Faltou água no hospital da Madeira. Câmara Municipal do Funchal rejeita responsabilidades

A Câmara Municipal do Funchal rejeitou esta terça-feira qualquer responsabilidade nos problemas de fornecimento de água ao hospital da Madeira, apontando que a situação está relacionada com uma obstrução na entrada dos reservatórios daquela unidade de saúde.

“Ao contrário do que foi dito por Rafaela Fernandes, nova presidente do Serviço de Saúde da Madeira (SESARAM), os problemas de abastecimento supracitados não se deveram a quaisquer intervenções em curso na rede de água pública em São Martinho”, declara o município do Funchal em comunicado divulgado na região.

O problema da falta de água esta terça-feira no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, foi avançada pela responsável do SESARAM através do matutino JM-Madeira.

No mesmo documento, o município argumenta que “os problemas deveram-se especificamente a uma obstrução que se verificou na entrada dos reservatórios de água do SESARAM localizados nas Virtudes, a qual foi sinalizada à Câmara Municipal do Funchal demasiado tarde”.

A nota complementa que nessa altura os “reservatórios em causa já estavam nos mínimos, ao contrário do que é a prática definida neste tipo de situações, sendo esta sinalização da responsabilidade do SESARAM”.

A Câmara do Funchal refere que este facto é “facilmente comprovável pelo facto de o SESARAM ter sido o único cliente afetado com esta situação de subfornecimento”.

O município salienta que o problema foi sinalizado pelas 13h de segunda-feira à autarquia do Funchal e “pelas 16h o fornecimento de água já estava restabelecido, graças à imediata intervenção dos serviços camarários”.

“[Estes serviços] procederam a uma reconfiguração da rede de água do Bairro [social] do Hospital e garantiram que os autotanques dos Bombeiros Sapadores do Funchal abasteciam os reservatórios do Hospital Dr. Nélio Mendonça”, adianta a câmara, assinalando: “A autarquia pode confirmar que o problema se encontra, neste momento, completamente resolvido”.

Segundo a câmara, os reservatórios afetados são “privados, do SESARAM e que a rede de água entre os mesmos e o Hospital Dr. Nélio Mendonça é da responsabilidade do Serviço Regional de Saúde, que só se apercebeu do problema quando os seus reservatórios já estavam vazios”.

O município destaca igualmente que “quaisquer outras questões internas relacionadas com a gestão interna do serviço são da estrita responsabilidade do SESARAM” e lamenta que, “ao contrário da boa coordenação de esforços que existiu no local no plano técnico, depois de uma situação tardiamente sinalizada pelo próprio SESARAM, este organismo público tenha usado os meios de comunicação social para publicar informações erradas, e que não correspondem à realidade”.

O município censura ainda a nova presidente do SESARAM, Rafaela Fernandes, por, depois de o abastecimento de água ter sido restabelecido, alegadamente, ter tentado “mediatizar a situação e retirar algum tipo de dividendos políticos, quando esta situação deveria, pelo contrário, ser tratada com mais responsabilidade e com discrição institucional”.

De acordo com o JM-Madeira, ao longo do dia de segunda-feira, “camiões-cisterna dos bombeiros com milhares de litros de água” abasteceram os tanques do hospital do Funchal para “não agravar o seu normal funcionamento”.

O matutino adiantou que “o plano de contingência do SESARAM foi ativado”, o que “evitou que a situação se agravasse”, adiantando que a Câmara do Funchal “convocou mais trabalhadores para trabalhar toda a noite e resolver um problema grave que afeta a maior unidade hospitalar da região”, indicando que o problema deverá ficar resolvido hoje.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mulher agride médica na Urgência do Hospital de Águeda

Uma médica foi agredida, esta quinta-feira, na Urgência do Hospital de Águeda, por uma mulher que acompanhava o filho a uma consulta. De acordo com o Jornal de Notícias, a médica, de 33 anos, que estava …

Polícia do Rio de Janeiro matou cinco pessoas por dia em 2019

A polícia do Rio de Janeiro matou 1.810 pessoas em 2019, um recorde de cinco mortes por dia e um aumento de 18% em relação ao ano anterior, informou o Instituto de Segurança Pública (ISP) …

Governo dedica 20 milhões do Orçamento ao combate à violência doméstica

O orçamento total para combater a violência doméstica em 2020 é de 20,3 milhões de euros, adiantou na quinta-feira a ministra de Estado e da Presidência no Parlamento, Mariana Vieira da Silva, sublinhando o reforço orçamental …

Chega quer câmaras nas fardas e nos carros-patrulha

O Chega, liderado por André Ventura, apresentou um projeto de resolução a defender que os agentes das forças de segurança nacionais devem poder utilizar câmaras, que seriam introduzidas nas fardas e nos carros-patrulha. O partido liderado …

"Não tenho o apoio de Assunção Cristas", diz João Almeida

O candidato à liderança do CDS-PP defende que o partido deve, no imediato, fortalecer-se e depois participar numa "plataforma à direita" de alternativa ao PS, com o PSD, mas sem o Chega. "A alternativa à governação …

Campanha internacional quer salvar leões subnutridos em parque no Sudão

Várias fotografias de leões subnutridos no zoo de Al-Qureshi, no Sudão, atraíram a atenção de milhares de pessoas, que tentam agora salvar os animais. O fotógrafo Ashraf Shazly encontrou cinco leões malnutridos, enjaulados e sem …

Joacine Katar Moreira defende mais direitos para deputados não inscritos em partidos

A deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, defendeu nesta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos, durante uma reunião do grupo de trabalho para racionalizar os votos objecto de …

Nova universidade internacional de Soros pretende combater populismo e alterações climáticas

O filantropo multimilionário George Soros vai investir mil milhões de dólares (cerca de 904 milhões de euros) numa universidade internacional que terá como foco a oposição a governos autoritários e às alterações climáticas. Segundo avançou o …

"O índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual a nós", diz Bolsonaro

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse, durante um vídeo em direto em que comentava a criação do Conselho da Amazónia, que "o índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual …

Jorge Brito Pereira deixa de ser advogado de Isabel dos Santos

O advogado anunciou, esta sexta-feira, que saiu da sociedade de advogados Uría Menéndez Proença de Carvalho, suspendeu a atividade profissional e, como consequência, vai cessar "o patrocínio jurídico" à empresária angolana. "Face às informações publicadas nos …