/

Faltam diretores da PJ em Lisboa e no Norte há meses

Faltam diretores em três dos principais departamentos da Polícia Judiciária. A situação estará a afetar o bom funcionamento da força policial.

A Polícia Judiciária (PJ) está sem diretores na Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, na Diretoria do Norte e na Unidade de Informação Financeira (UIF). Além disso, o atraso de mais de um ano na regulamentação do estatuto profissional coloca em causa o bom funcionamento da força policial.

A Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal da Polícia Judiciária (ASFIC/PJ) alerta que faltam pelo menos mais dois diretores: o do departamento disciplinar e da unidade de armamento e segurança. Em certos casos, a falta de diretores arrasta-se há cerca de seis meses, escreve a TSF.

“Numa unidade sem diretor falta quem a lidere e pode ficar em causa o bom funcionamento desses mesmos departamentos”, diz o presidente da associação, Carlos Garcia, citado pela rádio.

No entanto, Carlos Garcia está mais preocupado com o estatuto profissional do pessoal da PJ, que devia estar regulamentado desde 2020, mas ainda não está.

“Pode estar em causa, rapidamente, o bom funcionamento da PJ”, admite o líder da ASFIC/PJ, acrescentando que, por isso, há “inspetores a trabalhar fora de horas sem receber […], de forma gratuita e voluntária”.

“Nós trabalhamos por amor à camisola, mas também nos cansamos e estamos a ficar muito cansados desta situação”, acrescentou Carlos Garcia.

A falta de instruções permanentes de serviço que regulam a organização e o seu funcionamento é outro problema realçado pela ASFIC/PJ.

  ZAP //

0 Comments

  1. Para quê, polícias se o país está cada vez mais nas mãos dos bandidos e assassinos de toda a espécie, é só ouvir e ler as notícias ou ter a infelicidade de assistir a um caso, ou pior ainda ser a vítima. Inverteram-se os poderes!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.