“A Fábrica de Nada” premiado no Festival de Cinema de Turim

O filme “A fábrica de nada”, de Pedro Pinho, recebeu hoje, no Festival de Cinema de Turim, em Itália, o prémio especial do júri, designado Prémio Fundação Sandretto Re Rebaudengo, o segundo mais importante do palmarés.

O júri do festival, presidido pelo realizador chileno Pablo Larrain, atribuiu o prémio de Melhor Filme a “Don’t forget me”, uma coprodução de Israel, França e Alemanha, dirigida por Ram Nehari, conforme a decisão anunciada hoje à noite, na gala de encerramento.

O filme de Pedro Pinho foi igualmente distinguido com uma Menção Honrosa na competicão paralela ao festival, julgada por alunos de escolas superiores de cinema, por ter mostrado que a chamada sétima arte “pode ser um instrumento ativo na mudança” social.

“A fábrica de nada” estreou-se em maio, no Festival de Cannes, onde venceu o prémio da crítica, a que se seguiu o prémio CineVision, em junho, em Munique, para melhor novo filme.

Foi igualmente distinguido nos festivais Duhok, no Iraque, e Miskolc, na Hungria, e selecionado para os festivais de Londres, Toronto e Jerusalém.

O vencedor do principal prémio de Turim, “Don’t Forget Me“, também recebeu os prémios de Melhor Ator (Nitai Gvirtz) e de Melhor Atriz (Moon Shavit), ‘ex-aequo’ com a protagonista do filme inglês “Daphne”, de Peter Burns (Emily Beecham).

O Prémio do Público foi para o filme francês “A voix haute”, de Stéphane De Freitas, cineasta descendente de emigrantes portugueses, fundador da rede social Eloquentia.

A morte de Stalin“, de Armando Iannucci, filme já estreado em Portugal, recebeu o prémio da Federação Internacional dos Críticos de Cinema (Fipresci). Foi também o vencedor dos “prémios colaterais”, atribuídos por alunos de escolas de cinema.

Na área do documentário, “M–1“, de Luciano Pérez Savoy (Bosnia/México), recebeu o prémio de melhor produção internacional, tendo sido atribuído o prémio especial do júri, neste segmento, ao francês “Sans adieu”, de Christophe Agou.

Os prémios de curta-metragem foram para as produções italianas “Ida“, de Giorgia Ruggiano, e “Blue Screen“, de Alessandro Arfuso e Riccardo Bolo.

Portugal tinha cinco filmes selecionados para o Festival de Cinema de Turim, que teve início a 24 de novembro. Em competição estavam “A fábrica de nada”, de Pedro Pinho, e “Spell Reel”, de Filipa César.

Na secção “Viagem” foram incluídos dois filmes do realizador francês F.J. Ossang, coproduzidos por Portugal – a curta-metragem “Silêncio” (2007) e a longa-metragem “Nove dedos” (2017) -, assim como “Margem sul“, média metragem de José Álvaro de Morais (1993-2004), feita em 1994.

Colo“, de Teresa Villaverde, e “Verão danado“, primeira obra de Pedro Cabeleira, foram exibidos na secção “Onde”, sobre filmes em diálogo com a arte contemporânea.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …

Os terrenos contaminados de Fukushima vão tornar-se num centro de "energia verde"

Fukushima, local que sofreu um dos maiores desastres nuclear do mundo, vai reinventar-se e tornar-se num centro de energia renovável. Depois de ser atingido por um terramoto e um tsunami de 15 metros em 2011, três …

Cientistas identificaram neurónios específicos que mapeiam memórias

Neurocientistas descobriram um aspeto curioso de como a nossa memória funciona: Quando o cérebro precisa de recuperar informação relacionada com um lugar específico, neurónios individuais podem atingir memórias específicas. De acordo com o estudo publicado na …

Grande tempestade de areia pode ter ditado o fim de um império da Mesopotâmia

O Império Acádio da Mesopotâmia entrou em colapso devido a uma enorme tempestade de areia, sugeriu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Hokkaido, no Japão. Em comunicado, os especialistas explicam …

Encontrado templo milenar usado em rituais pagãos de veneração da água

O local tem 3.000 anos, onde investigadores encontraram 21 sepulturas, bem como várias peças de cerâmica e anéis de cobre. O templo era usado em rituais pagãos de veneração da água. Uma equipa de arqueólogos encontrou …

Elon Musk diz que inovações da Neuralink vão conseguir curar o autismo

Musk disse que a sua empresa Neuralink iria "solucionar uma série de doenças neurológicas", entre as quais o autismo. Contudo, o autismo não é uma doença relacionada com o cérebro, mas sim uma perturbação do …

"Indivíduos desconhecidos" terão obrigado Marinha a apagar vídeo do incidente do USS Nimitz com um OVNI

Vários membros da Marinha que testemunharam o famoso Incidente do USS Nimitiz, em 2004, disseram que "indivíduos desconhecidos" apareceram depois do acontecimento e obrigaram-nos a apagar as gravações de vídeo. Em novembro de 2004, um porta-aviões …

Coreia do Norte detonou bomba atómica equivalente a 17 "Hiroshimas"

Dados de um satélite japonês revelam que a explosão de um teste nuclear na Coreia do Norte, em 2017, terá sido 17 vezes mais poderosa do que a bomba de Hiroshima. A Coreia do Norte estimou que …

Invenção financiada por Bill Gates pode invisivelmente resolver a malnutrição

Uma invenção financiada por Bill e Melinda Gates pode ser a solução para resolver o problema da malnutrição a nível mundial. O próximo passo é conseguir o apoio dos Governos locais. A malnutrição é um problema …

Com a ajuda de um radar, cientistas revelaram pegadas de mamutes e humanos pré-históricos

Espalhados pelo Monumento Nacional de White Sands, nos Estados Unidos, encontram-se os "rastos fantasma" de mamutes mortos há milhares de anos. Agora, investigadores conseguiram revelar pegadas de humanos. De acordo com o Science Alert, esta descoberta, …