“A Fábrica de Nada” premiado no Festival de Cinema de Turim

O filme “A fábrica de nada”, de Pedro Pinho, recebeu hoje, no Festival de Cinema de Turim, em Itália, o prémio especial do júri, designado Prémio Fundação Sandretto Re Rebaudengo, o segundo mais importante do palmarés.

O júri do festival, presidido pelo realizador chileno Pablo Larrain, atribuiu o prémio de Melhor Filme a “Don’t forget me”, uma coprodução de Israel, França e Alemanha, dirigida por Ram Nehari, conforme a decisão anunciada hoje à noite, na gala de encerramento.

O filme de Pedro Pinho foi igualmente distinguido com uma Menção Honrosa na competicão paralela ao festival, julgada por alunos de escolas superiores de cinema, por ter mostrado que a chamada sétima arte “pode ser um instrumento ativo na mudança” social.

“A fábrica de nada” estreou-se em maio, no Festival de Cannes, onde venceu o prémio da crítica, a que se seguiu o prémio CineVision, em junho, em Munique, para melhor novo filme.

Foi igualmente distinguido nos festivais Duhok, no Iraque, e Miskolc, na Hungria, e selecionado para os festivais de Londres, Toronto e Jerusalém.

O vencedor do principal prémio de Turim, “Don’t Forget Me“, também recebeu os prémios de Melhor Ator (Nitai Gvirtz) e de Melhor Atriz (Moon Shavit), ‘ex-aequo’ com a protagonista do filme inglês “Daphne”, de Peter Burns (Emily Beecham).

O Prémio do Público foi para o filme francês “A voix haute”, de Stéphane De Freitas, cineasta descendente de emigrantes portugueses, fundador da rede social Eloquentia.

A morte de Stalin“, de Armando Iannucci, filme já estreado em Portugal, recebeu o prémio da Federação Internacional dos Críticos de Cinema (Fipresci). Foi também o vencedor dos “prémios colaterais”, atribuídos por alunos de escolas de cinema.

Na área do documentário, “M–1“, de Luciano Pérez Savoy (Bosnia/México), recebeu o prémio de melhor produção internacional, tendo sido atribuído o prémio especial do júri, neste segmento, ao francês “Sans adieu”, de Christophe Agou.

Os prémios de curta-metragem foram para as produções italianas “Ida“, de Giorgia Ruggiano, e “Blue Screen“, de Alessandro Arfuso e Riccardo Bolo.

Portugal tinha cinco filmes selecionados para o Festival de Cinema de Turim, que teve início a 24 de novembro. Em competição estavam “A fábrica de nada”, de Pedro Pinho, e “Spell Reel”, de Filipa César.

Na secção “Viagem” foram incluídos dois filmes do realizador francês F.J. Ossang, coproduzidos por Portugal – a curta-metragem “Silêncio” (2007) e a longa-metragem “Nove dedos” (2017) -, assim como “Margem sul“, média metragem de José Álvaro de Morais (1993-2004), feita em 1994.

Colo“, de Teresa Villaverde, e “Verão danado“, primeira obra de Pedro Cabeleira, foram exibidos na secção “Onde”, sobre filmes em diálogo com a arte contemporânea.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Renault constitui-se assistente em processo contra Carlos Ghosn para "fazer valer os seus direitos"

A fabricante automóvel Renault anunciou na segunda-feira que se constituiu assistente no processo de investigação do seu antigo presidente Carlos Ghosn por abusos de bens sociais e branqueamento. Segundo noticiou a agência Lusa, em comunicado, citado …

Agentes do ex-Benfica Luka Jovic são suspeitos de branqueamento de capitais

Os agentes do antigo jogador do SL Benfica Luka Jovic, Fali Ramadani e Nikola Damjanac, são suspeitos de terem branqueado mais de 10 milhões de euros em Espanha. Os empresários Fali Ramadani e Nikola Damjanac, da …

Túmulos reais do Taj Mahal limpos pela primeira vez em 300 anos para receber Trump

Os túmulos reais do Taj Mahal foram limpos pela primeira vez em 300 anos como parte da preparação da visita do Presidente norte-americano, Donald Trump, à Índia, escreve o portal Newsweek citando média locais. Donald …

Microsoft revela novos detalhes da Xbox Series X

A Microsoft revelou novos detalhes da Xbox Series X, a principal corrente à Playstation 5 e à Nintendo Switch. A consola vai ser equipada com "12 Teraflops" e memória interna SSD. A Microsoft quer apostar forte …

OMS sobre Covid-19: O mundo "simplesmente não está pronto" para enfrentar a epidemia

O especialista que liderou a equipa da Organização Mundial de Saúde (OMS) enviada à China disse hoje que o mundo "simplesmente não está pronto" para enfrentar a epidemia do novo coronavírus. Bruce Aylward, médico canadiano especialista …

Um quinto das florestas australianas arderam devido a seca extrema

Os incêndios recentes "sem precedentes" que destruíram um quinto das florestas australianas estão ligados a uma seca de vários anos, devido às alterações climáticas, segundo um estudo publicado na segunda-feira. Os climatólogos estão, atualmente, a estudar …

Auditorias aos estádios da I Liga devido a casos de racismo começam amanhã

As auditorias aos estádios onde se realizam jogos da I Liga de futebol, motivadas pelos recentes atos de violência e racismo, vão decorrer até março, diz o Ministério da Administração Interna. As auditorias à segurança dos …

Liverpool já tem tantas vitórias como o invencível Arsenal de Wenger

O Liverpool operou esta segunda-feira a reviravolta sobre o West Ham (3-2) e evitou a primeira derrota na Liga inglesa de futebol, repondo a vantagem de 22 pontos para o Manchester City, no jogo que …

Lenine Cunha campeão de triplo e pentatlo em atletismo adaptado

O atleta paralímpico português Lenine Cunha sagrou-se, esta terça-feira, campeão mundial de triplo-salto e pentatlo, em Torun, na Polónia. Ana Filipe venceu a prova de triplo-salto no feminino. Lenine Cunha venceu a medalha de ouro, esta …

Kroos: Não foi fácil "adaptar-nos à falta de 40 ou 50 golos" de Ronaldo

Toni Kroos assumiu que foi difícil para o Real Madrid superar a saída de Cristiano Ronaldo. O alemão realçou a falta dos 40 ou 50 golos marcados pelo português fizeram-se sentir. Em entrevista ao The Athletic, …