Famílias portuguesas nunca pouparam tão pouco nos últimos 18 anos

As famílias portuguesas nunca pouparam tão pouco, tendo poupado apenas 3,8% do seu rendimento disponível no ano terminado em março, o valor mais baixo dos últimos 18 anos.

Os dados são compilados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) desde 1999, tendo reportado que a taxa de poupança voltou a cair nos 12 meses concluídos no final do primeiro trimestre deste ano, ficando nos 3,8%, “menos 0,5 pontos percentuais do que no trimestre anterior”, somando assim três trimestres consecutivos de queda.

Isto acontece apesar de o rendimento das famílias estar a crescer e deve-se ao facto de se registar “uma variação mais intensa na despesa de consumo final do que no rendimento disponível”.

Quando o INE começou a compilar estes dados, no último trimestre de 1999, as famílias poupavam 11,4% do seu rendimento disponível, ficando a taxa de poupança nos dois anos seguintes em torno dos 10% a 11% e atingindo o valor máximo de toda a série (de 12%) no ano terminado no terceiro trimestre de 2002.

A poupança dos particulares caiu pela primeira vez abaixo dos dois dígitos nos 12 meses concluídos no primeiro trimestre de 2004, tendo a partir daí permanecido quase sempre abaixo dos 10% do rendimento e acentuado o ritmo de queda a partir de 2009.

Mantendo esta tendência, a taxa de poupança tocou os 5% pela primeira vez no final de 2014 e, desde então, tem vindo a cair de forma praticamente consecutiva até ter chegado aos 3,8% no ano terminado em março de 2017, o valor mais baixo da série.

No quadro europeu, no final de 2016, Portugal apresentava uma taxa de poupança de 4,3%, abaixo da média de 10,3% da Europa a 28 e de 12,2% dos 19 países da área do euro. Olhando para 2015, o último ano para o qual há dados para a maioria dos países da União Europeia, verifica-se que Portugal teve a sexta taxa de poupança mais baixa, 4,5%.

Bulgária (-6,3%), Chipre (-5,7%), Letónia (-2,2%) e Lituânia (-1,9%) registaram uma taxa de poupança negativa, o que quer dizer que as famílias gastaram mais do que os rendimentos que têm.

Por oposição, os suecos (18,6%), os alemães (17,3%) e os eslovenos (14,8%) foram os europeus que pouparam uma proporção maior do seu rendimento disponível em 2015, de acordo com dados do Eurostat.

O INE divulga esta sexta-feira a taxa de poupança das famílias registada no ano terminado no primeiro semestre, tendo o ministro das Finanças afirmado em junho que estão criadas as condições para que este indicador inverta a tendência de queda e comece a recuperar.

“Penso que estão criadas as condições para que isso aconteça e há indicadores positivos que nos permitem esperar uma inversão do lado da poupança”, referiu Mário Centeno, sublinhando que os dados trimestrais devem ser vistos com cautela, por serem “voláteis”.

Por outro lado, defendeu que devem continuar a ser seguidas as políticas que permitem essa poupança, tendo destacado a redução da carga fiscal e o aumento de rendimentos como bons exemplos do que já foi feito pelo atual Governo.

“São contributos importantes e, também por isso, esperamos que nos próximos trimestres haja uma alteração dessa tendência”, reiterou.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Venezuelanos acordam com menos zeros nas suas contas e o país paralisado

Os venezuelanos acordaram hoje com menos zeros nas suas contas bancárias devido à reconversão monetária que se iniciou esta segunda-feira por ordem do Governo, que também decretou o dia como não laboral, razão pela qual …

Pelo menos 13 mortos em sismo nas ilhas indonésias de Lombok e Sumbawa

Pelo menos 13 pessoas morreram na sequência de vários sismos que abalaram as ilhas indonésias de Lombok e Sumbawa, indicou um novo balanço das autoridades locais. O sismo de magnitude 6,9 na escala Richter foi um …

"Vergonha e arrependimento". Papa escreve carta a condenar abusos sexuais

O Papa Francisco publicou, esta segunda-feira, uma carta dirigida a todos os católicos do mundo, condenando o crime de abuso sexual por parte de padres e o seu encobrimento e exigindo responsabilidades. A carta do Papa …

Autópsia confirma que Pedro Queiroz Pereira sofreu um enfarte

A autópsia realizada a Pedro Queiroz Pereira confirma que terá sido um ataque cardíaco que fez o empresário português cair de uma escada com oito degraus. A autópsia realizada esta segunda-feira  que Pedro Queiroz Pereira sofreu …

"Propaganda norte-coreana". Varoufakis, Galamba, PSD e Bloco criticam vídeo de Centeno

O ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo está a ser fortemente criticado, da esquerda à direita, pelo vídeo, partilhado esta segunda-feira, no qual aborda a saída da troika da Grécia, depois de oito anos …

Polícias de elite da PSP convocados para trabalhar nas obras

Operacionais da Unidade Especial de Polícia (UEP) da PSP estão a ser chamados para colaborarem como voluntários nas obras de remodelação da messe localizada na Quinta das Águas Livres, em Belas, Sintra. Segundo o Correio da …

Portugueses são dos que menos gastam em viagens turísticas

Os portugueses são dos cidadãos europeus que menos gastam em deslocações de turismo, ao desembolsar em média 136 euros por viagem turística, menos de metade da média da União Europeia, de 336 euros, revelam dados …

Ex-diretor da CIA admite recorrer à Justiça contra Donald Trump

O ex-diretor da CIA John Brennan admitiu neste domingo recorrer à Justiça, depois de o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lhe ter cancelado o acesso a informação confidencial e à Casa Branca. “Se esse é …

Trabalhadores da CGD em greve contra a perda de privilégios

O novo Acordo de Empresa que a Administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) pretende implementar está a gerar revolta entre os trabalhadores e já levou à convocação de uma greve para sexta-feira, 24 de …

Asia Argento terá pago a jovem ator que a acusou de assédio sexual

A atriz e realizadora italiana terá pago 380 mil dólares para silenciar um jovem ator e músico que a acusa de assédio sexual quando tinha apenas 17 anos. Asia Argento foi uma das primeiras mulheres da …