de segurança não detalhadas.

“Sabemos que, por precaução, o comité independente de vigilância sanitária do ensaio ACTIV-3 recomendou uma pausa nos recrutamentos”, declarou um porta-voz à AFP, aludindo a um ensaio envolvendo doentes com a covid-19 hospitalizados. “Lilly apoia a decisão do comité independente de garantir com prudência a segurança dos pacientes que participam no ensaio”, adiantou.

O tratamento é similar ao que Donald Trump recebeu pouco depois de ter manifestado sintomas da covid-19: são anticorpos de síntese injetados de forma intravenosa, fabricados especificamente para neutralizar o coronavirus responsável pela doença, substituindo de facto o sistema imunitário.

Trump recebeu anticorpos fabricados pela empresa norte-americana Regeneron, cuja eficácia elogiou depois de sair do hospital, prometendo autorizá-los para o conjunto dos doentes e distribuí-los gratuitamente.

“Para mim não foi algo terapêutico, fez com que me sentisse melhor, chamo a isso uma cura. E quero que toda a gente tenha o mesmo tratamento que o seu presidente”, afirmou Trump num vídeo publicado no Twitter.

As duas empresas solicitaram na semana passada à agência da alimentação e dos medicamentos do Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) uma autorização para os seus tratamentos, com caráter de urgências, mas a FDA primeiro tem de verificar a sua segurança e a eventual existência de efeitos secundários graves.

Farmacêutica testa adolescentes dos 12 aos 15 anos

A farmacêutica norte-americana Pfizer modificou novamente o protocolo para o ensaio clínico da sua vacina contra o novo coronavírus, com o objetivo de incluir participantes entre os 12 e os 15 anos.

A empresa divulgou esta segunda-feira que recebeu a permissão por parte da agência norte-americana do medicamento (FDA, em inglês), para incluir na fase avançada do estudo da sua vacina jovens adolescentes entre os 12 e os 15 anos.

A Pfizer, com sede em Nova Iorque, tinha como plano original a participação de 30 mil pessoas no ensaio clínico da vacina contra a covid-19, mas em setembro aumentou a participação para 44 mil, noticia a agência AP.

Este alargamento foi promovido para aumentar a diversidade da população no estudo, incluindo, concretamente, adolescentes de 16 e 17 anos, bem como pacientes estáveis com algumas infeções crónicas comuns, como a hepatite B, hepatite C ou HIV.

O ensaio clínico da Pfizer também inclui um número significativo de participantes hispânicos, negros, asiáticos e nativos americanos, bem como muitas pessoas com idades entre os 56 e 85 anos.

A diversidade dos participantes tem como objetivo obter informações sobre a segurança e eficácia da vacina experimental em pessoas de diferentes idades e origens.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e setenta e sete mil mortos e mais de 37,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Os Estados Unidos são o país com mais mortos (214.776) e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 7,7 milhões).

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Chuvas torrenciais fazem mais de uma centena de mortos na Índia

Pelo menos 136 pessoas morreram na Índia, em consequência de chuvas torrenciais que assolaram o país e causaram fortes enchentes e deslizamentos de terra, enterrando casas e submergindo ruas. Numa altura em que as alterações climáticas …

China inaugurou o comboio mais rápido do mundo

O comboio-bala maglev, que pode atingir uma velocidade de 600 quilómetros por hora, fez a sua estreia em Qingdao, na China, esta semana. Tal como conta a cadeia televisiva CNN, este comboio-bala maglev foi desenvolvido pela …

Quatro portugueses detidos em Espanha por alegada violação de duas mulheres

A polícia espanhola anunciou, este sábado, ter detido quatro cidadãos portugueses por suposta violação múltipla e abusos sexuais a duas mulheres de 22 e 23 anos, numa pensão em Gijón, no norte do país. Segundo a …

Stonehenge pode perder estatuto de património mundial da UNESCO

Depois de Liverpool, também Stonehenge pode perder o estatuto de património mundial da UNESCO. O aviso surge após o secretário dos transportes, Grant Shapps, ter dado luz verde aos planos de construção de um túnel …

Mais 20 mortes e 3396 casos de covid-19. Não havia tantos óbitos desde março

Portugal registou, este sábado, mais 20 mortes e 3396 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3396 novos …

"Integral confiança". Chega segura militantes acusados de agredir homossexual

O Chega anunciou, esta sexta-feira, que mantém "integral confiança" nos candidatos e estruturas local e distrital de Viseu, referindo que só se pronunciará sobre alegadas agressões de motivação homofóbica naquela cidade depois de apurados os …

Há dezenas de autarcas envolvidos em processos sem fim à vista

Dezenas de autarcas foram neste mandato acusados por corrupção, negócios imobiliários duvidosos e abuso de poder, entre outros, em processos judiciais que se arrastam, na maioria, sem desfecho à vista a dois meses de novas …

Milhares de pessoas manifestam-se na Austrália contra o confinamento

Milhares de australianos manifestaram-se, este sábado, em várias cidades do país contra as restrições impostas pelo Governo para controlar o aumento de casos de covid-19. Em Sidney, cerca de mil manifestantes protestaram contra o confinamento decretado …

Há 406 farmácias com testes comparticipados pelo Estado

Há 406 farmácias de 104 laboratórios em Portugal continental com testes comparticipados pelo Estado. Saiba quais. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) atualizou recentemente a lista das farmácias e laboratórios que disponibilizam testes …

Há 33 cursos com emprego garantido. Abandono no Ensino Superior aumentou

Este ano, há 30 licenciaturas e três mestrados integrados sem recém-diplomados inscritos no Instituto de Emprego e Formação Profissional. Segundo o Observador, o número total (33) é inferior ao de 2020 e de 2019, quando foram …