Família de homem morto pela polícia recebe 3 euros de indemnização

(dr) Gregory Vaughn Hill Jr

Gregory Vaughn Hill Jr e a família

A família de um homem morto a tiro por um agente da polícia nos Estados Unidos recebeu 4 dólares de indemnização por danos, após uma decisão de um tribunal da Florida.

Em 2014, Gregory Vaughn Hill Jr, de 30 anos, foi baleado com 3 tiros, na garagem de sua casa, no Condado de St. Lucie, na Florida, por um agente da polícia que se tinha deslocado ao local após uma queixa por excesso de ruído, feita por uma vizinha.

Em resposta à queixa, acorreram ao local dois agentes da polícia, Christopher Newman e Edward Lopez, que foram recebidos, à entrada da garagem da moradia, por Gregory Hill.

Hill, que trabalhava numa fábrica local da Coca-Cola e tinha registo de infracções graves de trânsito, estaria alegadamente embriagado e armado, tendo sido atingido por 3 tiros disparados por Newman. O corpo foi encontrado ao lado de uma arma descarregada, mas a família garante que Hill não estava a segurar na arma no momento em que foi baleado.

A família de Hill apresentou em 2016 um processo em tribunal contra a polícia local, por uso excessivo da força e homicídio culposo. O processo pedia à justiça que verificasse se os direitos constitucionais de Hill tinham sido violados e que respondesse a uma questão: “qual é o valor do sofrimento dos três filhos de Gregory Hill?”.

O processo judicial foi julgado por um júri federal, que declarou o agente inocente da acusação de uso excessivo de força e decidiu que Hill foi responsável pela sua própria morte, porque estava bêbado quando a polícia acorreu ao local.

Sobre a indemnização a atribuir à família, aparentemente em resposta à questão levantada pelos autores no processo, o júri concedeu um total de 4 dólares, cerca de 3,4 euros: à mãe foi atribuído 1 dólar, pelo custo do funeral, e 1 dólar a cada um dos três filhos de Hill.

É de partir o coração. Há muitas perguntas que quero fazer”, disse Monique Davis, noiva de Hill, ao The New York Times. “Acho que estavam a tentar insultar a família“, acrescentou o advogado da família, John Phillips. “O que fazer com 1 dólar? Essa foi a parte dolorosa.”

Mas a indemnização pode nem sequer chegar aos 4 dólares, uma vez que os jurados determinaram que a actuação da polícia apenas tinha tido “1% de culpa no resultado da ocorrência” – o que irá reduzir a indemnização para 4 cêntimos de dólar.

Mais ainda, diz o New York Times, uma vez que Hill se encontrava embriagado e foi considerado responsável pela sua própria morte, é provável que um juiz venha ainda a reduzir a indemnização a zero.

O agente Christopher Newman foi colocado numa situação muito difícil“, declarou em comunicado, após o veredicto, o departamento de polícia do condado. “Ele tomou a melhor decisão que podia para garantir a segurança do seu parceiro, de si próprio e do público, dadas as circunstâncias que enfrentou”.

Entretanto, o advogado criou uma página no GoFundMe para arrecadar fundos para a família e ajudar a cobrir o custo da reparação dos danos causados ​​pelos tiros na casa de Hill. Até agora, a campanha já recolheu mais de 7.000 dólares em donativos.

O advogado da família diz que está a preparar uma moção para a realização de um novo julgamento e que apresentará recurso caso o pedido seja negado.

ZAP // BBC / NYTimes

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

34 anos depois, dados da Voyager 2 revelam mais um segredo de Urano

Mais de 30 anos depois, os dados da Voyager 2, que sobrevoou o planeta em 1986, permitiram aos cientistas da NASA desvendar mais um segredo de Urano. Em janeiro de 1986, a Voyager 2 sobrevoou Urano. …

Está a nevar em Plutão

Em julho de 2015, a sonda New Horizons da NASA concluiu uma longa e árdua jornada pelo Sistema Solar, viajando a 36.000 mph durante nove anos e meio. Toda a missão focava-se em mapear a …

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …

Há mais pessoas em quarentena do que vivas durante a 2ª Guerra Mundial

Um terço da população mundial - 2,6 mil milhões de pessoas - está em quarentena. São mais seres humanos em isolamento do que aqueles que estavam vivos para testemunhar a 2ª Guerra Mundial. Na terça-feira, o …