Famílias com filhos são as que menos compram frutas e legumes

As famílias com crianças são as que menos gastam em frutas e legumes, privilegiando os “produtos de conveniência” (refeições refrigeradas, conservas, ‘take-away’) – que “facilitam o dia-a-dia” – e os produtos ditos de “indulgência” (chocolates, bolachas e batatas fritas, entre outros) que “oferecem momentos de satisfação, como se fossem um pequeno mimo”.

Segundo avançou o Público, esta é uma das conclusões a que chegou a consultora Nielsen a partir do seu Painel de Lares, no qual estão agregadas três mil habitações de Portugal Continental cujas compras são monitorizadas regularmente. No caso, entre 29 de janeiro de 2018 e 27 de janeiro de 2019.

A partir destes registos a Nielsen estabeleceu o perfil do consumidor que mais se preocupa com uma alimentação saudável, para assim assinalar o Dia Mundial da Saúde, que se assinalou no domingo.

Descobriu-se que, quanto ao consumo de frutas e legumes, os agregados mais jovens com crianças são ultrapassados por famílias com um perfil mais sénior (54 ou mais anos) e sem menores a cargo, destacou ao Público a porta-voz da Nielsen, Andreia Carvalho.

Relativamente aos lugares escolhidos para se fazer as compras, o estudo mostra que “os hipermercados têm mais relevância” entre os mais jovens, enquanto os seniores “compram habitualmente em formatos de loja mais pequenos”.

Para esta pesquisa, a Nielsen dividiu os lares em quatro grupos, em função do seu consumo de frutas e legumes, tendo ficado à frente os agregados com um perfil mais sénior. “São 19% dos compradores e concentram 36% do valor gasto” naqueles produtos.

Já as famílias mais jovens com crianças ficaram em último lugar: representam 20% dos compradores e os seus gastos em frutas e legumes não vão além dos 5% do valor total da despesa dos lares portugueses neste tipo de consumo.

Vida pessoal e vida profissional

“Este é um perfil de famílias com vidas mais ativas, que se permitem a momentos de indulgência e que procuram produtos que lhes façam poupar algum tempo para as atividades de que mais gostam. Refira-se que, segundo o Índice de Confiança da Nielsen, a principal preocupação dos portugueses, para além da saúde, é o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional”, indicou Andreia Carvalho.

Por outro lado, para o segmento mais envelhecido da população “o consumo de frutas e legumes no contexto de uma alimentação saudável é ainda um pilar essencial da sua alimentação”, frisou a porta-voz da consultora especialista em estudos de mercado.

O que leva Andreia Carvalho a lançar este desafio: “num cenário em que a saúde é a palavra de ordem, poderão as gerações mais jovens seguir o comportamento das mais antigas, numa espécie de ‘voltar às raízes’ na aprendizagem de um estilo de vida mais saudável?”.

Já foi mais difícil de alcançar. Andreia Carvalho realçou que “a percentagem de portugueses que procuram ter uma alimentação mais saudável tem aumentado de ano para ano, assim como a introdução de frutas e legumes nos seus hábitos de consumo”.

Por essa razão, existem “todos os motivos para acreditar que esta continuará a destacar-se como uma forte tendência no mercado nacional”, concluiu.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bruxelas piora previsões para défice português, mas melhora as do desemprego

A Comissão Europeia piorou hoje em duas décimas as previsões para o défice português, esperando um saldo negativo das contas públicas de 4,7% este ano. Contudo, melhorou as da dívida pública em três pontos percentuais, …

Barcelona empata com o Levante e "despede-se" do título espanhol

O FC Barcelona deu hoje um gigante passo atrás na corrida ao título espanhol de futebol, ao empatar 3-3 no reduto do Levante, depois de estar a ganhar por 2-0 e 3-2, em encontro da …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: 11.05.2021

Festa verde e assunto encerrado. Sporting quebra jejum de 19 anos e volta a celebrar a conquista de um título de campeão nacional. O novo desafio de Mourinho. As finais da Champions e Liga Europa. …

Certificado covid-19. Preço para os testes na UE gera discórdia

O Certificado Verde Digital, proposto pela Comissão, deverá passar a chamar-se Certificado Covid19 da UE, admitiu a presidência portuguesa da União Europeia. Os eurodeputados querem testes gratuitos para quem viaja, mas essa proposta esbarra nos …

Paulo Fonseca em negociações com o Lyon

O ainda treinador da AS Roma, que vai ser substituído por José Mourinho na próxima temporada, já estará em negociações com o Lyon. Segundo o jornal Record, Paulo Fonseca não só figura na lista de prioridades …

"Incongruente" e "inadequada". Antigos militares criticam reforma das Forças Armadas

Antigos militares consideram que o melhor seria suspender a proposta do Governo que admitem que "nem em tempo de guerra tem lugar". Um grupo de antigos militares GREI - Grupo de Reflexão Estratégica Independente - sugere …

Manchester City conquista título no sofá e com costela portuguesa. É o terceiro em quatro anos

O Manchester City garantiu esta terça-feira a conquista do seu sétimo título de campeão inglês de futebol, e terceiro em quatro anos, face ao desaire do Manchester United na receção ao Leicester (1-2), na 36.ª …

Venda da Groundforce pode ficar nas mãos do administrador de insolvência

A apreciação judicial do pedido de insolvência da Groundforce feito pela TAP ainda deverá demorar alguns meses. Até lá, o acionista maioritário terá de conseguir vender a sua parte, ou a decisão poderá passar para …

Estádio do Dragão vai receber final da Liga dos Campeões

O Estádio do Dragão, na cidade do Porto, vai ser o palco da final da Liga dos Campeões, entre Chelsea e Manchester City, agendada para 29 de maio. A hipótese de a cidade "Invicta" e o …

Ministério Público, viúva de Ihor e inspetores vão recorrer da sentença

Tanto o Ministério Público, como a viúva de Ihor Homeniuk e os inspetores do SEF, vão recorrer da decisão no caso da morte do ucraniano no aeroporto. Procuradora considera que penas foram demasiado leves. A decisão …